AODISSEIA
Músicas

O rock não morreu e está mais vivo do que nunca!

Vamos celebrar o dia do rock com muito som


13 de julho de 2019 - 19:56 - felipehoffmann
Texto originalmente escrito por  Janine Pozes e editado por Felipe Hoffmann

Hoje é dia de Rock, bebê! Então vamos relembrar clássicos do Rock e adicionar algumas novidades desse gênero, que para alguns está morto e pra outros está mais vivo do que nunca. Agora pega teu fone mais legal, dê o play e divirta-se!

 

Nightwish – Once (2004)

Lançado em 2004, é o quinto álbum de estúdio dos finlandeses e último com a poderosa Tarja Turunen. Considerado o melhor disco da banda, Once traz um symphonic metal bem produzido e que vai muito além de ser apenas um simples álbum.

Músicas que valem destacar são: Dark Chest Of Wonders, Wish I Had an Angel (música tema do filme “Alone in The Dark”), Nemo e Romanticide. Se não conhece ainda, escute sem medo! Assista ao vídeo clipe de Nemo.

Ouça no Spotify

 

Halestorm – Into The Wild Life (2005)

Com o poderoso vocal de Lzzy Hale, Halestorm é uma banda americana formada em 1997. Com uma pegada mais puxada para o Hard Rock, no início pode soar um pouco clichê, mas tenha certeza que a banda vai te conquistar

Em 2013, Halestorm venceu a 55ª edição do Grammy Awards, na categoria Melhor Performance de Hard Rock/Metal com a música Love Bites (So Do I) e em 2013 foram indicados para algumas categorias na premiação Revolver Golden Awards como Melhor Vocalista com Lzzy Hale, Música do Ano com Love Bites (So Do I) entre outras.

Para conhecer uma pouco mais da banda, a música “I Am The Fire” ou até mesmo “Amen”, que fazem parte do álbum Into The Wild Life de 2005 é uma boa pedida.

Assista ao vídeo clipe de “I Am The Fire”

Ouça no Spotify

 

Guns N’ Roses – Appetite for Destruction (1987)

Disco de estreia da banda que dispensa qualquer apresentação, mas que carrega o peso de músicas como Mr. Brownstone, Paradise City, It’s So Easy, Welcome To The Jungle, Rocket Queen e a incansável Sweet Child O’ Mine.

Fato curioso: A capa original do álbum criada nos anos 80, fazia referência à um robô estuprador com sua vítima no chão sendo punido por um monstro assassino, e a troca ocorreu após ser censurada na Inglaterra e EUA por se tratar de um tema ofensivo e depreciativo contra as mulheres.

Fato é que, apesar da polêmica Appetite for Destruction é um álbum que dificilmente vai sai sair da playlist dos apaixonados por rock.

Confira Rocket Queen ao vivo em Tokyo

Ouça no Spotify

 

Mukeka di Rato – Pasqualin na Terra do Xupa Kabra (1997)

Que lá na gringa nós temos um tanto de coisa legal, nós já sabemos. Mas olha, por aqui nós também temos e Mukeka di Rato é uma delas.

Banda de Vila Velhas/ES é uma porradaria pra quem gosta de uma sonzeira mais crua punk/hard core. Pasqualin na Terra do Xupa Kabra lançado em 97 é uma das grandes referências quando se trata da cena underground capixaba. Aprecie sem moderação e escuta essa aqui:

Ouça no Spotify

 

Ghost – Opus Eponymous (2010)

Opus Eponymous é o álbum de estreia da banda sueca, liderada por Tobias Forge. Uma mistura de rock n’ roll, teatro e uma releitura obscura do catolicismo, Ghost traz um som que no primeiro momento vai parecer meio “nhé” para os fãs de um metalzão, mas de acordo com o que você vai escutando, sua opinião vai mudar com certeza! Vem cá ver como é a intro do show dos caras e aprecie “Con Clavi Con Dio”

Ouça no Spotify

 

dia do rock anthems

Arch Enemy – Anthems of Rebellion (2003)

Banda sueca de death metal melódico, mas com influências do power metal é bastante conhecida sendo umas das principais referências no heavy metal. O Arch Enemy surgiu em 1995 e trouxe nos vocais a poderosa Angela Gossow com o seu vocal que estremece quem a escuta, mas que infelizmente que deixou a banda em meados de 2014 sendo substituída pela também talentosa Alissa White-Gluz (The Agonist).

A banda possui 15 álbuns (ao vivo e em estúdio) incluindo um álbum só com covers lançados em janeiro deste ano. Eu sei que a Angela não está mais na banda, mas vale a pena escutar a voz estrondosa que ela tem em Dead Eyes See No Future

Ouça no Spotify

 

Bem amigos, aqui tem algumas sugestões para curtir o Dia Mundial do Rock, e se você tiver outra dica irada deixa aqui nos comentários!