0

Anteriormente focada no lado mãe e atriz de Samantha Fox, o 4º ano de Better Things trabalha o seu lado “mulher”


O último episódio da 4ª temporada de Better Things mostra depoimentos com várias mulheres falando sobre suas dificuldades, sejam elas com a menstruação, a menopausa, com uma gravidez indesejada, com suas relações com homens e por aí vai. De certa forma, o capítulo derradeiro ditou o tom de toda a genial temporada e a relação de Samantha Fox com sua feminilidade.

Sam está envelhecendo. E o peso de sua idade não é um fardo para ela (talvez o fato de sua mão estar ruim seja), mas ela aceita o seu destino. Ela está ciente que sua missão é dar o máximo de amor as suas filhas, sem esquecer dela mesma. Sam presencia o crescimento das filhas com louvor e pavor, sendo engolida por um mundo que é maior do que ela. Um mundo dinâmico, ao mesmo tempo em que busca compreender e aceitar o que acontece ao seu redor.

Seja confusa sobre a sexualidade de Frankie (Hannah Alligood), espantada com o crescimento de Duke (Olivia Edward), ou orgulhosa do amadurecimento de Max (Mikey Madison), Samantha vê o mundo mudar na mesma intensidade que as coisas ao seu redor mudam. Até a relação com a mãe Phil (Celia Imrie) melhorou. Talvez porque ela a entenda mais agora.

better things

Aliás, a beleza de Better Things é algo que merece ser exaltado. Não apenas o texto de Pamela Adlon, que neste ano divide com outras mulheres tão incríveis quanto ela. A direção da criadora também está inspirada. É notável uma grande evolução. Adlon deixa as cenas aconteceram ao seu tempo, ao mesmo tempo em que ousa com enquadramentos contemplativos.

Mesmo maior e melhor, a diretora não perde sua sensibilidade. Estamos diante de uma temporada de eventos: há casamentos, aniversários, jogos de beisebol, mas também há momentos sublimes e simples como uma ida a praia, uma noite chapada ou um simples e espetacular mergulho na piscina.

A feminilidade de Sam não está apenas em uma ida engraçadíssima a um spa, mas também no desprezo em relação ao ex-marido Xander (Matthew Glave), ou nas reuniões com suas amigas – num simbólico episódio de dia dos pais – um dos mais emocionantes até aqui e dono de uma das frases mais emblemáticas da série: “Every mom is a single mom”.

Essa facilidade em que Better Things transita entre o drama e a comédia não é novidade. Desta vez o foco não está apenas na protagonista e em suas filhas, mas em todas as fases da vida de uma mulher. Como se a mulher, atriz e mãe que tanto amamos, precisasse pensar em sua vida além de suas filhas. Esta quarta temporada de certa forma é uma reafirmação de que é possível ser feliz sozinha, mas você não precisa estar se não quiser.

A vida não acaba depois dos 50, e Samantha Fox precisa colocar em pratica os inúmeros conselhos que dá as suas amigas. De certa forma, o desprendimento de nossa protagonista se assemelha muito a nossa realidade. Não é tempo de ficar só – preso em seu orgulho – mas sim unir-se ao outro e lutar contra a solidão, ou algo maior que possa vir a ameaçar nossa paz.

Mas parece que Sam prefere assim. Conferir se tudo está bem, antes de ficar bem, e de certa forma não a culpo. Essa empatia pelos outros ligada ao amor genuíno fez com que nos apaixonássemos por ela e até por suas filhas, por vezes bem chatas. O cuidado com o cotidiano e as casualidades da vida – da mulher e criadora Pamela Adlon – parece transcender a produção, que mesmo se tratando de uma versão serializada, fica impossível desassociar.

betther things


LEIA MAIS
+++ As 3 primeiras temporadas de Better Things
+++ Uma família negra em BlackAF

Por vezes, todos desprezaram o trabalho de Sam, mas agora todos olham pra ela atentamente, com admiração. Ela prepara as filhas, ancorada na esperança de um mundo melhor, sem esquecer de avisa-las que o mesmo mundo é cruel com as mulheres, principalmente quando elas envelhecem.

Ainda não renovada para uma 5ª temporada, Better Things atinge seu ápice antes do fim. Mas se esse foi o fim, tudo bem. Se não, Pamela Adlon vai supera-lo.

Gostou desse conteúdo? Então nos ajude a manter o site vivo entrando para o Odisseia Club. Seja um apoiador da Odisseia e acompanhe tudo sobre filmes, séries, games, músicas e muito mais.

product-image

Better Things | 4ª Temporada

10

Tiago Cinéfilo
Há 4 anos nessa viagem. Estudante de Rádio, TV e Internet. Ex-Clock Tower, ex-Cinema Com Rapadura e ex-fã de The Walking Dead.

I May Destroy You | Conheça a série da HBO

Previous article

Tony Hawk’s Pro Skater 1 e 2 remaster | Saiba todos os detalhes

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

More in Séries