AODISSEIA
Especial

Projeto 52: A Viagem das Garotas e O Estado das Coisas

A estreia do Projeto 52!

15 de janeiro de 2018 - 10:07 - Tiago Soares

Estamos sempre em busca de desafios e metas de início de ano, é inevitável. “Vou fazer academia, ver mais filmes, guardar dinheiro”, e por aí vai. Pensando nisso a Mariana Paiva do site Querido Click resolveu lançar um desafio de cinema: nas 52 semanas do ano, iremos ver um filme sobre algum tema.

Pensando nisso o Odisseia resolveu criar o Projeto 52. Cada semana traremos uma pequena review de algum filme, ao mesmo tempo em que analisamos seu impacto e importância no tema proposto. O tema da primeira semana foi Feminismo, e resolvi começar com um filme do ano passado que pincela a questão, apesar de ser uma comédia e falar de forma indireta sobre o tema.

O tema seguinte é Inspirador, e o filme escolhido foi O Estado das Coisas, também do ano passado. Aliás, priorizar filmes poucos conhecidos – apesar do tema ser o principal carro chefe dos textos – é algo que quero fazer para fugir das obviedades.

O objetivo principal é um texto todos os domingos até a última semana do ano, compensamos com um pouco de atraso e com dois filmes de uma vez, mas isso não vai se repetir. Palavra de escoteiro. Aproveitem e deixem comentários com dicas de filmes sobre os temas.

 

Feminismo

Viagem das Garotas é um filme dirigido por Malcolm D. Lee (um diretor conhecido por filmes de comédia, tendo atores negros na maioria do elenco). Fala sobre um grupo de quatro amigas que não se vêem a um bom tempo e resolvem se reencontrar em um momento diferente de suas vidas. Ryan (Regina Hall), Sasha (Queen Latifah), Lisa (Jada Pinkett Smith) e Dina (Tiffany Haddish) são mulheres autênticas, com diferentes focos. Ryan vive de aparências com o marido, e juntamente com ele construiu um império baseado em mentiras. Sasha é uma jornalista que agora vive de fofocas e está a beira da falência.

Lisa está separada e vive em função dos filhos e Dina é aquela que ainda não cresceu e vive no passado. Quando essas 4 amigas se unem, lapsos de suas personalidades ainda estão presentes, mas é possível sentir o que elas já foram um dia. Libertas de todas as amarras que as prendem no mundo real, elas partem pra noites de aventuras e incertezas. Apesar de ser as vezes um comédia escrachada, A Viagem das Garotas é extremamente engraçado.

Fala de auto-afirmação, relacionamento abusivo, conformismo e como disse, toca no tema feminismo de forma indireta, sem panfletagem, e talvez isso seja o mais gostoso de assistir. São mulheres fortes, que não têm medo de serem quem são. Falam de dinheiro, sexo, homens e até de outras mulheres sem papas na língua. Chega de comédias só com homens solteiros e bem resolvidos.

 

Inspirador

O Estado as Coisas dirigido e escrito por Mike White (Ned Schneebly de Escola de Rock) conta a história de Brad (Ben Stiller), um homem de meia idade que vive uma crise de identidade forte, além da necessidade de auto-afirmação. Brad é pai de Troy (Austin Abrams) e casado com Melanie (Jenna Fischer), mas vive de forma infeliz por gastar muito tempo da sua vida pensando no que poderia ter feito.

Ele compara sua vida com a de seus amigos, que em sua cabeça vivem em contos de fada, ilhas paradisíacas, jatos particulares e muita felicidade. Brad é um homem cansado, aquele ser humano que batalhou muito, mas nunca conseguiu almejar o sucesso que queria, apesar de ter conquistas em algumas áreas. Ele acha que é um exemplo de fracasso.

Quando seu filho tem a oportunidade de entrar em Havard, Brad mostra outra faceta prejudicial a sua vida: a expectativa dos pais em tornar os filhos tudo aquilo que eles não foram. Ele quebra o orgulho em nome do filho, para logo depois pensar que ele ia abandoná-lo. Ele pensa que tudo aquilo que ele se tornou foi culpa da esposa que o ama e se conformou com a situação, para logo depois transferir a culpa pra ele.

Atitudes como essa tornam Brad um protagonista aceitável, mas nunca amável. A medida que o filme passa, Brad não mostra evolução em seus pensamentos, o que torna o roteiro mais palpável e sem viradas desnecessárias. Uma conversa com uma amiga do filho é suficiente para Brad começar a virar o jogo e parar de ser tão egoísta. Uma frase:

“Você é um homem de sorte. Tem 50 anos e ainda acha que o mundo foi feito pra você”

Quando Brad percebe que a vida dos seus amigos não é tão feliz assim, e mais do que isso, passa a aceitar que teve sucesso comparado a outros que nem oportunidade tiveram, é ai que ele começa a mostrar sinais de melhora, lá aos 45 do segundo tempo. Brad, como a maioria das pessoas, é um homem frustrado – e O Estado das Coisas é inspirador a ponto de nos fazer pensar aonde estamos numa escala Brad de ser – que possamos mudar a partir daí.


O site está fora do ar e canal da Marina está parado a um bom tempo, mas deixarei os links caso queiram acompanha-la.

Blogqueridoclick.wordpress.com/

Sitequeridoclick.com.br/

Youtubewww.youtube.com/user/QueridoClick/


– Tema da próxima semana: Preto e Branco. Até Lá!