AODISSEIA
Especial

Projeto 52: Nebraska

O peso da idade em preto e branco.

21 de Janeiro de 2018 - 10:18 - Tiago Soares

Mais uma semana, mais um filme no Projeto 52, seguindo a lista da Mariana Paiva do site Querido Click, que resolveu lançar um desafio de cinema: nas 52 semanas do ano, iremos ver um filme sobre algum tema.

O objetivo principal é um texto todos os domingos até a última semana do ano. Neste domingo o tema é Preto e Branco e resolvemos falar de um filme indicado a 6 oscars, que sempre esteve na minha lista, mas nunca tinha visto. Aproveitem e deixem comentários com dicas de filmes sobre os temas.

 

Preto e Branco

Estamos falando de um filme em preto e branco, em que a estética é essencial para contar a história. Nebraska conta a história de Woody Grant, um senhor de Billings, Montana, que acredita ter ganhado um prêmio no valor de 1 milhão de dólares. Para isso teria que ir até Lincoln, Nebraska , resgatar o valor.

Woody já está velho e cansado, mas continua teimoso e disposto a contradizer sua esposa Kate (June Squibb). Seu filho David (Will Forte), acaba de passar por um divórcio e também se sente infeliz no trabalho. Mesmo acreditando que o pai caiu em um golpe, decide leva-lo até Nebraska.

A empatia com os personagens é imediata. Woody e sua teimosia misturada com esperança, reflete a falta de objetivo que muitas vezes nos afeta. No início fica claro que o dinheiro não é o grande foco aqui, tudo está relacionado ao “ter pelo que lutar/buscar/conquistar”, enfim.

David é outro que a cada instante tenta uma reaproximação com o pai, ao mesmo tempo em que vai entendendo sua história pregressa. A cada nova descoberta de David, o espectador também se surpreende com o que seu pai era, e o que ele acabou se tornando.

A lenta direção de Alexander Payne é proposital. As passagens pelo centro dos EUA, mostram cidades habitadas em sua maioria por pessoas idosas e jovens sem perspectiva. A fotografia belíssima em preto e branco, aonde cada frame parece um efeito do Instagram, deixa tudo mais pacato, triste e sem vida.

Não me entendam mal. Já houve vida. Podemos notar isso no peso do olhar dos personagens. Faces cansadas, que um dia já estiveram no seu auge, mas hoje se contentam em sentar e assistir a uma partida de futebol ou simplesmente sentar na varanda e ver os carros que passam de hora em hora.

Nebraska é um filme que fala sobre o peso da idade, sem desmerecer a experiência, ao mesmo tempo em que faz uma grande homenagem aqueles que aparentemente não tem mais pelo que viver, mas acabam encontrando objetivos que parecem fúteis, no entanto, são singelos.


Obs: Nebraska está disponível na Netflix.


O site está fora do ar e o canal da Marina está parado a um bom tempo, mas deixarei os links caso queiram acompanha-la.

Blogqueridoclick.wordpress.com/

Sitequeridoclick.com.br/

Youtubewww.youtube.com/user/QueridoClick/


– Tema da próxima semana: Ganhador do Oscar. Até Lá!