nada será como antes
0

Promessas não cumpridas


Nesta reta final de Nada Será Como Antes o texto de Guel Arraes (O Auto da Compadecida), Jorge Furtado (Os Normais – O Filme) e João Falcão (A Máquina), juntamente com a direção de José Luiz Villamarim apresenta duas características específicas, uma delas valoriza o texto e a frase que intitula esse texto, já que nenhuma promessa feita neste capítulo ou nos anteriores se cumpre, e a outra foca na direção precisa de atores ao começar momentos em um clima, e terminá-los em outros completamente diferentes.

Vale dizer que a atuação dos atores é algo magnífico e merece ser destacado nos dois núcleos abordados aqui, primeiro no de Verônica (Débora Falabella), começando exatamente de onde parou após perder a guarda de Tiago, vemos a promessa de Saulo Murilo Benício) de não demiti-la no início do episódio, para no fim dele fazer exatamente isso, culminando no final emocionante que diz muito sobre muitas relações familiares recentes, mostrando que quem perde com tudo isso, é apenas a criança.

No outro núcleo, o de Beatriz (Bruna Marquezine), a promessa feita no episódio passado em que seriam apenas eles 3, ela, Júlia (Letícia Colin) e Otaviano (Daniel de Oliveira) é quebrada com a chegada de Davi (Jesuíta Barbosa), um cantor, um novo talento da música que bebe excessivamente, além de usar drogas, vivendo no limite, do qual arrasta Beatriz, e ameaça a união e estabilidade da família Azevedo. Jesuíta é um grande ator e mostra uma personalidade completamente diferente de personagens de outrora.

Além disso a TV mostra o artifício do improviso quando sua principal estrela está em coma alcoólico, além de mostrar que a rádio não morreu já que o programa de Verônica e seu pseudônimo de sucesso, com o envio de cartas e ligações, aumentando a audiência do programa em sua polêmica.

Outro ponto alto do episódio é mostrar Verônica e Péricles (Fabrício Boliveira) em um estúdio de dublagem, dublando nada mais nada menos do que o clássico Mágico de Oz (1939), além de mostrar algo recorrente sobre os trabalhos e a beleza da profissão, que devia ser mais respeitada. Nada Será Como Antes entrega um ótimo capítulo, um dos melhores até o momento, uma pena a audiência não estar correspondendo a altura.

 

Tiago Cinéfilo
Estudante de Comunicação e editor deste site. Criador, podcaster e editor do "Eu Não Acredito em Nada", o podcast de terror da Odisseia.

Odisseia na CCXP: For the Love of Spock

Previous article

The Walking Dead (7ª Temporada/Parte 1)

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

More in Séries