0

Educação Americana: Fraude e Privilégio investiga profundamente a verdadeira história do escândalo de admissão de celebridades na faculdade.

Veja mais detalhes sobre o documentário sobre um escândalo que abalou a alta sociedade americana, com toda razão.


Os tão comentados escândalos de celebridades costumam expor algo que, no fundo, muitos de nós já suspeitamos sobre a forma como o mundo realmente funciona.

E esse foi certamente o caso da “Operação Varsity Blues” do FBI, que fisgou o imaginário do público quando a investigação estourou lá em março de 2019 e que, agora, se transforma em documentário da Netflix, chamado

Educação Americana Fraude e Privilégio é o documentário da netflix

Foto: Divulgação

Entenda a história do documentário Educação Americana: Fraude e Privilégio

A investigação da polícia americana confirmou que vários pais mega-ricos haviam pago milhões de dólares a um acadêmico chamado Rick Singer para que esse subornasse funcionários de uma universidade para que os filhos de seus “clientes” conseguissem uma carta de admissão.

Parte do que torna Educação Americana: Fraude e Privilégio tão interessante é saber dos nomes envolvidos na história, como os atores Feliticy Huffman e Lori Loughlin. Mas a onda de prisões foi um movimento ainda mais midiático e uma resposta para todos que acham que dinheiro pode cortar fila de alguma coisa.


+++ O Reino Perdido dos Piratas: Série conta histórias reais de piratas na Netflix

+++ Dia do Sim: 15 curiosidades do filme com Jennifer Garner na Netflix

Foto: Divulgação

Sinopse 

Uma análise que vai além das manchetes sensacionalistas e mergulha nos métodos usados por Rick Singer, o homem no centro do escândalo das admissões universitárias de 2019, para persuadir seus clientes ricos a fraudar um sistema educacional já projetado para beneficiar os privilegiados.

Usando uma inovadora combinação de entrevistas e recriações narrativas das conversas gravadas pelo FBI entre Singer seus clientes, “Educação Americana: Fraude e Privilégio” oferece um raro vislumbre da figura enigmática por trás de um esquema que expôs até onde vão as famílias ricas para conseguir uma vaga nas universidades de elite e que enfureceu uma nação que já tenta combater os efeitos da desigualdade generalizada.

De Chris Smith e Jon Karmen, os cineastas responsáveis por “Fyre Festival: Fiasco no Caribe”, e estrelado por Matthew Modine no papel de Rick Singer.

Trailer

Por que Educação Americana: Fraude e Privilégio é importante?

O documentário de Chris Smith na Netflix, Educação Americana: Fraude e Privilégio, remonta a história de maneiras inesperadas. Embora não deixe os Huffmans e os Loughlins de fora da saga, o filme sugere que há mais motivos para ficar indignado com os podre de ricos americanos.

Com o doc, Smith e seu roteiristas e editor Jon Karmen, combinam algumas reportagens da época com uma narração sarcástica, misturando o conceito de documentário como construção dramática.

Baseando-se principalmente nos áudios dos grampos liberados pelo FBI, Educação Americana: Fraude e Privilégio usa de imagens e recortes de tudo quanto é lado para se ilustrar. As entrevistas com jornalistas que cobriram toda a história ajudam a preencher notas de dúvidas e percepções pessoais com tudo o que estava acontecendo nos Estados Unidos.

Uma dessas entrevistas foi com o ex-técnico de Stanford, John Vandermoer, que diz ser injustamente indiciado no caso, por escolhas de terceiros e fora de seu controle.

Esse testemunho de Vandemoer é essencial para o principal ponto de Educação Americana: Fraude e Privilégio. Grande parte da cobertura do início do escândalo se baseava em portas dos fundos da universidade, com coisas feitas na surdina.

O foco dos subornos eram para técnicos com equipes que não tinham muitos recursos e atenção, como pólo-aquático, tênis e remo. De acordo com Vandemoer, essa troca de favores muito comum nas faculdades mais exclusivas americanas e acontece abertamente sem nenhuma investigação.

Ele insiste que não pegou nada do dinheiro de Singer. Apenas deu o cheque diretamente ao seu chefe e para não perder o emprego.

Para entender todo o contexto das acusações e entrevistas, só assistindo o documentário da Netflix para pescar.

Educação Americana: Fraude e Privilégio está disponível na Netflix

Comments

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

More in Filmes