AODISSEIA
Séries

Scream Queens – 2ª Temporada

A temporada da repetição


9 de janeiro de 2017 - 11:00 - Tiago Soares

E a maldição de Ryan Murphy continua, pelo menos uma de suas produções no ano fica abaixo da média e não deve agradar a todos. Isso já aconteceu com Glee e vinha acontecendo com American Horror Story até a ótima temporada passada. No ano passado, Ryan trouxe a já citada AHS, além de American Crime Story, muito elogiada pela crítica, além disso ele tinha sua nova série a queridinha Scream Queens, que prometia unir terror e comédia, ao mesmo tempo que trazia em seu nome uma homenagem as “rainhas do grito” dos anos 80, nada melhor do que um elenco encabeçado por Jamie Lee Curtis, uma dessas rainhas.

A primeira temporada não chamou muita atenção, mas pra quem pegou o espírito assim como eu, acabou gostando, o primeiro episódio era daqueles “ame-o ou deixe-o e se você não entendeu a proposta da série era melhor de fato abandoná-la. Eram muitas as referências e piadas a cultura pop em geral e as estrelas americanas da atualidade e dos anos 80. A temporada trazia as Channels, meninas de uma fraternidade que só pensavam em seu bem estar e seus prazeres, além de uma reitora com um senso de humor nonsense, uma fraternidade de homens bonitos, mas muito burros, um assassino com uma máscara de diabo e muitas mortes.

Muitas tiradas, cabeças literalmente rolando, membros decepados e muito WTF não faltaram, e Scream Queens conseguiu ser renovada, rendendo uma indicação ao Globo de Ouro a veterana Jamie Lee Curtis. A série foi vendida como uma antologia, mas no primeiro teaser da segunda temporada mostrou que as Channels estavam de volta, só que em um novo ambiente, um hospital. A nova temporada tinha a volta das Channels, que foram convidados pela ex-reitora agora diretora do hospital C.U.R.E, e a volta de um novo assassino, agora denominado monstro verde, que mais uma vez procura vingança por algo do passado.

Sim, você já viu isso antes, e por isso que a frase que intitula esse texto, é que esta temporada de Scream Queens é a temporada da repetição. Nada mudou, sejam as piadas, as mortes, a involução das protagonistas, tudo continua a mesma coisa, só que em um hospital. É claro que algumas piadas ainda funcionam e temos duas boas adições ao elenco, dois doutores, um vivido pelo veterano John Stamos (Trés é Demais) e outro por Taylor Lautner (Saga Crepúsculo). A química entre as protagonistas Emma RobertsBillie Lourd e Abigail Breslin continua sendo um ponto positivo, além do show a parte de Jamie Lee Curtis que inclusive dirige um dos melhores episódios dessa temporada.

Outros pontos positivos foram Niecy Nash (a personagem mais hilária da série) e Glen Powell como o burro Chad Radwell, uma pena que ambos foram tirados de cena rápido demais, dando espaço para personagens desinteressantes como o de Kirstie Alley e o retorno desnecessário de Lea Michele que não precisava estar nessa temporada. É interessante notar que Ryan Murphy e Brad Falchuk dupla de longa data, ao lado de Ian Brennan (que também é showrunner), dirige e escreve a maioria dos episódios, o que podia denotar qualidade maior, o que infelizmente acaba não acontecendo.

Algo refletido na audiência da série que só despenca e comprovou isso no último episódio. Numa temporada reduzida (10 episódios) e com um final corrido e praticamente igual ao da temporada anterior, Scream Queens caminha para o seu cancelamento, e se por um milagre for renovada, que mude totalmente o foco na nova temporada.