0

Oferenda à Tempestade é o último filme da Trilogia do Baztán,  uma franquia espanhola que acabou se tornando um grade fenômeno audiovisual e literário ao longo dos anos. As obras da escritora espanhola Dolores Redondo rapidamente ganharam o mundo, vendendo exemplares e sendo assistidas pelo mundo afora.

Logicamente, com tanto sucesso, era de se esperar uma adaptação cinematográfica de seus livros, e foi o que aconteceu com O Guardião Invisível, Legado nos Ossos e Oferenda à Tempestade.

Oferenda à Tempestade e a inspiração da Trilogia Baztan

Oferenda à Tempestade, último filme e que aparentemente encerra a Trilogia Baztán, desembarca agora na Netflix já estreando entre as produções mais vistas do catálogo do serviço de streaming.

Mas de onde veio tanta inspiração para Redondo criar suas obras? Compilamos sete fatos curiosos para você saber após assistir Oferenda à Tempestade, uma das sagas mais importantes do cinema espanhol dos últimos anos.

Confira:

+++ Conheça um pouco mais do último filme da trilogia Baztán, Oferenda à Tempestade
+++  Nova York Contra a Máfia: Conheça o documentário disponível na Netflix

A Mitologia

Uma parte importante de Oferenda à Tempestade e da Trilogia Baztán como um todo são todos os fatos que estão relacionados a mitos da região do Vale do Baztán e sua capital, Elizondo.

O grandioso ser da floresta, Basajaun em Legado nos Ossos, o Tarttalo de O Guardião Invisível ou mesmo o Inguma do último longa, são todos baseados em contos e no folclore da região Basca, na Espanha.

O Basajaun ou basajaunak, na mitologia basca, é uma espécie de entidade que habita as cavernas ou florestas da região, protegendo rebanhos de gados e ensinando os habitantes locais, técnicas de agricultura, ferraria e outras coisas. Quem visitar a Catedral de Burgos ou o Mosteiro de Santa Maria la Real de Nájera, pode conferir esculturas e representações do Basajaun.

Já o Tarttalo é uma espécie de gigante, extremamente forte com apenas um olho, semelhante aos ciclopoes da mitologia greco-romana. Ele também recebeu vários nomes ao longo do tempo mas sua figura sempre é muito assombrosa e grandiosa. Quem visitar o norte da Espanha, numa cidade chamada Mungia, verá uma escultura do ser bem no meio da cidade.

O Inguma, presente em Oferenda à Tempestade, era uma divindade que aparecia nos sonhos de certas pessoas da região, antes mesmo do cristianismo aparecer no mundo. Inguna era considerado uma força malévola que entrava nas casas da cidade durante a noite, atormentando os habitantes com pesadelos e até forçando-os à morte enquanto dormiam.

Co-produção com a Alemanha

Apesar da Atresmedia ser de fato a produtora da Trilogia Baztán, as ideias são bem parecidas com uma obra semelhante, chamada Milleniun, do escritor alemão Peter Nadermann. Na verdade, as duas produções foram contribuições de ambas as partes e existe essa outra versão cinematográfica, só que na mitologia nórdica.

Amaia Salazar – Um ícone feminista

Sem dúvidas Amaia Salazar foi um dos destaques de Oferenda à Tempestade e todo o restante da Trilogia Baztán. Todas as histórias, de uma forma ou de outra, estão envolvidas com sua personagem.

Esse foi um pedido especial da atriz Marta Etura para os produtores da série, pois ela queria mostrar como é difícil uma mulher estar numa posição de comando dentro de uma corporação que é, majoritariamente, comandada por homens, como é o caso da polícia forense da Espanha.

Oferenda à Tempestade filme trilogia Baztán

A Relação entre mães e filhas

Um tema constante na Trilogia Baztán foi a relação entre as mães dos filmes e suas respectivas filhas e suas consequências como progenitoras, especialmente no caso de Rosário e sua filha, Amaia.

A menina foi criada sempre com a iminência da morte, graças às tentativas falhas de sua mãe em mata-la. Vimos que Amaia teve uma irmã gêmea que foi assassinada por Rosário logo nos primeiros dias de vida e seu pai impediu que a mãe também a matasse. Graças a esse elo perdido, todos os mistérios e assombrações da região se voltam contra Amaia, marcando sua própria maternidade no fim do segundo filme.

Segundo Dolores Redondo, o intuito era deixar todas as relações em um âmbito muito mais familiar e próximo dos personagens. Por isso, o envolvimento gigantesco de Amaia em todas as situações.

O Vale de Baztán é real

A Espanha tem um território riquíssimo, forjado em histórias ao longo dos milênios e, com isso, tempo de sobra para desenvolver mitos e situações dos lugares.

Baztán, por exemplo, região onde se passa o filme Oferenda à Tempestade e seus antecessores, existe de fato e no site da escritora, Dolores Redondo, existem fotos das locações que ela própria foi visitar para construir seus mistérios e, posteriormente, a sequência de filmes.

Todas as locações que vimos na Trilogia Baztán são reais, da cidade de Elizondo até a vizinha Lesaka. Geralmente as equipes de filmagens espanholas buscam lugares já conhecidos como a região da Catalunha e Barcelona até a capital Madri.

Porém, foi um pedido especial da escritora achar lugares que realmente passassem a atmosfera que ela criou nos livros e por isso a produção dos longas foi até a região e filmaram tudo por lá.

Filme sofreu com a pandemia

Como a pandemia de COVID-19 se espalhou rapidamente pelo mundo e em três meses o planeta inteiro se viu dentro de casa, numa quarentena forçada esperando o vírus se dissipar, muitas estreias foram afetadas com o fechamento de cinemas em todos os lugares.

Candidatos fortíssimos de bilheteria tiveram seus filmes adiados para mais de ano, ou simplesmente migraram para os serviços de streaming. Que foi o caso de Oferenda à Tempestade.

O longa inicialmente seria oferecido na Espanha, nos cinemas do país e, posteriormente, distribuído pela Netflix em escala global. Mas como houve a pandemia, essa estreia ficou refém da situação e a Atresmídia, produtora do longa e de toda a Trilogia Baztán, acabou levando seu filme direto para o streaming, que também foi sucesso absoluto de visualizações, ocupando o TOP10 do serviço logo em sua primeira semana de exibição.

Oferenda à Tempestade terá uma continuação?

Oficialmente não teremos uma continuação da Trilogia Baztán, até por que, como o próprio nome já diz, ela é uma sequência de três filmes com Legado Nos Ossos, Guardião Invisível e o último, Oferenda À Tempestade.

Porém, a escritora Dolores Redondo tem mais dois livros publicados que são epílogos da Trilogia Baztán.

Os livros contam a história do norte da região e o início da inspetora Salazar na polícia forense espanhola. Entretanto, até o momento, não existe nenhuma negociação vigente para adaptarem os livros em uma nova sequência de cinematográfica.


Gostou desse conteúdo? Então nos ajude a manter o site vivo entrando para o Odisseia Club. Seja um apoiador da Odisseia e acompanhe tudo sobre filmes, séries, games, músicas e muito mais.

Dia do Escritor | A Nobre (e Nada Simples) Arte de Escrever um Livro

Previous article

10 Filmes sobre a Melhor Idade

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

More in Filmes