0

Uma Manhã Gloriosa basicamente coloca Indiana Jones como um apresentador de uma comédia romântica e é muito bom


O grande Harrison Ford não foi lá o mesmo sucesso de bilheteria que havia sido nos seus anos de glória dos anos 80 e com o sucesso de Jack Ryan já no início dos anos 90.

Na verdade, após o último capítulo como Ryan em Clear and Present Danger, de 1994 , Ford raramente alcançou grandes bilheterias novamente e seria necessário o retorno de Han Solo em Star Wars: O Despertar da Força para finalmente colocá-lo novamente em evidência e tirar essa seca de bilheteria.

Mas algum lugar nesse meio tempo, você vai encontrar Uma Manhã Gloriosa, que não é apenas uma comédia romântica subestimada, mas também funcionou como uma excelente vitrine de bilheteria para o lado mais cômico do ator que já passeou por diversos gêneros do cinema. Com aquela personalidade rude e excêntrica, Harrison Ford coloca um tempero diferente em Uma Manhã Gloriosa, sendo um personagem clássico de seus filmes passados, em um filme muito mais atual.

Uma Manhã Gloriosa com Harrison Ford ainda permanece bom

+++ CRÍTICA: Origens Secretas, novo filme da Netflix, é uma eterna briga entre o bem e o mal 
+++ 20 fatos sobre o filme Especialista em Crise, com Sandra Bullock

Mas qual a história de Uma Manhã Gloriosa? 

Em sua sua sinopse oficial, Uma Manhã Gloriosa conta a história de Becky Fuller, vivida por Rachel McAdams, uma produtora de televisão quee consegue uma vaga para tentar recuperar um programa matinal que passa por um período difícil.

Acontece que, para isso, ela vai ter que convencer o premiado jornalista Mike Pomeroy, interpretado por Harrison Ford, a apresentar matérias de moda e variedades, ao lado da ex-miss Arizona que ele odeia.

Fuller então se vê numa disputa de egos entre Peck e Pomeroy, enquanto luta para manter um relacionamento com um colega de trabalho (Patrick Wilson), para salvar sua reputação, seu emprego e, finalmente, o programa em si.

Uma Manhã Gloriosa pode ser previsível e um pouco estereotipado, mas essas pequenas deficiências não tiram nem distraem de toda a diversão que existe no filme. É o tipo de comédia leve que Hollywood faz muito bem, com o tipo certo de ator para interpretar e o longa certamente cresce com o passar dos anos.

Uma Manhã Gloriosa envelheceu bem

Embora não seja uma escolha óbvia, pelo formato do filme com uma comédia romântica, o produtor J. J. Abrams acabou colocando suas digitais durante o desenvolvimento de Uma Manhã Gloriosa. Já o diretor Roger Michell, se sentiu bem confortável durante o processo de gravação do filme, pois ele foi um dos responsáveis por escolher Hugh Grant para protagonizar o clássico do gênero, Um Lugar Chamado Notting Hill, que também foi dirigido por ele.

O maior sucesso do filme, no entanto, é, claro, Ford, que está mais divertido aqui do que em décadas, interpretando o veterano pomposo e irritadiço que fala sempre com um rosnado intrigante que logo remetemos ao impetuoso arqueólogo Indiana Jones.

O personagem poderia facilmente ter caído em um conto clichê de amargura e arrogância, mas Ford aumenta o sarrafo e não deixa isso acontecer. Sua apresentação é perfeita e suas constantes críticas costumam ser extremamente cruéis, mas incrivelmente engraçadas.

Em muitos aspectos, Uma Manhã Gloriosa é um típico produto de fórmula pronta feito em Hollywood, ainda mais como uma comédia romântica. Mas tem um diferencial de nunca cair numa barriga que deixa o filme desagradável. O longa continua sendo uma das poucas aventuras de Ford no gênero e uma carga mais leve à sua pesada carreira e bilheteria.


Gostou desse conteúdo? Então nos ajude a manter o site vivo entrando para o Odisseia Club. Seja um apoiador da Odisseia e acompanhe tudo sobre filmes, séries, games, músicas e muito mais.

Origens Secretas | A eterna briga mascarada entre o bem e o mal

Previous article

Alma de Pobre ! Saiba tudo sobre o especial de comédia da Netflix

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

More in Filmes