0

Serial Killers: Anatomia do Mal é um mergulho num mundo cruel e histórico

  • Título: Serial Killers – Anatomia do Mal: Entre na mente dos psicopatas
  • Autor: Harold Schechter
  • Ano: 2003
  • Edição: 2013
  • Editora: Darkside Books
  • Páginas: 480
  • Gênero: Criminologia / Casos Reais

Esse livro não poderia ter um título melhor. Anatomia do Mal realmente traz um apanhado muito completo sobre o que são os serial killers. A proposta do livro vem desde o histórico da definição desse termo, até métodos utilizados e estudos de caso.

Anatomia do Mal tem uma ordem de explicação muito bem feita sobre cada um dos termos utilizados dentro da criminologia para explicar os tipos de serial killers e, após essas explicações, inserem estudos de caso mostrando exemplos que se encaixam naquela definição. Desse modo, no final você já sabe muito bem sobre cada uma das definições, e não precisa ficar voltando e entender exatamente o que o autor quis dizer.

“[…] os atos abomináveis que pratica são a fonte suprema de prazer do serial killer, que alcança o mais alto grau de excitação ao submeter outros seres humanos há sofrimentos terríveis

Sobre o livro Serial Killers Anatomia do Mal

Anatomia do Mal traz não só casos modernas de assassinos em série, mas também casos antigos que remetem até a Roma antiga e a Idade Média. Aqui são retratados alguns assassinos bastante famosos, como Elizabeth Bathory, Jack Estripador, Ted Bundy, Jeff Dahmer e outros. Tudo isso para mostrar que os assassinatos em série são muito mais antigos do que nós pensávamos, pois temos a impressão de que, pelo termo ser uma terminologia nova, assassinos em série são produtos da modernidade.

Serial killers é o livro da resenha

“Outra razão pela qual as pessoas assumem que serial killers surgiram na modernidade é que vírgula na era pré-industrial, não havia imprensa”

+++ Vilão | Livro de Victoria Schwab mostra que não existem homens bons nesse jogo
+++ A Curva do Sonho | Livro é uma viagem entre os mais variados sonhos

Diferenças entre assassinos em série de assassino em massa e assassino relâmpago, os métodos empregados para cada um desses casos, assassinos em série que atuavam em duplas ou em grupos, até mesmo em família são retratados em Anatomia do Mal. O livro também traz várias desmistificações em relação ao que se pensa sobre serial killers. Dessa forma, a leitura vai surpreendendo a cada página e capítulo lido. Infelizmente surpreendendo as cada vez mais para o pior do ser humano.

O autor também tentou fazer uma análise bem aprofundada de como os serial killers são “criados”, mostrando como foi a infância e adolescência de vários deles. Apesar de que existem aqueles que fogem às regras, vemos que existe uma grande influência da criação da pessoa para a inclinação a violência. Assim como os métodos empregados para matar, escolhas das vítimas e estilo de vida dos assassinos, tudo é extremamente analisado.

Mesmo em pontos que as informações sobre algum caso voltam para servir de exemplo, não dão a impressão de estar sendo repetitivos, pois está sendo repetido como exemplo para um novo ângulo. Todos esses exemplos e explicações mostram mais como são esses monstros do mundo real. Então, Anatomia do Mal também desmistifica a imagem de muitos serial killers que temos em filmes e séries.

E falando em filmes e séries, assim como livros com histórias de serial killers e thrillers policiais, o autor faz uso de muitos deles como referência, tanto para citar os erros em relação ao que acontece na realidade, quanto para comprar as histórias, uma vez que vários foram baseados em casos reais. Anatomia do Mal também traz em seu final listas de livros, filmes e séries de criminologia.

Serial Killers Anatomia do Mal vale a pena?

Apesar do livro ter focado em serial killers americanos, o autor também traz um apanhado de casos famosos que aconteceram ao redor do mundo, inclusive no Brasil. Além do mais, Anatomia do Mal conta também sobre serial killers crianças, idosos, mulheres, e os métodos empregados por essas pessoas, tidas como mais frágeis pela sociedade.

Muitas vezes o livro traz até mais informações do que eu gostaria, várias delas muito nojentas, todas muito revoltantes. Mas anatomia do mal por isso mesmo, é um livro muito interessante. O autor inclusive faz uma análise do porquê pessoas que não tem nenhum tipo de tendência violenta na realidade se interessa ao tanto por causa da sim.

Para quem é fã de filmes policiais, séries de criminologia ou de histórias de serial killers, Anatomia do Mal é um atlas de informações. Pode ser usado como ponto de partida para pesquisas de vários casos, assim como outros livros sobre o assunto. O livro contém muitas ilustrações, fotos de criminosos vírgulas e informações bastante chocantes, mais que não fazem com que a gente pare de ler.

Cada final de capítulo também contém dados bibliográficos, assim como, além das indicações de filmes, séries e livros, outras indicações de material e fontes de pesquisa. A própria editora brasileira, Darkside Books, já tem em sua coleção edições específicas de alguns casos, como sobre Ted Bundy, o massacre de Columbine, o palhaço Pogo e sobre uma graffic novel sobre a vida de Jeff Dahmer. A edição também conta com notas de rodapé com informações atualizadas para o ano em que foi publicada.

Serial Killers Anatomia do Mal abriu bastante a minha mente em relação ao que é um serial killer, e deixou aquele pouquinho de paranoica também. É uma leitura que vou estar recomendando sempre para quem é fã do assunto.

Se você se interessou pelo livro, pode estar adquirindo ele aqui.

Aqui é a Liv do Resenhas Caóticas, e se você quer acompanhar mais as minhas leituras, me siga no Instagram @ResenhasCaoticas. Obrigada e até a próxima.
Livia Salzani

Comments

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

More in Livros e HQs