0

Sob Suspeita: O Caso Wesphael é a nova aposta da Netflix para a série de documentários que o serviço de streaming vem lançando ao longo dos últimos meses.

Nele, conta-se a história do midiático julgamento do ex-político belga, Bernard Wesphael, que foi acuso de assassinar sua esposa, Veronique Pirotton, em 2013.

Veja mais detalhes da série em formato documentário, como enredo, elenco, trailer e atualizações sobre o caso hoje em dia.


Sob Suspeita: O Caso Wesphael tem a direção de Georges Huercano e Pascal Vrebos, e mostra todos os passos de Bernard Wesphael até o assassinato de sua esposa em 2013.

A série em formato de documentário tenta descobrir a verdade, trazendo à tona muitos lados de uma história já muito exposta na mídia.

Sob Suspeita O Caso Wesphael é a nova série documental da netflix

Foto: Divulgação Netflix

A trama do documentário Sob Suspeita: O Caso Wesphael

Como dito, Sob Suspeita: O Caso Wesphael documenta todo os passos até o famoso julgamento do ex-político belga Bernard Wesphael, que foi acusado de assassinar sua esposa Veronique Pirotton em 2013.

Wesphael foi detido sob custódia até seu julgamento, que começou em 2015, mas foi absolvido no ano seguinte. Sob Suspeita investiga as questões que cercaram e as circunstâncias misteriosas da trágica morte de Pirotton, muitas das quais não foram respondidas durante o julgamento.

Além disso, a série documental também dá a Wesphael a chance de contar ao mundo seu lado da história, fornecendo imagens de entrevistas nunca antes vistas na televisão.


+++ Educação Americana: Fraude e Privilégio – Entenda o documentário que expõe privilégios dos ricos americanos na Netflix

+++ O Reino Perdido dos Piratas: Série conta histórias reais de piratas na Netflix

© DEMOULIN BERNARD via LaLibre.be

Trailer

Embora a Netflix não tenha liberado nenhum trailer de Sob Suspeita: O Caso Wesphael, você pode ver um teaser do documentário no próprio serviço de streaming da empresa.

Wesphael e sua filha, Saphia, em seu julgamento. 2016. © Belga

Recentemente, Bernard Wesphael recebeu uma indenização por sua prisão injusta

No mesmo ano em que Bernard Wesphael foi absolvido, ele lançou um livro intitulado Assassin, que contava seu relato pessoal sobre o que de fato aconteceu depois que descobriu que sua esposa estava morta.

Um ano depois, ele comunicara que iria voltar à política de seu país. Contudo, antes de sua prisão, ele era membro do partido Ecolo, um movimento de centro esquerda que luta por políticas ecológicas e ambientais, e após a prisão Bernard tentou lançar seu próprio partido, chamado de Movimento para Democracia e Cidadania, ou MDC.

Suas intenções eram torná-lo um verdadeiro movimento de cidadãos que forneceria poder ao povo e, mesmo recentemente, em junho de 2020, ele manteve o interesse em dar uma chance real à sua plataforma, especialmente após a pandemia de COVID-19.

2020 provou ser um ano bastante para o ex-político belga, e que não vemos em Sob Suspeita: O Caso Wesphael. Nesse ano, um painel especial do júri o premiou com €83.150, o que equivale a pouco mais de R$555.690,60 na cotação atual.

Embora ele já tivesse tentado receber uma indenização por essa prisão, a decisão foi recusada baseada no fato de Bernard ser um suspeito legítimo no caso do assassinato de sua esposa, mas isso acabou mudando depois que conseguira um recurso em outra instância.

Ao vencer o novo caso, Wesphael divulgou um comunicado dizendo: “Minha prisão foi claramente injusta e infundada.”

O caso de Wesphael é um dos mais intrigantes que ocorreram na Bélgica durante muito tempo, causando forte apelo da mídia, discussões em diversos setores da sociedade e que, agora, desembarca na Netflix como Sob Suspeita: O Caso Wesphael.


Comments

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

More in Séries