AODISSEIA
NEWS

Produtora de Harvey Weinstein declara falência

Após denúncia de 70 mulheres, a empresa não conseguiu superar escândalo sexual de seu fundador

26 de Fevereiro de 2018 - 13:17 - felipehoffmann

Harvey Weinstein, famoso produtor de Hollywood, recentemente foi acusado de abusar sexualmente por mais de 70 mulheres, envolvidas no mundo do cinema. Após esse conturbado período, sua produtora, a Weinstein Company, declarou falência depois de um fracassado processo de vendas dos seus ativos.


Leia Mais

A guerra mais importante da história de Hollywood

O bombardeio a Kevin Spacey custou US$39milhões para a Netflix


A Weinstein Company foi responsável pela produção de inúmeros filmes de sucesso como O Artista, Bastardos Inglórios e Intocáveis. Todas as denúncias de escândalos sexuais envolvendo um dos gigantes de Hollywood, levou a empresa a conversar sobre sua venda, em um valor estimado em US$500 mi. Maria Contreras-Sweet, mexicana fundadora do ProAmérica Bank, ofereceu essa quantia para assumir o controle da produtora. Sua intenção era formar um conselho composto apenas por mulheres na e criar um fundo de ajuda para as vítimas de abuso da Weinstein. Porém, as negociações não foram a frente, depois que a procuradoria do Estado de Nova York minou o processo de venda.

“Se algum comprador quiser fazer as coisas corretamente, deve indenizar e proteger as vítimas”, disse Eric Schneiderman, procurador do Estado de Nova York. Segundo ele, isso é uma obrigação legal de qualquer corporação.

A empresa se manifestou pro meio de nota, ao Los Angeles Times. Segundo eles, “a Weinstein Company tentou uma venda ativa com a esperança de preservar os ativos e os empregos mas hoje essas conversas terminaram sem a assinatura de um acordo”.

“Portanto, a única maneira viável e a melhor opção para maximizar o valor da empresa é um processo organizado de falência”, concluiu.