0

Rainha de Katwe tocou o coração de todos ao apresentar uma história real e emocionante sobre uma garotinha de Uganda chamada Phiona, que decide aprender xadrez e acaba se transformando em uma grande enxadrista.

Filmes com temáticas reais são sempre muito emocionantes e Rainha de Katwe não escapa desse ponto, contando uma história belíssima e completamente inspiradores de assistir.

Rainha de Katwe é uma emocionante história real

+++ Amor e Sorte foi a minissérie da Globo gravada inteiramente na quarentena. Veja os episódios.
+++ Uma Amizade Inesperada: Conheça o filme alemão exibido em Tela Quente, na Globo

Mas, afinal, qual o enredo do filme Rainha de Katwe?

Situado nas favelas de Katwe, em Uganda, o drama biográfico da Rainha de Katwe narra a notável história de superação de Phiona Mutesi, interpretada por Madina Nalwanga, que se tornou uma das primeiras mulheres campeãs de xadrez na história do esporte em Uganda, apesar das probabilidades baixíssimas lutarem contra ela.

Sua ascensão meteórica ao topo do esporte, vindo das favelas, à luta constante da família contra a pobreza e a crença inabalável de seu treinador no prodígio que era no xadrez, formam a história real da Rainha de Katwe.

Morar na favela de Katwe em Kampala, Uganda, é uma luta constante para Phiona, de 10 anos, e sua família. Phiona e seus irmãos encontram no milho sua única forma de sobrevivência, porém seu mundo muda quando ela conhece Robert Katende (David Oyelowo) em um programa missionário na região. Katende é treinador de futebol e ensina crianças pobres a jogar xadrez, pois elas não podem se machucar praticando o esporte. Curiosa com o jogo, Phiona segue seu irmão e aprende as regras do xadrez. Ela logo se torna uma grande jogadora sob a orientação de Katende e ao longo de vários anos, seu sucesso em competições e torneios a leva ao caminho dos prêmios e do dinheiro que tanto precisava.

O xadrez e as competições acabam mostrando à Phiona um novo mundo que não estava acostumada. Exposta à vida fora de Katwe, a jovem sonha em tirar sua família da pobreza se tornando uma popular jogadora de Xadrez em Uganda. Com o dinheiro das competições, ela consegue comprar uma casa para a família e amenizar, pelo menos um pouco, toda a situação que ela e seus irmãos infelizmente tiveram que encontrar quando mais novos.

A história real da Rainha de Katwe

Lançado em 2016 em uma parceria da Walt Disney com a ESPN films, o filme Rainha de Katwe é severamente real aos fatos vividos por Phiona Mutesi. Claro, que em adaptações para o cinema ocorrem alguns cortes, mas o resultado final é bem semelhante à sua história. É o que conta a enxadrista em entrevista ao portal IstoÉ, em 2016, na premier do filme no Festival Internacional de Cinema de Toronto.

Segundo ela, “foi sim. Tudo é verdadeiro. Algumas coisas que aconteceram são mostradas de forma ligeiramente diferente na tela. Eu não sei muito bem como um filme é feito, mas imagino ser preciso condensar algumas passagens para não ultrapassar a duração desejada. O importante é que eu me vi na tela. É, sim, a minha vida.”

Muitas dessas vitórias, ainda de acordo com a jogadora, ela dedicara ao seu pai, que faleceu em decorrência de AIDS quando tinha apenas três anos, e, após a situação, viu os problemas financeiros acumularem na sua família, que fizeram a garota largar a escola e ir ajudar a mãe nas tarefas domésticas.

Phiona passou por diversas dificuldades até se estabelecer no caminho das vitórias e do sucesso no xadrez, mesmo assim, aos onze anos a jovem já era campeã júnior de xadrez de Uganda e, posteriormente, campeã nacional.

Graças ao xadrez, Phiona retomou também o rumo dos estudos. Segundo ela, o esporte lhe deu a oportunidade de, finalmente, terminar o colegial e se aplicar para uma vaga na faculdade de Direito. O sonho dela é defender os direitos humanos trabalhando diretamente na África, se dedicando às crianças e mulheres que precisam de ajuda e estão em situação de extrema pobreza.

Outros documentários já foram produzidos sobre a Rainha de Katwe

O filme de 2016 não é a única obra audiovisual a narrar os fatos reais da jogadora de xadrez. Em 2011, foi produzido um documentário, feito pela Silent Images, sobre a história da garota, e está inteiramente disponível no Youtube:

Além desse citado acima, também existe uma produção focada na história do treinador, Robert Katende, narrando os caminhos que o fizeram encontrar Phiona e a transformar em uma legítima campeã de xadrez.

O documentário, chamado A Fork, A Spoon and A Knight, também está disponível gratuitamente na internet para quem quiser ver e compartilhar. Veja abaixo:

Nikita Pearl Waligwa, atriz de Rainha de Katwe morreu aos 15 anos

Além da trágica e inicial história de Phiona em Rainha de Katwe, outra baixa foi sentida posteriormente ao lançamento do filme.

Nikita Pearl Waligwa, uma atriz que apareceu no drama, morreu em decorrência de um tumor cerebral, agora no ano de 2020. Ela tinha 15 anos e vinha sofrendo com o câncer há um tempo.

Em 2019, um outro tumor havia sido encontrado e a diretora de Queen of Katwe (no título original), Mira Nair, ajudou a organizar e arrecadar dinheiro para financiar o tratamento de Waligwa durante as filmagens do longa, de acordo com a rede britânica BBC.

Phiona Mutesi em frente ao verdadeiro Santuário Ágape (acima) em Katwe, Kampala, Uganda, que foi usado no filme (abaixo). A igreja em ruínas é onde Robert Katende ensinou Phiona a jogar xadrez.
Publicação: HistoryvsHollywood.com

Foram usadas ​​locações da história real para o filme

Alguns locais da vida real de Phiona foram de fato usados como cenário para contar a história do filme Rainha de Katwe, incluindo a Igreja Ágape (Santuário) e a estrutura em ruínas onde Robert Katende ensinou Phiona a jogar xadrez.

“Estar em Uganda, na igreja em Katwe, na favela de onde surgiu a verdadeira Phiona Mutesi, faz você sentir os desafios que eles enfrentaram e a singularidade de quem eles são”, diz o ator David Oyelowo, que interpreta Katende no filme. De acordo com a diretora Mira Nair, “A cidade de Kampala e a favela de Katwe são os próprios personagens do filme. Usamos muitos dos locais reais lá”.

Outras cenas de Rainha de Katwe foram filmadas na África do Sul, um país cuja infraestrutura é mais propícia à filmagem e que Nair diz ter “a arquitetura simples e a terra vermelha” de que a produção precisava.


Gostou desse conteúdo? Então nos ajude a manter o site vivo entrando para o Odisseia Club. Seja um apoiador da Odisseia e acompanhe tudo sobre filmes, séries, games, músicas e muito mais.

Caçada Mortal | 9 Curiosidades do filme com Liam Neeson

Previous article

MONTAGEM PARALELA 010 | A pandemia e a mente

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

More in Filmes