AODISSEIA
TOP 15

TOP 15: Melhores episódios de Game of Thrones

Lembranças épicas que guiam até o fim!


13 de abril de 2019 - 14:51 - Pardal

Aproveitando a estreia da oitava e derradeira temporada de Game of Thrones que estreia amanhã, dia 14 de março de 2019, listamos os 15 melhores episódios da série até aqui. Esperamos que tenhamos que atualizar a lista com novos – e excelentes – episódios, mas por agora, sem mais delongas, vamos a lista:


15º) The Children (Episódio 10 Temporada 4)

O episódio de encerramento da quarta temporada fecha um dos melhores anos da série com chave de ouro. Além da excelente batalha entre dois dos melhores espadachins da série, o Cão e Brienne, vemos Tyrion conseguindo fugir e tendo sua vingança contra seu pai e Shae.

 


14º) The Lion and The Rose (Episódio 2 Temporada 4)

Um dos momentos mais festejados pelos fãs, com certeza. Esse episódio já vale a lembrança pela morte agonizante de um dos maiores vilões da série. Mas ao mesmo tempo em que traz a alegria do fim do reinado de maldade de Joffrey, mais uma vez Game of Thrones prova que a justiça não é algo muito usual na série, ao passo que a culpa da morte recai num inocente Tyrion.

 


13º) The Laws of Gods and Men (Episódio 6 Temporada 4)

Esse episódio tem uma das melhores cenas de toda a série. O julgamento de Tyrion é um show de interpretação. Peter Dinklage e Charles Dance roubam todas as atenções para eles e brindam o público com atuações sublimes.

 


12º) Kissed by Fire (Episódio 5 Temporada 3)

O episódio de desconstrução do talvez personagem mais complexo da série não poderia ficar de fora. Kissed by Fire faz com que o público tenha empatia com Jaime pela primeira vez, mostrando um homem que não era mal por natureza, mas sempre fora julgado por isso e que fez várias coisas das quais se arrepende. Destaque para a atuação excepcional de Nikolaj Coster Waldau.

 


11º) The Watchers on the Wall (Episódio 9 Temporada 4)

O nono episódio da quarta temporada mostra o esperado assalto dos selvagens à Muralha. Jon e os Patrulheiros defendem-na de um enorme exército (com gigantes inclusive), enquanto chegamos ao fim trágico do romance improvável entre o bastardo dos Stark e Ygritte.

 


10º) The Door (Episódio 5 Temporada 6)

The Door mostra muitas coisas importantes, como a criação do White Walkers, a coroação de Euron Greyjoy e a morte de Verão, mas o destaque fica para a cena do “Hold the Door”… Um dos episódios mais tristes e impactantes da série.

 


9º) The Spoils of War (Episódio 4 Temporada 7)

Em Spoils of War, Arya finalmente retorna para Winterfell e reencontra sua família, Cersei costura acordos com o Banco de Ferro e Jon começa a minerar Vidro de Dragão. Arya tem um espetacular treino com Brienne, mostrando tudo o que aprendeu. Mas o ponto alto fica com a demonstração do que um dragão pode fazer numa batalha. O ataque de Daenerys à tropa Lannister é uma das melhores sequências da temporada.

 


8º) The Mountain and the Viper (Episódio 8 Temporada 4)

Mais uma prova do sadismo dessa série. Enquanto Mindinho continua suas tramoias no Vale e Daenerys finalmente descobre a traição de Jorah, é chegado o momento do julgamento por combate de Tyrion. Como sempre, tudo começa bem. O carismático Oberyn mostra um vistoso estilo de luta e consegue derrubar o Montanha, mas isso tudo só para ser morto de forma brutal e traumatizante.

 


7º) Baelor (Episódio 9 Temporada 1)

Game of Thrones não é uma série usual e isso é provado em Baelor. Enquanto Daenerys vê sua vida mergulhar em tristeza, perdendo seu marido e filho, Ned Stark continua preso em uma masmorra, aguardando por julgamento. Tyrion conhece Shae e Robb faz um acordo que repercutirá duas temporadas depois. A morte de Ned Stark subverte o esperado pelo público de uma maneira que poucas vezes se tinha visto até então.

 


6º) And Now His Watch Is Ended (Episódios 4 Temporada 3)

Dracarys! O episódio tem dois pontos altos: a rebelião dos Patrulheiros e o núcleo de Yunkai. Esse é um momento de afirmação para Daenerys. Depois de vários episódios tendo suas atitudes questionadas, Dany executa seu plano e se mostra uma boa e cruel estrategista.

 


5º) The Winds of Winter (Episódio 10 Temporada 6)

Depois de um episódio de tirar o fôlego, o décimo capítulo da sexta temporada mantém o nível e encerra o ano de uma forma sublime. Vemos as consequências dos acontecimentos até aqui e a preparação pro fim vindouro da série. Além do mais, só a brilhante montagem do começo do episódio vale por ele todo.

 


4º) Hardhome (Episódio 8 Temporada 5)

Enquanto Cersei continua comendo o pão que o diabo amassou na mão da Fé e Tyrion encontra Daenerys em Meereen, pra lá da montanha vemos pela primeira vez o real inimigo e todo o seu poderio. Os mortos não descansam, os mortos não param, os mortos não tem piedade.

 


3º) The Rains of Castamere (Episódio 9 Temporada 3)

As Chuvas de Castamere é o auge do sadismo de Game of Thrones. Após subverter as expectativas do público em relação ao então protagonista Ned Stark, a série encaminha o posto de herói ao seu filho, Robb. O Jovem Lobo enfileira vitórias e dá esperanças em vingar seu pai… Porém isso tudo para ser assassinado em um casamento, junto com sua mãe, sua esposa grávida, seu lobo e o restante de seus homens.

 


2º) Blackwater (Episódio 9 Temporada 2)

Esse é o episódio que manteve o título de melhor batalha até a sexta temporada, quando foi superado pela Batalha dos Bastardos. Blackwater é todo dedicado pra guerra que está chegando até Porto Real, mostrando seus preparativos. Quando finalmente Stannis chega à Água Negra o público é brindado com um belo espetáculo protagonizado por fogovivo. Esse episódio coroa a astúcia de Tyrion, mas também mostra que a guerra vai muito além de estratégias.

 


1º) Battle of the Bastards (Episódio 9 Temporada 6)

Cinema na TV! A Batalha dos Bastardos é talvez a maior batalha campal da história da televisão. O episódio já começa em alta voltagem com mais uma demonstração de força de Daenerys na Bahia do Escravos e logo em seguida muda para o Norte com os preparativos da batalha, com um constante clima de tensão. Toda essa preparação descamba num show visual, uma batalha crua e visceral, no melhor estilo de Game of Thrones.