AODISSEIA
Filmes

Cicatrizes (Savovi): A busca incessante pela verdade

Filme sérvio traz mistério que vai além dos limites


13 de outubro de 2019 - 01:35 - Tiago Soares

Limites. Parece que o ser humano foi feito para ultrapassá-los. Quando eles não atrapalham o próximo, é simplesmente prazeroso vê-los sendo quebrados. Quando afetam a vida de terceiros, é quase torturável. Ana (Snezana Bogdanovic) é alguém que, desde que soube que o filho recém nascido morreu há 18 anos, passa por cima de tudo e todos parar provar que na verdade ele foi roubado. Inspirado em fatos, “Cicatrizes” (Savovi), conta a história de uma mulher que não perdeu a esperança, e anda atualmente por Belgrado, na Sérvia, em busca de nada mais nada menos do que a verdade.

Miroslav Terzic arranca de sua protagonista um sentimento de quase explosão, como se algo a incomodasse a todo momento. Ela olha pra baixo, morde os lábios, e não se sente a vontade no mundo em que vive. Eventos suspeitos no decorrer da produção, só servem para que sua paranoia aumente, algo bem representado na mise en scène escolhida. Terzic sempre dá um jeito de colocar o Estado (polícia, advogados, familiares), estrategicamente acima de Ana. Quando o parâmetro muda, é porque estamos próximos de descobrir o que aconteceu de fato.

Sua procura afeta a relação com o marido, mas principalmente com a filha Ivana (Vesna Trivalic), que nunca teve a mãe presente. Por vezes fantasiosa, a obra brinca com a perspectiva, já que acompanhamos tudo pelo olhos de Ana. Será que o que ela vê, de fato aconteceu? A impressão de que todos estão contra ela, pesa bastante para que tudo seja interpretado como um delírio de uma mãe que aparentemente sofreu uma injustiça. A caçada se torna obsessão à medida que o tempo passa, o que aumenta o suspense e inverte as prioridades.

Cicatrizes é um melodrama, tanto pela relação de seus personagens entre si, quanto pelas resoluções do texto de Elma Tataragic. Ambíguo, o longa abre margem para diversas interpretações, que unem o cotidiano de Ana ao seu sofrimento sutil e cicatrizante.


Obs: O filme chega aos cinemas brasileiros no dia 05 de dezembro de 2019

*Filme visto na 43ª Mostra de São Paulo