Montagem ParalelaPodcasts

MONTAGEM PARALELA 009 | Meia-entrada para a destruição

0

No Montagem Paralela dessa semana, usamos a polêmica em torno da meia-entrada como ponto de partida para discutir o desmonte da cultura brasileira


Assine no iTunesOuça no Spotify | Ouça no Deezer | Assine nosso feed  |  Baixe o cast

Já devo ter falado isso aqui antes, mas é sempre bom reforçar que nossa cultura está vivendo tempos difíceis.

Sem conseguir o mínimo de indústria cultural, o atual governo acredita que não precisa investir e joga literatura, cinema, teatro e tudo mais num grande abismo preenchido descaso e ignorância.

Quer provas?

Olha a censura crescendo de maneira cada vez mais descarada. Olha o Ministério da Cultura sendo transformado em Secretária sob a justificativa de que os gastos não trazem retorno para o país. Olha a Cinemateca sendo completamente abandonada, ameaçando a destruição do maior acervo do nosso cinema.

Meia-Entrada Cinemateca Descaso

Agora, pra piorar, os discursos em prol da meia-entrada também abrem espaço para a elitização completa da nossa cultura. Afinal, nessa brincadeira quem sai perdendo não são os ricos que podem pagar o valor da inteira desde sempre.

Mas isso não importa. Tudo que importa é destruir. É controlar. É jogar no lixo para garantir que o povo não consiga pensar.

Para tentar evitar que isso aconteça sem que as pessoas entendam o plano do governo, o Montagem Paralela dessa semana vai bater um papo político e muito necessário com a Marina Rodrigues, produtora executiva e colunista do Cinem(ação).

Uma conversa necessária que passa pelas leis da meia-entrada, pela Cinemateca, pelos bastidores do cinema, pelas eleições e pela maneira dolorosa como Bolsonaro e sua trupe enxergam nossa cultura.

Então não perca tempo: fique em casa (se puder, é claro), aperte o play e participe dessa conversa importantíssima.


PERGUNTA EXTRA: Você Usa Meia-Entrada? Por QUe?

OBS 1: Os temas mudam, mas a Cinemateca Brasileira continua passando dificuldades. Por isso confira o link do crowdfunding emergencial organizado pelos funcionários. Abra, leia e ajude com alguma doação ou divulgação.

OBS 2: A entrevista com a Marina Rodrigues foi gravada via Skype. Ou seja, não quebramos nenhuma regra da quarentena.

OBS 3: Quer falar mais sobre meia-entrada ou desmonte da nossa cultura? Quer participar dos podcasts com ideias e perguntas? Procure aodisseia.com no Telegram ou clique aqui, e converse com a gente!


Quem participou desse cast:

Flávio Pizzol | Instagram: @f.pizzol | Twitter: @pizzolguto

Marina Rodrigues | Instagram: @whosninab Twitter: @whosninab


Conteúdos relacionados em A Odisseia:

Confira o Montagem Paralela sobre Fascismo
Confira nosso episódio sobre a (suposta) imparcialidade dos documentários
Confira o Montagem Paralela sobre Cinema Brasileiro
Confira esse episódio otimista sobre o cinema pós-corona 

Conteúdos relacionados de Marina Rodrigues:

Curso Pilares do Cinema
Masterclass: Roteiro + Produção + Direção
Para que serve a Lei Rouanet?
Conheça as leis que regularizam as TVs por assinatura e a guerra em todo delas
Texto sobre a crise institucional e a Ancine
Entenda a Lei do Audiovisual antes de falar bosta

Outros conteúdos citados (ou não) durante o Montagem Paralela 009:

Consulta Pública sobre a meia-entrada
Instagram SOS Cinemateca
Texto da Revista Badaró sobre a preservação do cinema nacional
Texto sobre o desmonte do nosso cinema
Texto da Folha de São Paulo sobre a situação da Cinemateca
Ministério da Economia defende o fim da meia-entrada

Trilha sonora original criada por Vitor Glopes:

Instagram: @prodvt | Twitter: @vtbeatz | Spotify

Confira “Try“, o incrível novo EP dele, nesse link.


CONHEÇA A ODISSEIA CLUB  – Nosso Clube de Assinatura

Esses são os apoiadores que ajudam a manter nosso site de pé:

Obrigado a todos vocês <3 
A Odisseia
Viaje pela cultura pop

    13 Horas | Conheça a história real do filme dos Soldados Secretos De Benghazi

    Previous article

    Aggretsuko | Veja mais detalhes da 3ª temporada do anime na Netflix

    Next article

    Comments

    Leave a reply

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *