AODISSEIA
Especial

7 diferenças entre Tomb Raider dos games e dos cinemas

Lara Croft está de volta às telonas e vem cheia de referências

18 de março de 2018 - 00:15 - felipehoffmann

Hollywood tenta, mais uma vez, entregar uma boa adaptação de um game muito famoso. Enquanto a grande maioria dessas produções tendem a seguir por outros caminhos e se estabelecer com um universo próprio, usando os jogos como background, Tomb Raider fez um pouco diferente. A ideia foi tentar ser um pouco mais pé no chão e criar uma história realista, contando basicamente a mesma história do jogo de 2013.


Leia Mais

Veja nossa crítica sobre o novo filme de Tomb Raider


Contudo, sempre existe algumas diferenças dos consoles para o cinema. Aqui tem sete grandes diferenças entre o filme da Warner e o jogo feito pela Square Enix. Cuidado, jovens. Spoilers virão.

 

A história de background de Tomb Raider


O filme começa com Lara Croft treinando em uma academia, antes de ir para seu trabalho de bike, como entregadora. Podemos ver um pouco de sua vida, antes de embarcar na aventura que permeia o filme.

Já o game  de Tomb Raider dá play imediatamente na ação, naquela cena do naufrágio em direção à ilha, encerrando o primeiro ato do filme. Temos de background de Lara apenas as fitas e anotações que ela vai recolhendo pelo caminho, já dentro na ilha.

 

O Sr. Croft


Seu Croft está desaparecido há mais de 7 anos, após um incidente em uma expedição na Ásia. Lara, prestes a assinar o testamento, descobre uma mensagem escondida de seu pai e vai investigar, dando início à jornada da personagem em Tomb Raider.

No jogo, Seu Croft é mencionado apenas em conversas e não é um personagem propriamente dito. Sua morte está clara e pouco sabemos sobre, até a sequência Rise of the Tomb Raider. A viagem até a ilha Yamati é uma simples expedição com um grupo de arqueólogos, baseados numa teoria de Lara sobre uma civilização perdida.

 

As motivações


No filme, Lara Croft começa sua viagem à Yamati com Lu Ren, filho de um homem que acompanhou o pai da moça em sua jornada. Os dois vão em busca de seus parentes, mesmo duvidando que possam estar vivos.

No game, a heroína faz parte de uma equipe expedicionária que inclui um astro de TV, embarcado na viagem e registrando tudo em vídeo para se auto promover. Após o naufrágio, o objetivo é resgatar todo mundo e tentar sair da ilha, mas uma força estranha não deixa ninguém sair de lá. Descobrir o que aconteceu com a Rainha Himiko é simplesmente um meio para esse fim.

 

Mathias


Mathias é o principal antagonista do filme do Tomb Raider, vivido por Walton Goggins (Os Oito Odiados). O vilão não consegue achar as pistas necessárias para entrar na tumba de Himiko e também não consegue voltar pra casa. Ele faz parte de uma empresa chamada Trinity, que o mantém lá até encontrar o tal túmulo.

No game, Mathias é um homem que, assim como Lara, naufragou em Yamati, só que décadas atrás. As tempestades fizeram com que centenas de pessoas acabassem na ilha ao longo dos anos e o vilão foi um desses acidentados aí. Seu único objetivo é encontrar um modo de escapar de lá, e uma das tentativas é oferecendo um corpo de uma mulher para que Himiko possa voltar à vida. A amiga de Lara é sequestrada e ela vai resgatá-la no topo da montanha.

 

Trinity


Por falar da Trinity, a organização é o coração de todos os problemas de Lara em Tomb Raider. Ela que sequestra a moça quando chega na ilha e rouba seus itens, que indicavam a localização da tumba.

A empresa é bem similar nos games, mas aparece de fato em Rise of Tomb Raider. Em 2013, tudo que dá pra saber da Trinity é recolhendo os colecionáveis durante o gameplay, daí algumas mensagens ocultas são reveladas mas Lara não faz ideia do que seja.

 

A tal ta Tumba


Himiko está enterrada realmente numa tumba, dentro da ilha. Descobrimos que foi um ato de altruísmo para salvar a população de uma morte por sua infecção. Que bonito.

No jogo não tem tumba nenhuma. Mesmo chamando Tomb Raider. Lara Croft encontra a rainha lá pelo meio da campanha e não tem nenhum puzzle ou armadilha para chegar diretamente à ela. As tumbas que por acaso aparecem, são relíquias escondidas no mapa, e quando achadas dão exp pro player.

 

Himiko


Tomb Raider joga uma ideia que Himiko é uma mulher com força sobrenatural mas que no final das contas não tem lá esse poder todo. Não cola essa coisa de espalhar a morte pro mundo inteiro com sua verdadeira magia.

Isso é exatamente o oposto no game. Lá, Himiko é uma rainha quase imortal, que vem transferindo sua força para diferentes corpos ao longo dos séculos, só que em uma dessas transferências, deu alguma coisa errada e ela foi para o corpo de um cadáver. Desde então, ela causa tempestades na ilha, impedindo que as pessoas deixem o local, na espera que apareça algum corpo para viver novamente.