ccxp
0

É justo afirmar que quase todo mundo assistiu o trailer de Reza a Lenda, novo longa da Globo Filmes, pensando que estavam acompanhando uma espécie de Mad Max brasileiro. A missão do seu painel na CCXP foi mostrar que não era só isso e, principalmente, que o país pode ter bons filmes de ação.

Os encarregados de mostrar isso foram o ator e protagonista Cauã Reymond, o diretor Homero Olivetto e o supervisor de efeitos especiais do longa Chiquinho Neto. O primeiro foi quem menos falou por conta de atrasos no seu voo, mas eles conseguiram apresentar muito bem o clima do projeto, o seu nascimento em uma HQ, as dificuldades enfrentadas durante 8 anos de arrecadação de dinheiro e os problemas enfrentados nas gravações feitas no sertão.

Segundo eles, o longa se passa em um sertão fictício que não precisa ser necessariamente o brasileiro, possui muitos diálogos com a fé, várias referências a cultura pop e, logicamente, alguma proximidade com Mad Max, principalmente na trilha sonora punk, nas gangues de motociclistas e no cenário árido que ocupa boa parte do tempo de tela.

Para comprovar isso, eles apresentaram os sete primeiros minutos do filme,o preview 3D feito pelo diretor e um pedaço dos testes de efeitos realizados na pós-produção. A impressão geral ficou entre as boas cenas de ação e o uso exagerado de alguns efeitos especiais. O próprio supervisor da área ressaltou que a composição passou por muitas misturas estéticas e acabou ficando com uma linha tênue entre o real e o fantástico.

Parece ser um filme bem comum e simples que utiliza de boas referências e cenas de ação bem coreografadas para mudar a visão que o cinema brasileiro tem dos filmes de gênero. Ainda assim chamou minha atenção e deixou no ar a esperança de vermos algo bem interessante e inovador para a nossa indústria.

Flavio Pizzol
Nascido em uma galáxia muito distante, sou o construtor original dessa nave. Aquele que chegou aqui quando tudo era mato. Além disso, nas horas vagas, publicitário, crítico de cinema, aprendiz de escritor e músico de fundo de quintal. PS: Não sabe trocar a sua imagem do perfil...

Odisseia na CCXP: Painel Fox

Previous article

Odisseia na CCXP: Painel John Rhys-Davies

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

More in Especial