0

Record of Ragnarok, novo anime da Netflix, mostra o confronto entre a humanidade e seus deuses.

Aqui, 13 deuses enfrentam 13 humanos pelo destino da humanidade.


Os deuses antigos parecem estar na moda hoje em dia. Opções não faltam dentre animes, séries, filmes e até jogos que abordam não só a mitologia nórdica, como também as de diferentes sociedades ao longo da história da humanidade.

A Netflix vem ampliando seu catálogo de produções de anime e séries orientais, acrescentando uma série de produções e tentando bater uma média de aquisições ao longo do ano de 2021.

Dessa vez, outra adição ao clube será a nova adaptação do anime, do popular mangá japonês Shuumatsu No Valkyrie, também conhecido como Record of Ragnarok. Com seu novo trailer sendo apresentado durante o painel virtual da Netflix no AnimeJapan 2021, a produção faz parte dos planos da Netflix de lançar 40 títulos do gênero com selo Original, ainda em 2021. Esse número representa quase o dobro do que foi  lançado no ano passado.

Record of Ragnarok é o novo anime da Netflix

Foto: Reprodução

Qual a história de Record of Ragnarok?

O anime gira em torno de um grupo chamado Conselho de Deuses, que determinam que a humanidade não vale mais a pena ser preservada e deve ser extinta.

No entanto, antes que esse evento catastrófico aconteça, a valquíria conhecida como Brunhild (Miyuki Sawashiro) propõe uma alternativa, em que a humanidade pode se redimir caso reúna um grupo de treze guerreiros da história humana e vença as batalhas contra treze poderosos deuses. Só assim sua extinção será evitada.

Esses representantes humanos variam entre figuras bíblicas como Adão (Soma Saito) e senhores da guerra como Lu Bu (Tomokazu Seki).

Os lutadores enfrentarão um diversificado grupo de deuses, de diferentes religiões e culturas.


+++ Dota Dragon’s Blood: Tudo o que sabemos sobre o anime da Netflix

+++ Eden: Saiba tudo sobre o novo anime da Netflix

Foto: Reprodução

Direção e produção do anime

Record of Ragnarok será dirigido por Masao Okubo, fazendo sua estreia na direção depois de trabalhar como animador em Red Baron e no reboot de Thundercats em 2011.

O anime é uma adaptação direta do mangá de 2017 de mesmo nome, feita por Shinya Umemura, Takumi Fukui  que fazem parte do grupo mangaka Ajichika. O anime é produzido pela Warner Bros Japan e animado pelo estúdio japonês Graphinica.

Trailer de Record of Ragnarok

A Netflix não só lançou um novo trailer da série, mas também um novo pôster do anime. Nele, vemos Adam (Adão) enfrentando o todo-poderoso Zeus (Wataru Takagi) no que será inevitavelmente uma batalha para a sobrevivência.

Foto: Reprodução

Polêmicas com o anime

Embora o Record of Ragnarok tenha se mostrado um sucesso, o anime colecionou algumas críticas em relação a caracterização de alguns humanos famosos. Em certa ocasião, o presidente da Sociedade Universal do Hinduísmo, Rajan Zed, denunciou o retrato de Shiva (Tatsuhisa Suzuki), o terceiro Deus hindu, no mangá e no anime.

“Reimaginar inadequadamente divindades, conceitos, escrituras, símbolos e ícones hindus, além de redefinir o hinduísmo para fins comerciais, não é certo, pois fere os sentimentos dos devotos”, disse Zed em um comunicado.

Nenhum outro grupo de hinduísmo deu declarações sobre Record of Ragnarok e sua representação de Shiva.

O mangá originário de Record of Ragnarok, feito por Shinya Umemura e Takumi Fukui, originalmente começou a ser produzido na Monthly Comic Zenon ainda 2017, e foi compilado em 10 volumes desde então.


Comments

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

More in Netflix