AODISSEIA
Especial

Todos os filmes de Steven Spielberg, do pior para o melhor, PARTE 2

A escala Spielberg de qualidade

6 de abril de 2018 - 01:21 - felipehoffmann

Separe um lugar no seu coração porque o complemento da lista de filmes de Steven Spielberg é de tirar o fôlego. Daqui pra frente é só filmaço na estante do diretor.

Se você não viu a primeira parte, é só clicar aqui e conferir.

 

Harrison Ford in Indiana Jones and the Temple of Doom (1984)

Indiana Jones e o Templo da Perdição (1984)

Os Caçadores da Arca Perdida havia feito um sucesso estrondoso três anos antes e o Templo da Perdição veio como um alento pra quem se apaixonou por Indi e sua aventura. A sequência é um pouco mais sombria que o primeiro filme mas tem Short Round como uma das melhores coisas de toda a franquia.

 

Louca Escapada (1974)

Steven Spielberg já estava em LA nessa época e começava uma velha amizade com um tal Martin Scorcese. Louca Escapada foi o longa que mostrou um pouquinho da capacidade do diretor, contando a história de uma mulher apaixonada pela família e que tenta tirar seu marido da cadeia a qualquer custo.

 

E.T. O Extraterrestre (1982)

Pense na quantidade de referências que esse filme criou e que são usadas até hoje. Stranger Things bebeu tanto na fonte que chegou a secar. ET é o filme que conseguiu reunir os principais plots de Steven Spielberg, como subúrbios, famílias, solidão, amizade, fantasias e, acima de tudo, coração. Um filme para crianças de 12 anos feito por alguém que nunca deixou de ser criança.

 

Whoopi Goldberg in The Color Purple (1985)

A Cor Púrpura (1985)

Um filme forte, mas ao mesmo tempo, sensível. A Cor Púrpura é triunfante e implacável, por conseguir abordar temas tão delicados na década de 80. Whoopi Goldberg é Celie Johnson, mulher negra, sulista, que busca encontrar sua identidade, depois de décadas sofrendo abusos de seu pai.

 

Ponte dos Espiões (2015)

A Guerra Fria sempre é um prato cheio para grandes filmes e Spielberg faz um thriller dos mais impressionantes da década. Indicado à 5 estatuetas, Ponte dos Espiões alia uma fotografia impressionante com um clima noir de espionagem que te transporta para aquela época.

 

Tom Hanks and Meryl Streep in The Post (2017)

The Post (2017)

O passado é um prólogo fundamental para entendermos a atualidade. The Post é daqueles filmes jornalísticos de tirar o fôlego, mostrando a importância de falar a verdade mesmo quando a corrupção fecha as portas próximas a você.

 

Minority Report – A Nova Lei

Ação policial com crimes. Mais uma nova categoria para Steven Spielberg. Com um belíssimo roteiro de Philip K. Dick, o mesmo de Blade Runner, Minority Report se passa num futuro onde a polícia consegue prender os bandidos antes deles cometerem os crimes. Tom Cruise é acusado de assassinato, sem ter matado ninguém e precisa correr (rs) para se safar.

 

O Resgate do Soldado Ryan (1998)

Nos mais de 50 anos entre o fim da Segunda Guerra Mundial e o drama intimista de Spielberg, ninguém capturou o Dia D com a mesma intensidade angustiante e implacável que o diretor americano. Vencedor de 5 Oscars, O Resgate do Soldado Ryan é um dos, se não o maior e melhor, filme da Segunda Guerra Mundial.

 

Lincoln (2012)

Daniel Day Lewis foi até o túmulo de Abraham Lincoln e pegou o 16º presidente americano de volta. Não a toa, foi eleito melhor ator pela Academia nesse ano. Steven Spielberg pega o emaranhado político daquela época e transforma numa poesia suave em um dos mais incríveis recortes históricos do cinema.

 

Munique (2005)

O longa é um thriller de vingança, envolvendo Israel e o assassinato de 11 atletas Judeus durante as Olimpíadas de 1972, em Munique. Esse passa longe dos grandes blockbusters do diretor, mas novamente é um recorte histórico extremamente dramático, de uma época bem tensa no Planeta.

 

Close Encounters of the Third Kind (1977)

Contatos Imediatos de Terceiro Grau (1977)

Steven Spielberg já havia emplacado um filmaço nas telonas quando apresentou outra obra de arte. Contatos Imediatos é um Sci-Fi dramático até a última ponta. Um filme bem adulto, baseado no mistério e no medo do homem ao encontrar algo novo. Clássico.

 

Jurassic Park: O Parque dos Dinossauros (1993)

Jurassic Park é um daqueles filmes que ficarão marcados para sempre na história da sétima arte. Um filme redondo, que mistura o medo, a claustrofobia, o suspense ao melhor estilo Hitchcock, a aventura e a total admiração por aquele mundo fantástico dos dinossauros. Obrigado Spielberg.

 

Harrison Ford in Raiders of the Lost Ark (1981)

Os Caçadores da Arca Perdida (1981)

Indiana Jones é um recorte de inúmeras cenas boas que culminam num filme espetacular. Apesar de sabermos que se ele não estivesse por ali, não faria a mínima diferença, Spielberg entrega um dos melhores filmes pipoca de todos os tempos, redefinindo o conceito de arqueologista e influenciando inúmeras gerações.

 

A Lista de Schindler (1993)

Esta é uma história totalmente desprovida de qualquer maravilha infantil. É o filme mais essencial, maduro e importante de toda a carreira de Steven Spielberg. Justamente um longa que não tem a sua cara. Vimos como o ser humano pode ser cruel e perverso apoiados em argumentos extremamente fracos.

 

Jaws (1975)

Tubarão (1975)

Tubarão reúne tantas cenas e frases clássicas que só enriquecem o suspense. E que suspense, meu amigo. Só de pensar, aquela musiquinha já vem começando a tocar no ouvido e vai aumentando, aumentando até te atacar. Tal qual o Tubarão. Impressionante como um marinheiro, um biólogo e um xerife podem render um dos maiores filmes de todos os tempos.