AODISSEIA
TOP 15

TOP 15: Os melhores filmes de 2018

Tradicionalmente, confira nossa lista anual de preferências.


28 de dezembro de 2018 - 12:13 - Tiago Soares

Mais uma vez, após uma votação e um cálculo complexo aqui na redação, separamos os 15 melhores filmes de 2018. Nossa lista deixou de ser semestral, não apenas para diminuir nosso trabalho, mas porque ela se torna mais interessante, e com mais qualidade.

Todos os filmes estrearam comercialmente no Brasil em 2018, então não estranhe caso veja um filme que considere de 2017. Temos filmes do Oscar, Originais Netflix, blockubusters e muito mais. Vamos lá:


 

15º) Em Pedaços

Marcado por uma atuação brilhante de Diane Kruger e a direção maravilhosa Faith Akin, Em Pedaços é uma obra-prima necessária e poderosa sobre os dilemas da sociedade alemã e as dores de uma mãe que perdeu tudo. O filme passa por vários gêneros, surpreende, emociona e ainda guarda um final com força suficiente pra deixar a sala de cinema no mais completo e doloroso silêncio.

Confira a crítica completa aqui.

 

14º) Projeto Flórida

Sean Baker já tinha alcançado inventividade e beleza com Tangerine, agora ele volta com seu tocante Projeto Flórida, um filme recheado de wallpapers e com uma aventura emocionante nos bastidores dos parques da Disney. A pequena Brooklynn Prince brilha, principalmente numa cena final maravilhosa.

 

13º) A Forma da Água

 

A Forma da Água mostra como uma fábula fantástica pode ser doce, romântica e surpreendente. Guilhermo del Toro tem a sutileza de um poeta e passa tudo isso em seus excêntricos monstros. Um filme belíssimo, vencedor do Oscar 2018.

Confira a crítica completa aqui

 

12º) As Boas Maneiras

Um terror que usa a identidade brasileira como fonte para construir uma trama lúdica e assustadora, enquanto dá uma aula de como misturar técnicas cinematográficas, construir um bom clima de tensão e homenagear os clássicos. Contando com um texto redondinho, efeitos de primeiro mundo e até algumas doses de bom humor, As Boas Maneiras incomoda e surpreende como qualquer produção de terror do mundo deveria fazer.

Confira a crítica completa aqui.

 

11º) Buscando…

Uma história simples e recheada de boas reviravoltas que arranca seu lugar nessa lista graças a união do roteiro inventivo com uma narrativa inovadora. E, por mais que outros longas tenham usado a mesma técnica anteriormente, Buscando… eleva o nível do jogo, lançando o espectador para dentro da tela e transformando-os em protagonistas num cenário cheio de emoção, humor certeiro, mistério e ótimas atuações.

Confira a crítica completa aqui.

10º) Roma

O filme mais pessoal e íntimo da carreira do diretor Alfonso Cuarón. O melhor filme da Netflix do ano e um dos melhores de 2018 abre o nosso TOP 10.

Texto completo sobre o filme aqui.

 

9º) Hereditário

Em seu primeiro longa, Ari Aster une um clima de tensão a uma história de luto e drama familiar. Hereditário é uma das grandes surpresas do ano e entre no nosso 10 com louvor, uma trilha sonora divina e uma atuação maravilhosa de Toni Collette. Um filme de perder a cabeça!

Confira nossa crítica aqui.

Podcast sobre o filme aqui.

 

8º) Infiltrado na Klan

Um dos filmes mais importantes da carreira de Spike Lee. O diretor não abandona seu viés social e político, mas traz qualidade estética e narrativa a sua nova produção em uma história que gera revolta e empatia ao mesmo tempo.

Texto sobre o cinema negro aqui.

 

7º) O Primeiro Homem

 

Depois de carimbar seu nome em Hollywood com dois filmes extremamente musicais, Damien Chazelle aposta no silêncio para contemplarmos O Primeiro Homem. Um drama poderosíssimo, com uma pegada quase documental e uma tentativa acertada de desglamourizar o estereótipo do astronauta carimba sua presença nos melhores filmes de 2018.

Confira a crítica completa aqui

 

6º) Viva – A Vida é uma Festa

Viva: A Vida é Uma Festa mostra de forma simples e singela uma forma de encarar a morte. Um conto animado, regrado à boa música, lindo e melancólico. Pixar volta em sua melhor forma em uma de suas melhores animações feitas até hoje. Lembre de mim.

Confira a crítica completa aqui

 

5º) Pantera Negra

Nosso TOP 5 abre com um dos, quem sabe o filme mais importante do ano. Pantera Negra trouxe a palavra representatividade para a discussão definitiva na cultura pop. Um filme recheado de questionamentos sobre orgulho, paternidade, lugar no mundo, importância da figura feminina e ótimas cenas de ação.

Crítica completa aqui.

 

4º) Vingadores – Guerra Infinita

Um vilão muito bem desenvolvido, reencontros esperados, cenas de ação de tirar o fôlego e um final emocionante. Esses são os ingredientes principais de um filme acerta em cheio na organização de um número gigantesco de histórias e personagens com o objetivo de entregar o longa que todos precisavam nessa espécie de pontapé para a conclusão de sua grande história. Não é um filme perfeito, mas é catártico o bastante para fazer o público se divertir, vibrar, sofrer de maneira gloriosa.

Confira a crítica completa aqui.

Confira o podcast sobre o longa aqui.

 

3º) Três Anúncios para um Crime

Uma obra inesperada, imprevisível e sombria sobre perda, preconceito e vingança. Um incrível estudo sobre personagens que precisam conviver com o peso da tristeza e das consequências que acompanham suas decisões. Um longa intenso sobre escolhas que ganha seu lugar nessa lista graças a direção versátil, ao texto cheio de camadas e, obviamente, a atuação oscarizada de Frances McDormand e Sam Rockwell. Um puta filme!

Confira a crítica completa aqui.

Confira o podcast sobre o Oscar aqui.

 

2º) Um Lugar Silencioso

 

Um dos melhores filmes de 2018 é daqueles tipos de terror que tiram seu fôlego. John Krasinski faz sua estreia na direção com um longa de arrepiar. Um Lugar Silencioso manipula nossas sensações e cria gatilhos pra aumentar o suspense ao longo da história. É cinema em sua melhor forma e com tudo que pode oferecer!

Confira a crítica completa aqui

 

1º) Nasce uma Estrela

Uma direção brilhante de Bradley Cooper em seu trabalho de estreia na função. Uma atuação emocionante de Lady Gaga em seu primeiro papel como protagonista no cinema. Canções que já entraram pra cultura pop. Enfim, um show de escolhas inteligentes que resultam numa produção divertida, inebriante, poderosa e intensa emocionalmente. Um filme quase impecável que nasceu pra brilhar e roubar – merecidamente – o primeiro lugar da nossa lista.

Confira a crítica completa aqui.


MENÇÕES HONROSAS

Ponto Cego
Bohemian Rhapsody
– O Processo (documentário sobre o impeachment da ex-presidente Dilma)