0

2020 Japão Submerso é baseado no romance de 1973 ‘Japan Sinks’ do escritor japonês Sakyo Komatsu e conta a história de um desastre natural catastrófico que afetou a nação japonesa na década de 70.

A Netflix segue investindo pesado em diferentes produções originais e 2020 Japão Submerso é mais uma prova da capacidade do serviço de streaming de atingir diferentes segmentos de públicos com uma história universal, mesmo que seja em formato de anime, o que pode afastar aqueles que não gostam do gênero.

Veja tudo o que você precisa saber sobre o anime da Netflix 2020 Japão Submerso:

2020 Japão submerso cena anime da Netflix

+++ BNA: Conheça o anime bem futurista da Netflix
+++ Olhos de Gato e sua mudança no olhar do ser humano. Conheça o anime

Qual o enredo de 2020 Japão Submerso?

O romance original fala sobre uma série de terremotos e erupções vulcânicas na década de 1970 que fizeram o Japão afundar sob as ondas do pacífico.

Já o anime se passa nos dias atuais e conta sua história a partir do ponto de vista da família Muto. Os quatro membros da família, incluindo os irmãos Auymu e Go, estão em Tóquio quando o terremoto ocorre. A partir daí, 2020 Japão Submerso narra a tentativa da família de escapar da destruição do seu país, enquanto desastre após desastre vão acabando com a paisagem das regiões japonesas.

Segundo sinopse oficial, disponibilizada pela Netflix, depois que terremotos catastróficos devastaram o Japão, a determinação da família Muto será testada em uma jornada de sobrevivência através dos arquipélagos japoneses.

O romance japonês original também ganhou vários elogios e prêmios na época, incluindo o Prêmio Seiun de melhor romance japonês em 1974. Portanto, não surpreende que 2020 Japão Submerso seja visto com outros olhos e com grande expectativa em relação a sua produção pela Netflix.

2020 Japão Submerso ja teve outras adaptações

Baseado no romance de mesmo nome de Sakyo Komatsu, um dos principais escritores de ficção científica japonesa nas décadas de 1960 e 1970, o anime foi lançado originalmente em 1973. O romance é uma mistura de ficção científica, drama e suspense político, pois mostra com muito realismo como o governo e o povo japonês reagiriam caso o Japão fosse lentamente engolido pelas águas que cercam os arquipélagos do país.

Embora 2020 Japão Submerso seja o primeiro anime a ser baseado na graphic novel, não é a primeira vez que que a série é adaptada para outros meios. O primeiro registro de outras mídias foi justamente um filme, lançado no mesmo ano que o livro, que moldou uma geração de cineastas e fez um estilo bem particular sobre desastres terrenos. O filme homônimo foi tão bem recebido que ganhou um spin-off para televisão, dois anos depois, em 1975.

Já em 2006 o agora anime ganhou um remake do filme da década de 70, dirigido por Shinji Higuchi, conhecido pelo seu trabalho em Godzilla.

2020 Japão Submerso também teve duas adaptações de mangá feitas anteriormente. A primeira foi também na década de 70, feita por Takao Saito e a segunda foi em 2006 para conversar diretamente com o remake do longa.

Outra versão, adaptada para o cinema americano foi lançada em 1997, chamada Tidal Wave: No Escape, dirigido por George Miller e protagonizado por Corbin Bersen. Porém o filme não foi nada bem recebido, tendo uma aprovação de apenas 3.2 no IMDB.

A obra 2020 Japão submerso e suas diversas adaptações tiveram um papel muito importante na formação do gênero pós-apocalíptico e de desastre no Japão. A popularidade do anime que estreia na Netflix é um dos motivos pelos quais os terremotos são um tema constante nas obras de ficção nipônicas. O filme de 73 foi responsável por estabelecer um novo padrão para o gênero de desastres naturais por lá, tendo influências não só no Japão mas também em outros lugares do mundo.

O anime tem uma visão mais atual sobre a catástrofe

O nome do anime da Netflix já entrega muita coisa sobre o tempo que ele vai se passar. 2020 Japão Submerso é uma obra bem atual, num Japão contemporâneo bem diferente daquele visto no romance da década de 70. Embora essa atualização de data não afete diretamente na configuração do enredo, o avanço tecnológico é, sem dúvida, um ponto presente que destoa completamente do material de origem.

A diferença mais gritante talvez seja na forma de ver o mundo nos anos 2020 e na década de 1970. O romance original refletia muito sobre as preocupações que a sociedade japonesa tinha durante a década, particularmente sobre o pós guerra, que ainda reverberava na sociedade de lá, junto da posição do Japão com outras nações em relação à Guerra Fria. Isso tudo já não faz sentido no mundo atual, portanto o anime deve achar outras formas de se conectar com a sociedade e a política atuais.

Outra grande mudança entre as obras de 2020 Japão Submerso é a perspectiva dos protagonistas. O livro que iniciou a saga focava em como o governo e a sociedade japonesa se comportavam com sua terra natal afundando no oceano. O livro usa diferentes pontos de vista para gerar informações e responderem ao desastre, com o personagem principal sendo o geólogo Dr. Tadokoro, dando uma visão mais científica para a história.

Já o anime foca no drama da família Muto diante do desastre natural. Juntamente com um elenco já anunciado de civis comuns, 2020 Japão Submerso sugere que será mais focada em como a sociedade japonesa responde a todos esses eventos.

A pandemia alterou a história do anime

O anime precisou mudar uma parte de sua história que fazia menção direta às Olimpíadas de Tokio 2020. Devido à pandemia do novo coronavírus, o mega evento esportivo precisou ser adiado para 2021 e em 2020 Japão Submerso, havia menções diretas aos jogos, já que a catástrofe que acontece no país ocorre justamente após a realização dos jogos.

Embora não se saiba o quanto as Olimpíadas mudariam a trama do anime da Netflix, todos esses eventos da pandemia forçaram a mudança de enredo pelo menos de uma parte da história.


2020 Japão Submerso está disponível na Netflix


Gostou desse conteúdo? Então nos ajude a manter o site vivo entrando para o Odisseia Club. Seja um apoiador da Odisseia e acompanhe tudo sobre filmes, séries, games, músicas e muito mais.

 

Ligue Djá | Conheça do documentário de Walter Mercado na Netflix

Previous article

Hamilton | A peça de teatro pode ser indicada ao Oscar?

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

More in Filmes