3

Com 11 temporadas e 27 anos nas costas, Arquivo X é uma das séries mais importantes da história da TV

A série acaba de ganhar sobrevida desembarcando no catálogo da Amazon Prime.


Quando Arquivo X desembarcou na TV em 1993, ninguém poderia prever o quão importante a série seria para uma geração inteira de jovens sedentos por mistérios. O que começou com uma pequena base de fãs logo se tornou um dos maiores cultos da cultura pop, deixando um legado importantíssimo para o gênero de ficção científica.

É até difícil imaginar isso, mas na época a Entertainment Weekly apelidou a série Arquivo X de “um caso perdido” e disse que o programa estava fadado ao cancelamento logo em sua 2ª temporada. No entanto, a série sobreviveu e ganhou fôlego para se tornar a produção mais longeva de ficção científica até hoje. 

A série conquistou mais de 50 milhões de espectadores pelo mundo inteiro e teve uma 11ª temporada produzida 23 anos depois de sua primeira exibição. Agora, Arquivo X chega na Amazon Prime prometendo levar sua grande massa de fãs ao serviço de streaming.

Enquanto isso, você pode curtir nossa lista de 10 coisas que provavelmente você não sabia sobre Arquivo X. A verdade está aqui: 

+++ Marvelous Mrs Maisel é muito mais que uma série da Amazon Prime
+++ Conheça 7500, o angustiante filme original Amazon Prime

10 – Chris Carter teve a ideia de Arquivo X a partir de um relatório sobre abduções alienígenas

O criador do programa, Chris Carter, teve a ideia de fazer a série Arquivo X   depois de ler um relatório do professor de Harvard, John E. Mack, um psiquiatra e uma das principais autoridades sobre os efeitos de abduções alienígenas.

Carter mostrou sua ideia para Fox pouco tempo depois, e após alguns solavancos ao longo do caminho, Arquivo X nasceu.

Sobre os sequestros alienígenas e por que ele achava que isso seria uma premissa tão grande para uma série de TV, Carter disse: “Todo mundo quer ouvir essa história. A abdução é equivalente a uma experiência religiosa”.

Os programas de TV fizeram sucesso com elementos de suspense e mistério também influenciaram Carter no de Arquivo X, como a série Moonlighting, aqui traduzido para A Gata e o Rato, no final dos anos 80, e que, embora não apresentasse alienígenas, tinha uma relação ambígua bem semelhante entre seus protagonistas masculinos e femininos.

Outra produção foi Kolchak: E os Demônios da Noite. A série conta a história de um repórter de Chicago que investiga crimes com antecedentes bem misteriosos e paranormais. Outros exemplos incluem a clássica série sobrenatural The Twilight Zone , que tinha um formato de antologia de monstros, com uma moral ao fim de cada episódio, bem como a série misteriosa Alfred Hitchcock Presents.

Arquivo X com Mulder e Scully estão na Amazon Prime

9 – Na vida real, Scully é a crente e Mulder é o cético

Ao criar a dupla que investiga os mistérios em Arquivo X, Carter tomou de fazer Mulder o cara que crê em absolutamente tudo e Scully a cética que não acredita em nada.

Na realidade, as coisas não poderiam ser mais diferentes, com David Duchovny sendo uma pessoa que não acredita em absolutamente nada Gillian Anderson aquela que sabe de todas as teorias alienígenas possíveis.

Em uma entrevista de 1994 à Entertainment Weekly, Anderson confessou: “A psicocinese me atrai. Eu adoro essas coisas. Devido ao grau em que o universo é obviamente imenso, o pensamento de que somos o único planeta com seres vivos não faz o mínimo sentido. Isso não significa necessariamente que existem alienígenas, lógico, mas poderia haver”.

Por outro lado, Duchovny luta seriamente com a idéia de vida alienígena, dizendo ao apresentador James Corden, no Late Show: “Lembro que costumava tentar responder mensagens de fãs e havia histórias que as pessoas me contavam sobre ser abduzido e tal. Elas só me deixam mais triste. Eu não acredito que esse é um problema que iremos lidar”.

8 – Scully foi inspirada em Clarice Starling de O Silêncio dos Inocentes

A principal influência de Carter para o personagem de Scully na série Arquivo X foi Clarice Starling, do thriller psicológico de 1991 O Silêncio dos Inocentes.

Enquanto participava de uma sessão de perguntas e respostas no Museu Nacional de História Americana, onde o autor da série doou vários figurinos e adereços de sua criação, ele disse: “Silêncio dos Inocentes foi sim uma inspiração para Arquivo X. As referências estão por aí, em Scully e seus cabelos ruivos, as trilhas sonoras e alguma coisa de direção de arte“.

Outras semelhanças também podem ser vistas nas aparências dos personagens, como estilo de roupas e linguagem corporal, para não mencionar suas atitudes impulsivas, talvez um pouco sentido. Mas à medida que a série avançava, Dana ia se tornando obra dela mesma, sendo sua própria referência.

Curiosamente, Anderson mais tarde iria estrelar a adaptação de Hannibal na TV como Bedelia Du Maurier, ex-psiquiatra e cúmplice de Lector. Foster também fez uma breve participação especial em Arquivo X , dando voz à uma tatuagem falante num episódio da quarta temporada chamad “Never Again“.

7 – Fox queria substituir Gillian Anderson por outra pessoa

Embora seja difícil acreditar que Gillian Anderson não seja a pessoa perfeita para Scully, os executivos da Fox queria trocá-la por alguém, segundo os mesmos, mais atraente e charmosa.

Chirs Carter, quando ficou sabendo da ideia, bateu o pé e garantiu a presença de Anderson na Série Arquivo X, que estreia agora na Amazon Prime. Segundo o criador da série, ele queria alguém que fosse um personagem com interesses e vontades próprias, não alguém que seria apenas um interesse amoroso masculino.

Como Anderson disse ao Chicago Tribune em 2006, foi graças aos esforços de Carter que o cenário das mulheres na TV mudou bastante nos anos 90, inaugurando uma era de personagens femininas muito mais empoderadas:

“Isso se resume ao Chris e sua visão de quem era a personagem. E isso foi basicamente o começo de tudo. Ele lutou com unhas e dentes para me manter na série, e não ceder ao que costumava ser a versão feminina das personagens naquela época. E é interessante notar como isso ajudou a mudar a percepção da figura feminina nas séries e filmes da década de 90”.

6 – Anderson filmou várias cenas em pé numa caixa

David Duchovny tem 1m84 de altura. Gillian Anderson, 1m60. A diferença de 24cm entre os atores ficava bem descarada quando os dois estavam juntos em algum diálogo. Para amenizar o problema, a equipe de Arquivo X usava uma caixinha para deixar a atriz mais alta e consegui enquadrar os dois dentro de uma mesma tomada mais fechada.

A caixa foi especialmente projetada para atriz e a equipe gentilmente apelidou de “placa da Gilly”. Que carinhoso.

+++ A Vastidão da Noite é uma ficção científica de primeira qualidade
+++ Fallout vai ganhar série na Amazon Prime Video. Saiba mais detalhes

5 – Arquivo X foi uma das primeiras séries a receber classificação indicativa na TV

O episódio incrivelmente assustador da quarta temporada, “Home”, não foi apenas o primeiro de Arquivo X a obter uma classificação para maiores de 17 anos como também foi o primeiro episódio de televisão nos EUA a receber uma classificação indicativa.

O episódio é uma clássica história de “monstro da semana”, e se concentra em uma família que Mulder e Scully encontram numa fazenda da Pensilvânia. Ele foi ao ar apenas uma vez na Fox e depois foi proibido de ser exibido novamente na rede, até ser reexibido em 1997.

Os roteiristas do episódio, Glen Morgan e James Wong, disseram que suas inspirações vieram de histórias baseadas em fatos reais sobre algumas fazendas da região. No entanto, a influência mais perturbadora veio de uma piada escrita por Charlie Chaplin. Pesado.

4 – O sequestro de Scully na 2ª temporada de Arquivo X foi para cobrir sua licença maternidade

Na segunda temporada, Scully passa alguns episódios a bordo de uma nave alienígena depois que de ser sequestrada no início da temporada. O enredo foi elaborado depois que Anderson ficou grávida no meio da primeira temporada.

Mais uma vez, a Fox queria substituí-la por outra atriz, mas Carter disse que não faria isso e nem tinha a intenção de escrever uma história de gravidez para Scully. Por vários episódios, eles esconderam a barriga da atriz, como acontece em várias outras séries de TV. 

Carter então alterou a narrativa planejada, terminando a primeira temporada com a separação dos integrantes de Arquivo X e o afastamento de Mulder e Scully, para reduzir o número de cenas de Anderson.

Sua personagem foi sequestrada por três episódios na segunda temporada, para que ela pudesse ter sua licença maternidade. Ela voltou no episódio “One Breath”, onde misteriosamente aparece em coma numa cama de hospital sem que ninguém saiba quem foi o responsável por isso. No entanto, seu sequestro iria inspirar vários outros arcos da história nas temporadas seguintes.

3 – A música de abertura de Arquivo X foi inspirada em uma música do “The Smiths”

A famosa trilha de abertura de Arquivo X, disponível na Amazon Prime, foi uma inspiração na música do The Smiths chamada How Soon is Now de um álbum chamado Meat is Muder, de 1985.

Depois de criar aquele clássico assobio, o compositor Mark Snow buscava uma melodia para o tema da série e se debruçou sobre o teclado procurando alguma inspiração. O efeito criado no teclado produziu um eco meio angustiante que Mark curtiu. Ele então mostrou para Carter e com mais alguns ajustes, fizeram a música de abertura da série.

2 – Vince Gilligan começou sua carreira como freelancer em Arquivo X

Vince Gilligan é conhecido como o criador da aclamada série Breaking Bad , mas o escritor, produtor e diretor conseguiu sua primeira grande chance na década de 90 como freelancer para em Arquivo X . Fã da série, Gilligan enviou um roteiro para a Fox, que foi usado segunda temporada, num episódio chamado “Soft Light”. Ele acabou ganhando um trabalho em tempo integral em 1995, escrevendo outros 29 episódios e produzindo outros 44. 

Em 1997, Gilligan, juntamente com Carter, Frank Spotnitz e Josh Shiban, receberam uma indicação ao Emmy pelo episódio da quarta temporada “Memento Mori”, no qual Scully e Mulder procuram várias fontes para curar o câncer. Ele também co-criou e produziu um spin-off de Arquivo X em 2001 chamado The Lone Gunmen, série que foi cancelada após 13 episódios devido a pouca audiência.  

Gilligan também aparece de repente no filme de 2008, Arquivo X: O Filme, quando seu nome pode ser visto na lista de contatos do celular de Mulder, enquanto ele procura o telefone de Scully, pouco antes dele se distrair e bater o carro.

1 – Gillian Anderson recebeu apenas metade do salário de Duchovny

Histórias sobre a diferenças salariais de Hollywood estão aí há muito tempo. E não foi diferente com Arquivo X. A série, apesar de dar um destaque muito maior à protagonista feminina, ainda pagava metade do salário para Anderson do que dava para David.

Levou cerca de 4 anos para ela diminuir a diferença salarial entre os protagonistas, apesar de trabalhar as mesmas horas e ter a mesma quantidade de arcos das histórias em Arquivo X.

Essa misoginia por trás da câmera contrastava não apenas com tudo o que Anderson representava, mas também com a personalidade de sua personagem, Scully.  Com o tempo, o salário foi equiparado e na décima temporada da série, feita em 2016, os dois negociaram exatamente a mesma quantidade salarial para retornar com Arquivo X.


Todas as temporadas da série sobrenatural Arquivo X estão disponíveis na Amazon Prime

Gostou desse conteúdo? Então nos ajude a manter o site vivo entrando para o Odisseia Club. Seja um apoiador da Odisseia e acompanhe tudo sobre filmes, séries, games, músicas e muito mais.

 

Hamilton | A peça de teatro pode ser indicada ao Oscar?

Previous article

The Umbrella Academy | Netflix divulga trailer completo da segunda temporada

Next article

You may also like

3 Comments

  1. Vários episódios estão apresentando a mensagem “este vídeo está indisponível no momento” agora, antes não tava assim.
    FACEPALM

  2. A série não está disponível no Prime. Mais uma mentira da Amazon, como sempre. Lá muitas séries são catalogadas, fazem propagandas mas não disponibilizam.

    1. Procura com o nome em inglês: “The X Files” que você encontra.

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

More in Especial