0

Sombra e Ossos se passa em um mundo de fantasia bem completinho, e os livros de Grisha explicam mais sobre seu extenso mapa.


Sombra e Ossos está fazendo um baita sucesso no catálogo da Netflix e, embora a série não vá muito afundo na mitologia do chamado Grishaverse, seus livros explicam mais detalhes sobre o universo e, consequentemente, seu mapa.

Enquanto a maior parte de Sombra e Ossos se passa em Ravka, casa de Alina Starkov, a história se espalha pelos cantos e vai para outros países no mapa, apresentando novas culturas e personagens de outros mundos.


+++ Sombra e Ossos terá uma 2ª temporada? Saiba todos os detalhes


Conheça todos as regiões de Sombra e Ossos:

ravka é uma parte importante do mapa de Sombra e Ossos na netflix

Foto: Reprodução

Ravka

Ravka, o cenário principal de Sombra e Ossos, é uma monarquia localizada entre Fjerda e Shu Han, e as três nações há muito tempo estão em guerra ao longo de suas fronteiras.

Ravka tem dois exércitos: o Primeiro Exército, formado por soldados comuns, e o Segundo Exército, as forças Grisha, lideradas pelo General Kirigan. Os Grishas são o equivalente da série aos usuários de magia, embora suas habilidades estejam enraizadas na ciência em nível bem molecular. A capital do país é Os Alta, onde está localizada a residência do Grande Palácio da família real e o campo de treinamento do Pequeno Palácio do Segundo Exército.

Leigh Bardugo se inspirou na Rússia czarista do século XVII para muitos aspectos da política, cultura, linguagem e estética de Ravka.

Ravka é o lar da maioria dos Grishas, ​​que geralmente são descobertos quando crianças trazidas ao Pequeno Palácio, para treinar como membros do Segundo Exército. Os Grisha foram perseguidos em Ravka no passado, mas agora são considerados membros de elite da sociedade devido à sua importância como soldados nas guerras de Ravka.

Séculos atrás, a Dobra das Sombras, um mar de pura escuridão povoado por criaturas monstruosas e vorazes, cortou Ravka em dois pedaços quando o Black Heretic a criou. Desde então, a maior parte do país foi isolada das cidades portuárias em Ravka Ocidental, forçando os Ravkans a trazer suprimentos através da Dobra. Como West Ravka está separada há tanto tempo, alguns cidadãos de lá querem se separar e formar uma nação independente, um movimento liderado pelo General Zlatan, como mostrado em Sombra e Ossos.

Foto: Reprodução

Fjerda

Fjerda é a nação congelante ao norte de Ravka, baseado na regiao Escandinava. Os fjerdanos acreditam que os Grisha são bruxos perigosos e enviam seus soldados caçadores de bruxas, chamados Drüskelle, para capturar Grisha e levá-los à Fjerda para um julgamento e, consequentemente, execução.

Muitos Drüskelle, como Matthias Helvar, passaram a odiar os Grisha por causa da amarga guerra de Fjerda com o Segundo Exército de Ravka. A capital de Fjerda é Djerholm, onde fica a sede da nobreza, a Corte do Gelo. A Corte de Gelo é um cenário importante em Six of Crows, já que Kaz Brekker e os Crows foram contratados para realizar um roubo na fortaleza Fjerdan.

Os fjerdanos adoram o deus Djel, que eles acreditam ter construído a Corte de Gelo e trabalham através dos freixos, que são sagrados para os fjerdanos. Eles são comumente enterrados nas raízes de um freixo, de acordo com o costume religioso. A sociedade fjerdana também tem tradições rígidas sobre papéis de gênero e namoro. As mulheres são mantidas em casa, enquanto os homens desempenham os papéis públicos na sociedade, e esperam que as mulheres sejam recatadas e modestas, por isso que Matthias inicialmente achou Nina Zenik tão chocante.

Foto: Reprodução

Shu Han

Shu Han é a nação ao sul de Ravka, um país pensado para o avanço científico e tecnológico. O nome de Shu Han vem de um verdadeiro estado chinês histórico, e Bardugo utilizou a China e a Mongólia como uma influência criar os Shu. Em Sombra e Ossos, Alina Starkov é meio-Shu, o que a marca como inimiga em Ravka por causa da guerra entre os dois países.

Shu Han é separado de Ravka por uma cadeia de montanhas, que impediu Ravka de atacar diretamente na fronteira, mas está conectada à ilha de Kerch por meio de pontes. O país é uma monarquia governada por uma rainha. Os Shu tem em seu cerne os avanços revolucionários, como a droga jurda parem, que aumenta o poder dos Grisha. No entanto, existem razões mais sombrias para suas proezas científicas e tecnológicas.

O governo Ravkan acusa Shu de tratamento desumano com seus Grishas, ​​incluindo experiências e dissecações para encontrar a fonte de sua magia e poder.

Foto: Reprodução

Kerch

A ilha-nação de Kerch é o lar de Kaz Brekker e dos Corvos, que lutam pelo controle do submundo do crime em sua capital, Ketterdam.

Kerch não tomou partido na guerra entre Ravka, Fjerda e Shu Han, pois a cultura de Kerch valoriza o dinheiro e o comércio acima de tudo. As Colônias do Sul, as terras ao sul de Novyi Zem, também pertencem atualmente à Kerch.

Os Kerch adoram Ghezen, o deus do comércio e consideram o trabalho uma forma de adoração. O principal local de culto em Ketterdam é a Igreja da Permuta, construída com a forma da mão de Ghezen. Embora a escravidão seja tecnicamente ilegal por lá, os escravos ainda são vendidos aos ricos comerciantes de Kerch,sob contratos predatórios que os prendem a um comerciante até que sua dívida seja paga. Uma pessoa não contratada também pode oferecer sua própria escritura em leilão em Kerch.

O local tem vários paralelos históricos com a vida real, dos quais se baseia a República Holandesa do século XVII, Nova York, Las Vegas e a Londres da era vitoriana.

Foto: Reprodução

Novyi Zem

Novyi Zem é uma grande nação do lado oposto do mapa de Ravka e Fjerda, situada entre as colônias do sul de Kerch e a Ilha Errante.

Ela é baseada nas colônias históricas dos Estados Unidos e Austrália. A separação do expansivo True Sea manteve Novyi Zem fora do conflito do outro lado do mundo, permitindo prosperar como uma nação de pessoas rudes, mas trabalhadoras.

Como um país jovem e vibrante e de fronteira extensa, Novyi Zem se tornou um refúgio para aqueles que fogem da guerra e das pessoas perseguidas, incluindo Grisha. Os zemeni são conhecidos por cultivar jurda, um estimulante sem riscos nocivos à saúde. Jesper Fahey, o atirador de elite dos Corvos, vem de Novyi Zem.

Foto: Reprodução

A Wandering Isle

A Wandering Isle está localizada ao norte de Novyi Zem, do outro lado da passagem marítima da Bone Road, em Fjerda. Ela é baseado na Irlanda, e seu povo, conhecido como Kaelish, é comumente pálido com cabelos ruivos.

Pekka Rollins, o inimigo de Kaz Brekker no submundo de Ketterdam, originalmente veio da Ilha, assim como o pai de Jesper. Pouco se sabe sobre o local em comparação com outros pontos no mapa, exceto que é supostamente liderada por militares.

Sombra e Ossos se passa em um mundo amplo e complexo, e as próximas temporadas explorarão ainda mais toda essa mitologia.


Sombra e Ossos terá uma 2ª temporada? Saiba todos os detalhes

Previous article

Eu Não Acredito em Nada | Ícones: Tobe Hooper

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

More in Séries