Fetiches – Crítica | Sem julgamentos

fetiches
Foto: Divulgação Synapse Distribution

“Fetiches” é um bom filme sobre sexualidade e descobertas que trata do tema abertamente e com muita naturalidade, sem que isso soe obsceno


O fetiche é uma forma de excitação geralmente causada por objetos que não necessariamente estão ligados à prática sexual, mas que muitas vezes acabam proporcionando mais prazer, uma vez que causam mais excitação que o próprio ato.

Mas a prática não segue um padrão. Existem diversos tipos de parafilias, muito peculiares e singulares, que podem se manifestar ao longo da vida ou numa tentativa de apimentar uma relação enviesada. É o que mostram os diretores David Foenkinos e Stéphane Foenkinos em “Fetiches”.

Fetiches - Crítica | Sem julgamentos 4
Foto: Divulgação Synapse Distribution

Qual a trama de Fetiches?

Fetiches é uma antologia que aborda, em tramas paralelas, a história de seis casais e os desejos que envolvem a vida sexual de cada um deles. Com fantasias que vão de role playing ao exibicionismo, eles tentam desvendar os caminhos do próprio desejo nas situações mais inusitadas. O filme nos apresenta fetiches não convencionais de pessoas que buscam outras formas de revigorar o sexo em suas relações.

Os diretores e roteiristas David Foenkinos e Stéphane Foenkinos (“A Delicadeza do Amor”) contam que fizeram uma vasta pesquisa sobre o tema, que resultou em uma lista com mais de 250 fantasias. “Todos os fetiches que estão no filme realmente existem, e nossa maior preocupação foi a de mostrá-los o mais realista possível”.

O que achamos do filme?

Apesar do apelo sexual – que é um dos temas centrais do longa, as tramas são trabalhadas em tom de descoberta e propositalmente coloca casais acima dos 40 anos, para quebrar o estigma da baixa libido em pessoas mais velhas.

Fetiches mostra de uma forma muito singela, que é possível explorar seus prazeres em qualquer idade e com muita naturalidade. Os roteiristas não tratam esses desejos como uma anomalia – mesmo que para nós, algumas pareçam estranhas – e sempre mostram que é possível adaptar-se ao outro ou a sí, acentuando o déficit do relacionamento e procurando maneiras para lidar com eles.

Confira também: Doutor Estranho 2 – Crítica | No Multiverso da Loucura ou seria na loucura de Wanda?!

Fetiches - Crítica | Sem julgamentos 5
Foto: Divulgação Synapse Distribution

O filme, que propõe humor nas tramas, trabalha muito bem o gênero. Os personagens sempre se colocam em situações adversas quando descobrem a origem de seus desejos e isso resulta em episódios cômicos e imprevisíveis, já que não sabemos como os fetiches funcionam.

O roteiro é bem delicado e tem um bom trabalho de pesquisa, além de priorizar o entendimento do público acerca do contexto da história, esclarecendo o fetiche antes de apresentar a nomenclatura. A produção tem quase duas horas que passam voando por conta das histórias singulares que não seguem nenhum clichê.

Por fim, Fetiches é um bom filme sobre sexualidade e descobertas que trata do tema abertamente e com muita naturalidade, sem que isso soe obsceno. Na produção, sexo é só sexo e os fetiches tem um papel importante quando o assunto é explorar o corpo e os próprios desejos.

Os desfechos de algumas tramas mostram a importância do diálogo e como pode ser tóxico reprimir e demonizar suas fantasias ao invés de compreendê-las e abordar o assunto. Afinal, se há consenso e não prejudica ninguém, que mal tem?


“Fetiches” está disponível nas versões dublada e legendada para compra e aluguel nas plataformas digitais Claro Now, iTunes/Apple, Google/YouTube e Vivo Play. 

Gostou desse conteúdo? Então nos ajude a manter o site vivo entrando para o Odisseia Club. Seja um apoiador da Odisseia e acompanhe tudo sobre filmes, séries, games, músicas e muito mais.

Fetiches - Crítica | Sem julgamentos 6

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Previous Post
Nicolas Cage interpreta ele mesmo em O Peso do Talento, seu novo filme que estreia no Amazon Prime 10

Nicolas Cage interpreta ele mesmo em O Peso do Talento, seu novo filme que estreia no Amazon Prime

Next Post
soltos em salvador

Soltos em Salvador | Amazon Prime Video anuncia nova temporada do reality em outro local

Related Posts