O Mistério de Maya: A chocante história real por trás do documentário da Netflix

O Mistério de Maya: A chocante história real por trás do documentário da Netflix 3
Foto: Divulgação Netflix

O Mistério de Maya é o próximo documentário da Netflix que examina o angustiante caso de Maya Kowalski e sua família. Veja a chocante história por trás do documentário e onde Maya está agora.

O Mistério de Maya é o novo documentário da Netflix
Foto: Divulgação

Sobre o que é O Mistério de Maya?

Dirigido por Henry Roosevelt, O Mistério de Maya na Netflix é um filme documentário que conta a história de Maya Kowalski sob a perspectiva de sua família.

No filme, “em 2016, Jack e Beata Kowalski levaram sua filha, Maya, a um hospital em St. Petersburg, na Flórida. A menina de 10 anos foi admitida na sala de emergência com uma forte dor de estômago. Em vez de uma breve estadia no hospital, Maya foi afastada de seus pais e mantida por lá.

“A tragédia que se desenrolou a seguir é o tema do documentário investigativo Take Care of Maya (título original), uma perturbadora exploração de como a indústria de saúde fragmentada separou uma família.”


Confira também: Resgate 2: Quem é quem no novo super filme de Chris Hemsworth na Netflix

O Mistério de Maya: A chocante história real por trás do documentário da Netflix 4
Foto: Divulgação Netflix

A chocante história verdadeira por trás de O Mistério de Maya

A devastadora história por trás do documentário gira em torno de Maya Kowalski, cujo sofrimento começou ainda criança, enfrentando dores debilitantes.

Em 2016, os pais de Maya, Beata e Jack Kowalski, levaram sua filha de então 10 anos para o Johns Hopkins All Children’s Hospital em St. Petersburg, Flórida, pois ela vinha sofrendo de uma dor abdominal extrema.

Beata, uma enfermeira registrada, solicitou aos médicos que administrassem uma dose alta de cetamina, explicando que ela e Jack acreditavam que Maya sofria da síndrome da dor regional complexa (CRPS) e que essa era a única maneira de aliviar a agonia da jovem.

É importante ressaltar que esse diagnóstico não surgiu do nada – um anestesiologista local chamado Anthony Kirkpatrick, que dirige um centro especializado em CRPS, diagnosticou Maya e sugeriu o tratamento com infusão de cetamina.

No entanto, a equipe levantou preocupações sobre o pedido e logo a Dra. Sally Smith, diretora médica da equipe de proteção infantil do Condado de Pinellas, foi chamada para avaliar o caso.

Conforme relatado pelo The Cut: “Smith descobriu que os pais de Maya a levaram uma vez ao Hospital San José Tecnologico, em Monterrey, no México, para um procedimento de cinco dias que exigia que ela fosse sedada e intubada para receber infusões de cetamina em alta dose.”

O artigo continuou dizendo que Smith “tendia a interpretar os casos de forma agressiva” e que “as crianças em Pinellas são removidas de suas casas em uma das maiores taxas entre os 67 condados da Flórida”, em um estado que já possui altas taxas em comparação com o restante dos Estados Unidos.

Apesar de um lembrete de Kirkpatrick que havia sugerido o tratamento, Smith acreditava que Maya era vítima de abuso e Beata foi diagnosticada com síndrome de Munchausen por procuração, uma doença mental em que o cuidador de uma criança inventa sintomas falsos ou causa sintomas reais para fazer parecer que a criança está doente.

Mesmo que ela estivesse visivelmente em agonia, acusações foram feitas afirmando que Maya não sentia dor. Kirkpatrick, preocupado, até escreveu para um colega, dizendo: “Aconselhei a Dra. Smith a não acusar um membro da família de conduta criminosa à medida que avança com sua investigação”, acrescentando que isso “poderia resultar em danos desnecessários e permanentes para a criança e a família”.

Beata e Jack receberam ordem para deixar o hospital – Maya não estava mais sob os cuidados deles, apesar de seu apelo para ter mãe e pai ao seu lado. Mesmo que uma avaliação ordenada pelo tribunal tenha concluído que Beata não tinha a síndrome de Munchausen, Maya continuou sob custódia do estado.

A batalha para ter Maya de volta foi difícil para toda a família, com Beata sem saber a quem recorrer, como é mostrado em um trecho do documentário, que vai mergulhar nos desfechos dessa história.


Confira também: “Os detalhes são tão terríveis que se tornam irresistíveis” nos episódios da 6ª temporada de Black Mirror

Veja o trailer

Total
0
Shares
Previous Post
Medusa Deluxe - Crítica | Sem cortes e soltos ao vento 6

Medusa Deluxe – Crítica | Sem cortes e soltos ao vento

Next Post
Rio Shore

Rio Shore | 3ª Temporada estreia no Paramount+ e na MTV com Jojo Todynho no papel de Boss

Related Posts