1

Agora é a vez daqueles filmes que já sabíamos que seriam ruins, aqueles que foram piores do que o esperado e daqueles podiam ser bons e não foram. É a vez daqueles que são tão ruins,que nem criticar eu consegui. É hora de relembrar os piores filmes do ano.

10) Os Cavaleiros do Zodíaco: A Lenda do Santuário

O visual é bacana, mas o roteiro não corresponde e não consegue ganhar nem os fãs mais nostálgicos, nem o novo público infantil. É um filme fraco, onde uma das poucas coisas que funciona é a dublagem original, mesmo sem falar algumas frases clássicas.

9) Transformers 4: A Era da Extinção

Transformers nunca foi uma franquia boa. O primeiro filme foi legalzinho, mas depois a qualidade desceu ladeira abaixo e a prova é essa quarto capítulo. Sem decidir se isso é um remake ou uma continuação, Michael Bay continua o mesmo e ainda consiga alguns momentos interessantes em um roteiro muito ruim. Não gostei, mas prometo que ainda vou fazer uma critica desse filme.

8) Sin City: A Dama Fatal

Mas uma continuação fraca. Só que o principal problema aqui é ser mais do mesmo. Tirando 3D razoável, A Dama Fatal repete tudo o que funcionou no primeiro, mas o frescor visual, que era seu principal trunfo. O resultado é um filme chato, sonolento e descartável.

7) O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro

Nem todo mundo concorda comigo, mas todo mundo que acompanha o blog sabe que eu não gosto dessa nova franquia do Homem-Aranha. O visual é legal, o elenco e a adaptação do herói também, entretanto o roteiro é tão fraco e pobre que tudo o que é bom vai pro ralo. Esse é só mais um exemplo de uma péssima decisão da Sony para o cabeça de teia, sendo que algo me diz que vem coisa pior por aí.

6) Frankenstein – Entre Anjos e Demônios

Um horror de filme. E se o horror fosse o gênero predominante, existiria alguma chance do filme ser melhor. O filme tem efeitos ruins, roteiro péssimo e direção sem pé nem cabeça, mas é um exemplo de que apostar que monstros podem gerar filmes de ação ou aventura não é uma boa ideia. Se liga, Universal.

5) Transcendence

Esse é mais um exemplo de algo que podia ser bom, mas deu muito errado. A ideia é boa, o elenco estrelar e o diretor também, entretanto um roteiro prepotente e fraco estraga tudo. Transcendence prometia ser uma ficção científica inteligente, mas não consegue nem construir os diálogos e os personagens com competência. Erro dos grandes.

4) SOS Mulheres ao Mar

As comédias brasileiras não foram bem nesse ano, com exceção de O Candidato Honesto que conseguiu ser razoável. Precisava escolher pelo menos um e SOS Mulheres ao Mar não saia da minha cabeça. Ao contrário do filme anterior, aqui nada se encaixa. Roteiro, elenco, piadas e direção. Tudo é muito ruim.

3) O Apocalipse

Não poderia ser uma lista de piores do ano sem Nicolas Cage. Esse filme sobre o arrebatamento bíblico é outro exemplo onde nada funciona, mas ainda acho que Nicolas (que já foi um bom ator e ainda tem, mesmo que raramente, seus momentos de lucidez) é a única coisa que vale a pena. Suas caras e bocas são hilárias, pelo menos.

2) Old Boy – Dias de Vingança

Old Boy é um dos filmes coreanos mais divertidos, fortes e bem dirigidos que eu já vi. Agora alguém me explica porque decidiram fazer um remake americano e estragar o filme. Nem o que funcionou no original, conseguiu prestar aqui. Nem Josh Brolin (o futuro Thanos) conseguiu salvar. Horroroso.

1) Tarzan – A Evolução da Lenda

Em um ano onde as animações foram tão bem, é triste colocar um filme desse gênero no topo da lista. Aqui nada funciona, a animação é ruim e tosca (isso é imperdoável) e a diversão não atinge nem a totalidade do público infantil. Sinceramente, foi o filme que mais me incomodou e decepcionou em 2014. Corram dele ou vejam para concordar comigo.

Flavio Pizzol
Nascido em uma galáxia muito distante, sou o construtor original dessa nave. Aquele que chegou aqui quando tudo era mato. Além disso, nas horas vagas, publicitário, crítico de cinema, aprendiz de escritor e músico de fundo de quintal. PS: Não sabe trocar a sua imagem do perfil...

A Entrevista

Previous article

Operação Big Hero

Next article

You may also like

1 Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

More in Filmes