Festival de Vitória | Confira os filmes selecionados para a 28º edição

Festival de Vitória
Foto: Máquina do Desejo / Lucas Weglinski

Fique por dentro dos filmes que vão marcar a nova edição do Festival de Vitória


Maior evento de cinema e audiovisual do Espírito Santo, o Festival de Vitória chega a sua 28ª edição entre os dias 23 e 28 de novembro de 2021, em formato on-line em função dos protocolos de segurança referentes à pandemia do Covid-19. Nesse período serão exibidos 92 filmes, entre longas e curtas-metragens, que estão divididos em 12 mostras (11 competitivas e uma fora de competição).

Os trabalhos escolhidos pela Comissão de Seleção concorrem ao Troféu Vitória em 32 categorias. A escolha dos vencedores é feita pelas comissões de Júri do Festival de Vitória, compostas por especialistas e profissionais do cinema, além da votação pelo Júri Popular.

Foram selecionados 20 filmes de realizadores negros e negras; 27 filmes dirigidos por mulheres, sendo 05 dirigidos por mulheres negras; 29 filmes com temática de diversidade sexual; além de 09 filmes universitários.

Para Lucia Caus, diretora do Festival de Vitória, os filmes escolhidos pela Comissão de Seleção representam a pluralidade da produção recente do audiovisual produzido no país.

A curadoria tem um olhar cuidadoso sobre os diversos gêneros da produção cinematográfica brasileira contemporânea. É sempre um desafio e, ao mesmo tempo, um prazer, dar visibilidade para tantos filmes e ver de perto todo o potencial criativo dos nossos realizadores”


Festival de Vitória
Foto: Mirador / Bruno Costa / Festival de Vitória

As Mostras do Festival de Vitória

Os filmes escolhidos pela curadoria do festival serão distribuídos em 12 janelas de exibição. Entre elas, estão:

  • a 25ª Mostra Competitiva Nacional de Curtas, com uma seleção de títulos da safra recente do cinema brasileiro;
  • a 11ª Mostra Competitiva Nacional de Longas, que contará com a exibição de seis filmes na competitiva;
  • a 11ª Mostra Quatro Estações, com produções que abordam a temática da diversidade sexual;
  • a 10ª Mostra Foco Capixaba, janela exclusiva para realizadores do Espírito Santo;
  • a 10ª Mostra Corsária, com filmes que apresentam pesquisas de linguagem da estética cinematográfica;
  • a 8ª Mostra Outros Olhares, que propõe a observação da construção de novos mundos a partir de experiências particulares.

Duas janelas temáticas completam meia década de exibição este ano: a 6ª Mostra Mulheres no Cinema, sessão com filmes dirigidos exclusivamente por mulheres e que aborda as questões de gênero, valorizando a atuação feminina por trás das câmeras; e a 6ª Mostra Cinema e Negritude, com filmes produzidos exclusivamente por realizadores negros e que tratam das mais diversas narrativas que atravessam a população negra no Brasil.

A 5ª Mostra Nacional de Videoclipes, apresenta produções de gênero experimental por excelência e que fundem música e audiovisual; a 4ª Mostra Nacional de Cinema Ambiental, abre espaço para o debate sobre sustentabilidade e questões ambientais. Já a 3ª Mostra Do Outro Lado – Cinema Fantástico traz o terror para o evento. Fora de competição, a 12ª janela do evento é a 4ª Mostra Cinema de Bordas.


Festival de Vitória
Foto: A Matéria Noturna / Safira Moreira / Festival de Vitória

As Sessões Especiais do Festival de Vitória

Além dos filmes selecionados, o 28º Festival de Vitória irá exibir três longas-metragens fora de competição. Na Sessão de Abertura (23 de novembro), o público vai conferir o filme Matéria Noturna, de Bernard Lessa. Durante a semana do 28º FCV também será exibido o longa-metragem Limiar, de Coraci Ruiz. E, fechando a programação, o documentário Espero que Esta te Encontre e que Estejas Bem, de Natara Ney, será exibido na Sessão de Encerramento.


Como acompanhar o Festival de Vitória?

O 28º Festival de Vitória segue em formato online. As mostras serão exibidas novamente na plataforma InnSaei.TV, que transmitiu o evento em 2020. Segundo Lucia Caus:

As mostras em formato on-line são uma oportunidade de fomentar ainda mais o acesso às produções de curta e longa-metragem. O espectador tem a possibilidade de assistir aos filmes de qualquer parte do Brasil, o que democratiza ainda mais o acesso”

Para acessar o site da InnSaei.TV, o espectador precisa realizar um cadastro rápido e gratuito. Depois é só conferir os filmes selecionados através de diversas telas, como celular, computador, tablet e smart TV.

Cada filme ficará disponível durante 24 horas, de acordo com a grade de programação, que será divulgada em breve junto com as personalidades que serão homenageadas nesta edição.

O 28º Festival de Vitória conta com o patrocínio do Ministério do Turismo, através da Lei de Incentivo à Cultura. O projeto conta com apoio da Rede Gazeta e do Banestes. A realização é da Galpão Produções e do Instituto Brasil de Cultura e Arte (IBCA).


Festival de Vitória
Foto: Noites de Alface / Zeca Ferreira / Festival de Vitória

Os Filmes Selecionados do Festival de Vitória

25ª Mostra Competitiva Nacional de Curtas
  • A Cambonagem e o Incêndio Inevitável (Castiel Vitorino Brasileiro e Roger Ghil, DOC, ES, 34’)
  • Ato (Bárbara Paz, FIC, MG, 21’)
  • Três Graças (Luana Laux, FIC, ES, 19’)
  • Faz Vinte Anos (Tati Franklin, EXP, ES, 6’)
  • Bestiário Invisível (Tati Rabelo e Rodrigo Linhales, DOC/EXP, ES, 12’)
  • Calmaria (Leonardo Catapreta, FIC, MG, 24′)
  • Per Capita (Lia Letícia, FIC, PE, 15’)
  • Cercanias/Gatos (Sérgio Andrade, DOC, AM, 15’)
  • Usina – Desejo Contra a Indústria do Medo (Amanda Seraphico, Clarissa Ribeiro e Lorran Dias, FIC, RJ, 16’)
  • O Resto (Pedro Gonçalves Ribeiro, DOC, MG, 21’)
  • Vagalumes (Léo Bittencourt, EXP, RJ, 19’)
  • Hawalari (Cassio Domingos, FIC, GO, 15’)
  • O Barco e o Rio (Bernardo Ale Abinader, FIC, AM, 17’)
  • Gargaú (Bruno Ribeiro, DOC, RJ, 20’)
  • Cinco Fitas (Heraldo de Deus e Vilma Martins, FIC, BA, 15’ )
  • De Vez em Quando eu Ardo (Carlos Segundo, FIC, MG, 15’)
  • Prata (Lucas Melo, EXP, RJ, 21’)
  • Portugal Pequeno (Victor Quintanilha, FIC, RJ, 20’)
  • Coleção Preciosa (Rayssa Coelho e Filipe Gama, DOC, BA, 15’)
  • Praia dos Tempos (Luan Santos, FIC, BA, 11’)
  • Muxarabi (Natália Maia e Samuel Brasileiro, DOC, CE, 18’)
  • Meus Santos Saúdam Teus Santos (Rodrigo Antônio, DOC, PA, 14’)
  • Cenas de Infância (Kimberly Palermo, ANI, RJ, 6’)
11ª Mostra Competitiva Nacional de Longas
  • Mulher Oceano (Djin Sganzerla, FIC, RJ, 99’)
  • A Última Cidade (Victor Furtado, FIC, CE, 70’)
  • Mirador (Bruno Costa, FIC, PR, 95’)
  • Noites de Alface (Zeca Ferreira, FIC, RJ, 79’)
  • Máquina do Desejo (Joaquim Castro e Lucas Weglinski, DOC, SP, 110’)
  • A Mesma Parte de um Homem (Ana Johann, FIC, PR, 99’)
11ª Mostra Quatro Estações
  • Cacicus (Bruno Cabral e Gabriela Dullius, FIC, RS, 14’)
  • Letícia, Monte Bonito, 04 (Julia Regis, FIC, RS, 19’)
  • O Fio de Ariadne (Mozart Freire e Ton Martins, FIC, CE, 16’)
  • Time de Dois (André Santos, FIC, RN, 11’)
  • O Nascimento de Helena (Rodrigo Almeida, EXP, RN, 11’)
  • Macho Carne (George Pedrosa, EXP, MA, 15’)
10ª Mostra Corsária
  • Minha Bateria Está Acabando e Está Ficando Tarde (Rubiane Maia e Tom Nóbrega, DOC EXP, ES/SP, 27’)
  • Os Últimos Românticos do Mundo (Henrique Arruda, FIC, PE, 23’)
  • Mormaço (Carol Lima DOC, PE, 11’)
  • Atlântida (Diego Locatelli, EXP, SP, 4’)
  • Presente Maravilha (Jeã Santos, EXP, RJ, 3’)
  • Há um Profeta nas Olaias, Tomem Cuidado! (Lucas Camargo de Barros, DOC, SP, 8’)
  • Todos os Rostos que Amo se Parecem (Davi Mello e Deborah Perrota, FIC, MG, 14’)
  • Casa de um Corpo Gasoso (Bruno Moreno, FIC, PI, 5’)
Festival de Vitória
Foto: Praias do Tempo / Luan Santos / Festival de Vitória
10ª Mostra Foco Capixaba
  • Uma Noite Sem Lua (Castiel Vitorino Brasileiro, DOC, ES, 27’)
  • Nostalgia (Raphael Araújo, ANI, ES, 1’)
  • Quimera (Luísa Costa Miranda, FIC, ES, 13’)
  • Metamorfose Concreta (Carol Covre, Larissa Barreto e Narjara Portugal, EXP, ES, 3’)
  • Ausência (Ricardo Sá, DOC, ES, 19’)
  • Chamada a Cobrar (Edson Ferreira, FIC, ES, 20’)
8ª Mostra Outros Olhares
  • 1º Turno (Clementino Junior, FIC, RJ, 15’)
  • Ouro Para o Bem do Brasil (Gregory Baltz, DOC, RJ, 17’)
  • A Terra em que se Pisar (Fáuston da Silva, FIC, DF, 24’)
  • A Beleza de Rose (Natal Portela, FIC, CE, 20’)
  • Utopia (Rayane Penha, DOC, AP, 15’)
  • A Balada da Nobre Senhora (Hsu Chien, FIC, RJ, 15’)
6ª Mostra Mulheres no Cinema
  • O Peixe (Natasha Jascalevich, EXP, RJ, 11’)
  • Espero o Dia da Nossa Independência (Bruna Carvalho Almeida e Brunna Laboissière, DOC, SP, 21’)
  • Em Caso de Fogo, Pegue o Elevador (Fernanda Reis, FIC, RS, 13’)
  • Fora de Época (Laís Catalano Aranha e Drica Czech, FIC, SP, 13’)
6ª Mostra Cinema e Negritude
  • Olhos de Cachoeira (Adler Paz, FIC, BA, 22’)
  • Às Vezes Que Não Estou Lá (Dandara de Morais, FIC, PE, 25’)
  • 25 Anos Sem Asfalto (Fabi Andrade, FIC, SP, 15’)
  • Forrando a Vastidão (Higor Gomes, FIC, MG, 15’)
5ª Mostra Nacional de Videoclipes
  • Os Cara Tão de Brincadeira, de Matheus Fighera (Artista: Igor Fuchs – 3’12)
  • Bruta, de Raymundo Calumby (Artista: Sandyalê – 5’32”)
  • Salomé, de Drica Czech e Laís Catalano Aranha (Artista: Naiá Camargo – 3’37”)
  • Lockdown, de Rodrigo Herenio Franco (Artista: Carga Pezada – 4’21”)
  • Goat Talk. de Diego Capeletti (Artista: AXANT – 2’29”)
  • É só me Chamar, de Lucas Sá (Artista: Paolo Ravley – 4’24”)
  • The Wolves Are Never Tired, de Thais Siqueira (Artista: Luana di Angelo – 2’28”)
  • Tá Vendo seu Moço?, de Juliana Segóvia e Pedro Brites (Artista: Karola Nunes – 4’42)
  • Ararinha da Viola, de Letícia Pires (Artista: Isis Broken – 3’25”)
  • Não Conserve a Dor, de Eduardo Christofoli (Artista: Black Bell Tone – 5’58”)
  • Come, de Flora Fiorio (Artista: Dan Abranches e Pe Lopes – 4’09”)
  • Flores e Rifles, de Raphael Correa (Artista: Gustavo Rosseb – 4’30)
  • BXD Existe, de Pamela Ohnitram (Artista: Xuxu ComXis feat. Adrielle Vieira & Tiago Tk – 3’50”)
  • Corpo a Corpo, de Jessika Goulart (Artista: Canto Cego – 4’39”)
  • Dis-ritmia, de Thais Lima (Artista: Criolina, Estrela Leminski e Téo Ruiz – 5’02”)
Festival de Vitória
Foto: 5 Fitas / Vanessa Aragao e Vilma Carla Martins / Festival de Vitória
4ª Mostra Nacional de Cinema Ambiental
  • Nonna (Maria Augusta Vilalba Nunes, ANI/FIC, SC, 10’)
  • YAÕKWA – Imagem e memória (Rita Carelli e Vincent Carelli, DOC, PE, 21’)
  • Dois Riachôes – Cacau E Liberdade (Fellipe Abreu e Patrícia Moll, DOC, BA, 10’)
  • Tapajós Ameaçado (Thomaz Pedro, DOC, SP, 25’)
  • What About Our Future? (Cláudio Cruz e Jaime Leigh Gianopoulos, DOC, Canadá, 25’)
3ª Mostra Do Outro Lado – Cinema Fantástico
  • Planta Baixa (Clara Martins Hermeto, FIC, SP, 15’)
  • Jamary (Begê Muniz, FIC, AM, 15’)
  • Nunca Mais Me Vi (Demerson Souza e Laysla Brigatto, ANI, SP, 4’)
  • AR (Marcelo Oliveira e William Oliveira, FIC, PE, 10’)
  • Um Espinho de Marfim (Luis Fernando Bruno, RJ, FIC, 20’)
  • Magnético (Cassemiro Vitorino e Ilka Goldschmidt, DOC, SC, 25’)
4ª Mostra Cinema de Bordas (Fora de competição)
  • Amor Sangue Dor (Magnum Borini, SP, FIC, 11’)
  • A Última Porta (Milton Santos, UF, FIC, 20’)
  • Jogo de Ideias – Claudiney Ferreira entrevista Seu Manoelzinho

O Festival de Vitória acontece, em formato online, entre os dias 23 e 28 de novembro de 2021

Gostou do texto sobre o Festival de Vitória? Então nos ajude a manter o site vivo entrando para o Odisseia Club. Seja um apoiador da Odisseia e acompanhe tudo sobre filmes, séries, games, músicas e muito mais.

Festival de Vitória | Confira os filmes selecionados para a 28º edição 2

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Previous Post
Desjuntados

Desjuntados | Confira o que achamos da nova série do Amazon Prime

Next Post
Difícil de Engolir | Filme nigeriano é destaque na Netflix 4

Difícil de Engolir | Filme nigeriano é destaque na Netflix

Related Posts