0

Glamouroso e simples na mesma medida, “Malcolm e Marie” é a consagração de dois atores em ascensão


Os últimos dois episódios especiais de Euphoria (que saíram em dezembro de 2020 e janeiro de 2021), fizeram um bem danado ao criador Sam Levinson. Isso porque, em ambos, ele abandona completamente os vícios estéticos e estilísticos de sua série mais famosa, para focar no íntimo de suas protagonistas.

Neles, o texto é o que mais chama a atenção, além é claro, de um olhar simplista a toda a história, desconstruindo conceitos que pareciam estabelecidos, sobre personagens que já amávamos, mas que não tinham sido aprofundados.

+++ Em Busca de Ohana é a clássica aventura familiar pra você assistir na Netflix

+++ A Escavação e a história real por trás do filme que fez sucesso na Netflix

malcolm e marie

DOMINIC MILLER/NETFLIX © 2021

A história de Malcolm e Marie

Na produção, Malcolm e sua esposa Marie chegam em casa após a pré-estreia de uma produção escrita e dirigida por Malcolm. Ansiosamente, ambos esperam pelas primeiras reviews do filme, ao mesmo tempo em que discutem o relacionamento, suas escolhas e como elas os afetam.

Levinson traz a leveza dos episódios ao seu novo filme para a Netflix. Gravado inteiramente na pandemia, “Malcolm e Marie” obrigou o diretor a trabalhar com profissionais de maneira limitada (sem um maquiador ou maquiadora por exemplo).

O que achamos do filme?

Levinson se utiliza do mundano para contar a história de um casal com ares de glamour. Os dois são negros, mas possuem distintas histórias de origem, e isso parece ser o principal ponto de ruptura entre eles. O belo texto e a direção inspirada, trazem leveza e peso na mesma medida.

DOMINIC MILLER/NETFLIX © 2021

Quando não estão se elogiando, Malcolm e Marie estão em pé de guerra, e a naturalidade com o que isso ocorre traz fluidez e naturalidade a um filme que possui apenas dois atores, ambos no auge de suas carreiras. John David Washington e Zendaya servem química e repulsa instantâneas. Ele com seus monólogos, e ela com sua passiva-agressividade cínica.

Todo o diálogo se conecta como partes de um quebra-cabeça, e todos os lados buscam aprovação. Malcolm procura o consolo de seu egoísmo em Marie, que porventura desconta suas dores mais intimas em Malcolm. O cineasta também procura a benção da crítica, e quando a recebe rende uma ótima cena sobre o mercado audiovisual e sua relação com os criadores.

DOMINIC MILLER/NETFLIX © 2021.

“Malcolm e Marie” é um prato cheio para quem gosta de cinema, de romance, de relacionamentos conflituosos e acima de tudo, uma boa e sensível história. A fotografia em preto e branco os coloca em igualdade. Os close-ups e panorâmicas fazem com que tudo seja simples perante os nossos olhos, mas complexo perante os deles.


Malcolm e Marie estreia no dia 05 de fevereiro na Netflix

Gostou desse conteúdo? Então nos ajude a manter o site vivo entrando para o Odisseia Club. Seja um apoiador da Odisseia e acompanhe tudo sobre filmes, séries, games, músicas e muito mais.

product-image

Malcolm e Marie

9

Tiago Cinéfilo
Estudante de Comunicação e editor deste site. Criador, podcaster e editor do "Eu Não Acredito em Nada", o podcast de terror da Odisseia.

Amigas Para Sempre | Veja tudo sobre a divertida série da Netflix

Previous article

O Iluminado | Resenha do histórico livro de Stephen King

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

More in Filmes