0

A adaptação da Netflix de ‘Rebecca’ é estrelada por Lily James e Armie Hammer

O romance clássico de Daphne du Maurier retorna após 80 anos da adaptação de Alfred Hitchcock.

Quais são as 5 diferenças?

  1. Os personagens principais estão mais próximos da idade na nova Rebecca
  2. Maxim é um cara mais legal
  3. Ambos os filmes distorcem a velha Hollywood
  4. O novo filme adiciona um outro tom ao baile de máscaras
  5. Você descobre a história junto de Rebecca

A Netflix acabou de lançar sua adaptação para o cinema de Rebecca – A Mulher Inesquecível, o clássico literário de Dame Daphne du Maurier escrito em  1938,e adaptado por Alfred Hitchcock em 1940.

Naturalmente, o filme já se configura nas produções mais vistas do catálogo do serviço de streaming. A empresa descreveu o filme como um “thriller psicológico hipnotizante e maravilhosamente adaptado”.

Se você quiser saber um pouco mais da obra e as diferenças do filme para a Rebecca de Hitchcock, aqui está tudo o que sabemos sobre a adaptação:

Divulgação: NETFLIX

+++ Saiba tudo sobre O Gambito da Rainha, minissérie com Anya Taylor-Joy que estreia na Netflix
+++ Grand Army é a nova e emocionante série adolescente da Netflix.

Qual é a trama de Rebecca ?

A história de Rebecca – A Mulher Inesquecível gira em torno dos recém-casados ​​Sr. e Sra. De Winter e é contada por meio de flashbacks da própria Sra. De Winter. Ao chegar em Manderlay, a propriedade de seu novo marido ao longo da costa inglesa, ela percebe que a região é assombrada por sua falecida esposa, Rebecca.

A sinopse oficial diz que “Depois de um romance turbulento em Monte Carlo com o belo viúvo Maxim de Winter (Hammer), uma jovem recém-casada (James) chega à Manderley, na imponente propriedade da família de seu novo marido em uma das regiões costeiras da Inglaterra, onde o vento é mais forte do que se pode imaginar.

Ingênua e inexperiente, ela começa a se acomodar nas armadilhas de sua nova vida, mas se vê lutando contra a sombra da primeira esposa de Maxim, a elegante e urbana Rebecca, cujo legado assustador é mantido vivo pela sinistra governanta de Manderley, Sra. Danvers (Scott Thomas)”.

Confira o trailer:

Qual o elenco da adaptação da Netflix?

Seguindo os passos de Laurence Olivier e Joan Fontaine na famosa adaptação de Alfred Hitchcock, ganhadora de vários Oscars em 1940, Lily James (Downton Abbey) e Armie Hammer (Call Me By Your Name) estrelarão como Sr. e Sra. De Winter.

O elenco estelar não para por aí. A Sra. Danvers será interpretada por Kristin Scott Thomas, Keeley Hawes (Guarda-costas) fará a irmã Beatrice Lacy, com Sam Riley (Malévola) estrelando como Jack Favell, o primo de Rebecca.

Outros membros do elenco incluem Ann Dowd (Handmaid’s Tale), Ben Crompton (Game of Thrones) e a estrela de Humans, Tom Goodman-Hill.

Veja as 5 Diferenças de Rebecca da Netflix para o filme de Alfred Hichcock

Existe uma coisa boa em fazer uma nova abordagem do thriller psicológico “Rebecca – A Mulher Inesquecível”, 80 anos depois da versão ganhadora do Oscar de Alfred Hitchcock: não há ninguém para se ofender com o filme original que tenha visto a primeira versão no cinema lá na década de 40.

Ben Wheatley, o diretor britânico do novo “Rebecca – A Mulher Inesquecível” da Netflix, disse que “ninguém vivo que foi à estreia desse filme vai assistir o novo longa. Se fizer as contas, não me senti tão mal sobre isso”, diz ele com uma risada.

Como ,o filme de Hitchcock estrelado por Laurence Olivier e Joan Fontaine, “Rebecca – A Mulher Inesquecível” é baseado no romance de 1938 escrito por Daphne du Maurier. Segundo o próprio diretor, essa “é uma história de fantasmas sem fantasmas.”

Rebecca – A Mulher Inesquecível  também é o tipo de conto “que reverbera por gerações”, diz ele. “As mesmas (coisas) que aconteciam no filme anterior, com que eles estavam lidando, se preocupando com pessoas ou traumas de relacionamento no passado, tudo isso ainda estamos passando hoje.”

Divulgação: NETFLIX

1. Os personagens principais estão mais próximos da idade na nova Rebecca

No livro de Du Maurier, Maxim tem 42 anos e a outra Sra. De Winter está na casa dos 20 anos – uma dinâmica que se reflete no filme de Hitchcock, que fez Oliver parecer mais velho do que seus 33 anos (coincidentemente, a mesma idade que Hammer tinha durante as filmagens). O filme precisava de uma mudança. “Se houvesse uma diferença de idade de 20 anos e um cara tratasse sua nova esposa da mesma maneira que Maxim trata a sua, isso deixaria o público moderno desconfortável, como de fato deveria ficar”, diz Hammer.

O fato de eles terem idades um tanto próximas torna mais crível que eles se apaixonariam, diz Wheatley. “Se você comprou o romance deles no início, então você atura um monte de coisas que acontecem mais tarde.”

Lily James em Rebecca - A Mulher Inesquecível, filme que estreia na Netflix

Divulgação: NETFLIX

2. Maxim é um cara mais legal

No filme de 1940, a visão de Olivier sobre o personagem era “apenas um grande azedume de gente”, diz Hammer, cujo Maxim é “um pouco mais amigável”, mas também “mais vulnerável e machucado”.

Ele é mostrado como um cara elegante com um senso de humor afinado e ar misterioso quando Maxim e o personagem de James se encontram.

“Ela começa a ficar tão forte que pode se apoiar nele de uma forma, onde ele pode ir até ela e finalmente dizer exatamente o que está acontecendo”, diz Hammer. “O equilíbrio de poder deles é muito simbiótico: quando o dele começa a cair e ele começa a se quebrar, ela está à altura da ocasião”.

Divulgação: NETFLIX

3. Ambos os filmes distorcem a velha Hollywood

Os anos 1930 são contemporâneos para “Rebecca – A Mulher Inesquecível” de Hitchcock, e essa é justamente era à qual Wheatley remete para sua peça, que homenageia em aparência e sentimento seu antecessor cinematográfico. “Eu queria fazer algo que se encaixasse naquele mundo”, diz ele.

O filme também proporcionou a Hammer uma desculpa para dar uma voltinha por Mônaco em um Bentley vintage dos anos 1920. “Ele dirigia como um porco, mas era incrível”, disse. “Quando estava funcionando bem, apenas zumbia, cara, e era um carro tão legal de dirigir.”

Divulgação: NETFLIX

4. O novo filme adiciona um outro tom ao baile de máscaras

O evento social do ano na propriedade de Manderley se transforma em um pesadelo para a heroína de James, que involuntariamente usa um dos velhos vestidos de Rebecca como fantasia. Acontece que essa jogada é um subterfúgio da manipuladora e governanta, Sra. Danvers (Kristin Scott Thomas).

Isso enfurece Maxim e, em uma sequência vertiginosa e carregada de fogos de artifício, sua nova esposa abre caminho desesperadamente pela multidão, até mesmo vendo uma mulher misteriosa que pode ou não ser a falecida esposa de seu esposo.

“Eu vi aquela cena quase como um buraco negro, que o filme está desabando sobre si mesmo”, disse Wheatley sobre sua adição “Rebecca”. “Todo mundo veio como personagens históricos da história da Grã-Bretanha e ela está sendo basicamente esmagada ou esmagada pelo contexto e pela história da casa.”

Divulgação: NETFLIX

5. Você descobre a história junto de Rebecca

Wheatley gosta de como a nova adaptação da roteirista Jane Goldman adiciona um elemento de suspense no final do filme, mas também revela as circunstâncias da morte de Rebecca gradualmente, ao contrário do livro e do filme de Hitchcock que revelam isso muito cedo.

“Você aprende no mesmo ritmo que a nova Sra. De Winter e é aquela sensação crescente e nauseante de Oh, Deus, ela não apenas morreu, ela morreu de uma forma trágica”, diz o diretor.

“Ela está construindo em sua cabeça que nunca será tão boa quanto essa pessoa porque Rebecca é muito santa.”

Rebecca – A Mulher Inesquecível está disponível na Netflix

Com informações de USA Today

Gostou desse conteúdo? Então nos ajude a manter o site vivo entrando para o Odisseia Club. Seja um apoiador da Odisseia e acompanhe tudo sobre filmes, séries, games, músicas e muito mais.

17 Quadras (17 Blocks) | Ultrapassando os horrores do sistema

Previous article

Os 31 filmes gratuitos da Mostra de São Paulo 2020

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

More in Filmes