nada será como antes
0

O mundo está mudando?


Na semana passada saiu um texto no site UOL, sobre como Nada Será Como Antes era uma boa série, mas foi má servida pela Rede Globo, em parte devo concordar com a opinião, pois o horário das terças a noite após a novela e antes de Supermax, não tem feito bem a série, talvez se fosse exibida diariamente, a história de  Guel Arraes (O Auto da Compadecida), Jorge Furtado (Os Normais – O Filme) e João Falcão (A Máquina). fosse melhor apreciada, já que seu texto permanece atual.

Neste episódio de Nada Será Como Antes, problemas como racismo na figura de Péricles (Fabrício Boliveira) com problemas em alugar um simples apartamento, intolerância religiosa quando Verônica (Débora Falabella) vai em busca de uma creche para Tiago, e se depara com o preconceito da freira, e o machismo nas figuras de Saulo (Murilo Benício), tirando o filho de Verônica sem saber do restante da história, além de Victor (Igor Angelkorte), não aceitando o término do noivado com Júlia (Letícia Colin), por achar que vai manchar sua honra.

Vale lembrar que estamos no fim dos anos 50, mas tudo isso ainda acontece nos tempos de hoje, o que gera a pergunta de Péricles que intitula esse texto, o mundo está mudando? A TV pelo menos está, e uma das coisas mais ditas atualmente é que na TV tudo é de mentira, e em busca de encontrar uma programação para os domingos a noite, Saulo quer que o telespectador esqueça que vai “pegar no batente no dia seguinte” e inventa até uma atração internacional, que não fala inglês.

Beatriz (Bruna Marquezine) mostra mais uma vez que está além da razão, e sempre coloca a emoção na frente, ao querer ir a Roma com Júlia e Victor, sempre ressaltando que a vida são eles três: Beatriz, Júlia e Otaviano (Daniel de Oliveira). Mas o grande destaque realmente é a já fadada briga ente Saulo e Verônica, desta vez com o menino Tiago em jogo.

Mostrando uma outra faceta de Saulo, vemos o sofrimento de Verônica ao perder a guarda do menino, em uma direção precisa num tribunal, que mais uma vez revela o preconceito até mesmo daqueles que devem ser justos em seus julgamentos.

Tiago Cinéfilo
Estudante de Comunicação e editor deste site. Criador, podcaster e editor do "Eu Não Acredito em Nada", o podcast de terror da Odisseia.

Odisseia na CCXP: Maurício de Sousa Produções

Previous article

Westworld (1ª Temporada)

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

More in Séries