AODISSEIA
Especial

CCXP 2018: E a Warner não decepcionou…

Pelo menos não nessa parte...

17 de dezembro de 2018 - 00:39 - Flávio Pizzol

Todo ano de CCXP a história se repetia: a galera madrugava, enfrentava fila, guardava o celular no saquinho do Enem e terminava decepcionada com a apresentação ínfima de conteúdos da Warner. Para nossa sorte, o estúdio – que deve ser o parceiro mais antigo do evento – decidiu que iria fazer de tudo pra, no mínimo, chegar no mesmo status dos outros estúdios. E de fato começou esse trabalho ao lançar dois filmes de uma vez só, incluindo Creed II logo após os painéis sobre os quais escrevo agora. Mas convenhamos que isso não era exatamente o que as pessoas ali queriam ver…

O público queria ver famosos, conteúdos inéditos e grandes lançamentos que não fossem uma mera cena comentada de Tomb Raider. E, olhando por esse lado, foi isso que o estúdio entregou desde o começo com a entrevista de Michael B. Jordan, Florian “Big Nasty” Munteanu e Tessa Thompson sobre o longa que iria ser passado em sua completude mais tarde. Críticas cinematográficas a parte, os três vestiram a camisa do país (alguns literalmente) e estavam bastante empolgados de estar ali, exalando química entre si e respondendo as perguntas com todo o carinho que quem está ali sempre merece. Não foi um momento revelador, mas foi uma abertura muito boa para o painel mais longo da feira.

Depois foi a vez de Justice Smith (Jurassic World – Reino Ameaçado) subir ao palco para falar sobre Detetive Pikachu. E dessa vez, por mais animado que o garoto estivesse, a entrevista como um todo deixou a desejar. Nenhuma revelação, nenhuma grande piada e nenhum material inédito. Só ficou o aplauso ao ator que foi retirado de fininho junto com o trailer, mas fez questão de voltar para se despedir – de verdade e com muita alegria – dos brasileiros.

Porém, o show ainda não tinha acabado e o terror roubou o palco para si com cenas de bastidores de It – Capítulo 2, uma cena exclusiva de A Maldição da Chorona e o segundo trailer – lançado exclusivamente aqui – de Godzilla 2. O primeiro material era focado na apresentação de um elenco adulto que já tinha sido apresentado, mas alguns relances de Jessica Chastain se afogando num quarto de sangue ou a galera reunida no antigo covil de Pennywise podem ser caracterizados como as primeiras cenas exibidas do longa. O segundo já estava mais pronto e, mesmo girando em torno de um jumpscare óbvio, resultou em um belo susto nesse que vos escreve. E, por mais que eu não possa ser considerado parâmetro para isso, o trailer da nova produção do selo James Wan para a Warner é bem legal.

Por fim, o trailer de Godzilla 2 também surpreendeu e encerrou tudo com chave de ouro, levando inclusive a pedidos de descrição em inglês no meu Twitter. Algo que eu poderia fazer aqui também, se não tivesse demorado tanto pra escrever. Logo, como o material foi liberado para o mundo dois dias depois, vou apenas deixar o trailer e finalizar a cobertura com os heróis da DC roubarem os holofotes da Warner. Mas calma que vou fazer outro post pra isso…