0

Dentro de 6 temporadas e 127 capítulos, separamos os 20 melhores episódios de LOST e alguns momentos apoteóticos para você conferir


Antes de começar, você já conferiu a parte 1?

Se não, vai lá ver os que ficaram da vigésima até a décima primeira posição. Se sim, vamos continuar a lista dos melhores episódios de Lost:

 

10º) “Exodus” | (1ª Temporada/Episódio 23, 24 e 25)
Escrito por Damon Lindelof e Carlton Cuse
Dirigido por Jack Bender

melhores episódios de lost

Os finais de temporada de Lost renderam momentos dignos de nota. A primeira season finale da série então nem se fala. Abrindo o TOP 10 de melhores episódios de Lost, “Exodus” narra as dificuldades de Michael (Harold Perrineau), Jin, Sawyer e Walt (Malcolm David Kelley) tentando sair da ilha em sua jangada e encontrando os Outros, que sequestram Walt e começam um dos gritos mais insuportáveis da série: WAAAAAAALT!

Vemos os últimos momentos antes da partida do voo Oceanic 815 e acompanhamos, Jack, Locke e um relutante Hurley (Jorge Garcia) abrindo a escotilha sem sequer imaginar o que haveria lá dentro.

 

9º) “Live Together, Die Alone” | Partes 1 e 2 (2º Temporada/Episódios 23 e 24)
Escrito por Damon Lindelof e Carlton Cuse
Dirigido por Jack Bender

melhores episódios de lost

Se foi um sacrifício abrir a escotilha, Lost nos surpreende ao explodi-la no final do segundo ano. Locke decide testar até onde vai sua fé parando de digitar os números e causando a explosão, liberando uma forte descarga magnética.

Além disso acompanhamos o passado de Desmond, a captura de Jack, Sawyer, Kate e Hurley pelos Outros, além das mortes de Ana Lucia (Michelle Rodriguez) e Libby (Cynthia Watros) pelas mãos de Michael, que vai embora com Walt num barco com as coordenadas para sair da ilha. Ainda temos uns brasileiros genéricos em uma base na Antártida ligando para Penny, afirmando que encontraram a ilha e porventura, seu amor Desmond.

 

8º) “The Brig” | (3ª Temporada/Episódio 19)
Escrito por Damon Lindelof e Carlton Cuse
Dirigido por Eric Laneuville

melhores episódios de lost

Os fãs de filmes de ação dos anos 80 e 90 gostam de ver apenas uma coisa na tela: tramas de vingança. “The Brig” nos traz esse acalento no coração ao mostrar John Locke fugindo dos outros e indo acertar contas com seu pai Anthony Cooper. Além disso, Locke chama James Ford – vulgo Sawyer – para o momento.

Para quem não lembra, o pai de John Locke, que roubou seu rim e o empurrou da janela deixando-o paralítico, também é o vigarista, o verdadeiro Sawyer que destruiu a vida e a família de James. Com todo o sadismo que o momento produz, é lindo ver Sawyer (Josh Holloway) enforcando Cooper com as correntes do Black Rock.

 

7º) “Walkabout” | (1ª Temporada/Episódio 4)
Escrito por David Fury
Dirigido por Jack Bender

Todo o sofrimento que os flashbacks de John Locke trazem começou aqui, em “Walkabout”. Num dos melhores episódios de Lost, descobrimos que John tinha uma vida bem diferente do caçador destemido que demostrou ser na ilha, além do fato de ser paraplégico. Ali, começava nossa viagem para conhecer um dos melhores personagens da série e sua .

 “Não me diga o que não posso fazer!”

–  Locke, John

 

6º) “The End” | Partes 1 & 2 (6ª Temporada/Episódios 17 e 18)
Escrito por Damon Lindelof e Carlton Cuse
Dirigido por Jack Bender

A lista dos melhores episódios de Lost está chegando ao fim, mas não sem antes falarmos do importante final. O episódio duplo chamado “The End” conclui a jornada de todos e é emocionante tanto nos flash-sideways (ou além vida) e na batalha final da ilha.

Jack e o Homem de Preto travam uma grande batalha (na chuva), além da sensação de urgência ao ver Kate (Evangeline Lilly), Sawyer, Claire, Richard, Miles e Lapidus deixando a ilha. Antes de morrer, Jack passa o legado para Hurley e ele convoca Ben para ajuda-lo a comandar a ilha junto.

Jack morre na floresta de bambus ao lado de Vincent em uma linda cena, mas não antes de ver o avião da Ajira deixar a ilha. A cena da igreja com todos juntos e o diálogo entre Jack e o seu pai Christian (John Terry) são apenas a cereja do bolo. Choremos.

 

5º) “Le Fleuer” | (5ª Temporada/Episódio 8)
Escrito por Elizabeth Sarnoff e Kyle Pennington
Dirigido por Mark Goldman

episódios de lost

“Le Fleuer” não é apenas um dos melhores episódios de Lost, mas também um dos mais bonitos. Nele vemos um novo James ‘Sawyer’ Ford querendo ficar na ilha e não indo embora no submarino em 1974, depois comandando a Dharma no ano de 1977 e completamente apaixonado por Juliet.

O personagem foi um dos que mais evoluiu durante a série, e o assassinato do pai, unido a empatia que teve ao pular do helicóptero e ficar na ilha, fazem de Sawyer um dos maiores de Lost.

 

4º) A Tale of Two Cities | (3ª Temporada/Episódio 1)
Escrito por Damon Lindelof e J.J Abrams
Dirigido por Jack Bender

Os inícios de temporadas sempre foram um marco para a série e renderam alguns dos melhores episódios de Lost. Começamos nosso TOP 4 com “A Tale of Two Cities” e seu início arrebatador. Nele vemos aquilo que parece um flashback, com uma mulher loira que parece estar em um apartamento, e depois segue para uma espécie de clube do livro.

Lá eles escutam um forte barulho, quando vão ver é nada mais nada menos que o Oceanic 815 se partindo em dois, numa cena maravilhosa. Ben ordena que Ethan vá para um lado da ilha e Goodwin para outro e se infiltrem entre os sobreviventes. A série nos engana e nós gostamos disso, tudo ao som de “Downtown” de Petula Clark.

 

3º) Man of Science, Man of Faith | (2ª Temporada/Episódio 1)
Escrito por Damon Lindelof
Dirigido por Jack Bender

episódios de lost

Se o início da terceira temporada foi de explodir cabeças, ele deve isso a estreia do segundo ano, que ditou o tom das aberturas de temporada enigmáticas. Nela, somos apresentados Desmond Hume (Henry Ian Cusick) e achamos que é um flashback, mas na verdade ele está dentro da escotilha, recém-explodida no final da primeira temporada.

Vale dizer que um dos melhores episódios de Lost é embalado por um clássico: “Make Your Own Kind of Music” de Mama Cass.

 

2º) “Through the Looking Glass” | Partes 1 & 2 (3ª Temporada/Episódios 22 e 23)
Escrito por Damon Lindelof e Carlton Cuse
Dirigido por Jack Bender

O fim da terceira temporada trouxe a real possibilidade de resgate aos sobreviventes. Mas a esperança se vai a medida que descobrem que as pessoas do cargueiro não parecem ser quem dizem. “Through the Looking Glass” é revelador e bastante poético.

Poético na morte de Charlie, que já tinha sido visto morrendo nas visões de Desmond. O músico do Drive Shaft termina a vida se sacrificando e mandando uma mensagem importante: “NOT PENNY´S BOAT” (“NÃO É O BARCO DA PENNY”).

Já a revelação ficou a cargo de Jack e sua jornada acompanhada durante o episódio. Barbudo, bêbado e depressivo, o médico encontra Kate e diz: “WE HAVE TO GO BACK (NÓS TEMOS QUE VOLTAR)”.

Aquilo que achávamos ser um flashback era na verdade um flashfoward, algo que iria ditar o tom da série na temporada seguinte. Um dos melhores episódios de Lost e um dos momentos mais vibrantes e WTF da TV mundial.

 

1º) “The Constant” | (4ª Temporada/Episódio 5)
Escrito por Damon Lindelof e Carlton Cuse
Dirigido por Jack Bender

episódios de lost

Nele, após passar por uma turbulência no helicóptero até o cargueiro – a consciência de Desmond Hume transita entre 1996 e 2004 – e não pararia até ele achar uma constante (algo ou alguém que estava presente nestes dois períodos de sua vida). A constante era nada mais nada menos do que sua amada Penny Widmore (Sonya Walger) – e além de momentos épicos – o episodio rende uma cena emocionante em uma ligação entre os dois. Detalhe: este era um episódio de Natal.

O melhor episódio de Lost e sem dúvida um dos melhores de todas as séries que já existiram “The Constant” foi tão excepcional que inspirou outros episódios apoteóticos da carreira de Damon Lindelof como The Most Powerful Man In The World (And His Identical Twin Brother)“ em The Leftovers e “This Extraordinary Being” em Watchmen.


 

Menções honrosas

“Exposé” (3ª Temporada/Episódio 14)

Meet Kevin Johnson” (4ª Temporada/Episódio 8)

“The Shape of Things to Come” (4ª Temporada/Episódio 9)

“This Place is Death” (5ª Temporada/Episódio 5)


Gostou desse conteúdo? Então nos ajude a manter o site vivo entrando para o Odisseia Club. Seja um apoiador da Odisseia e acompanhe tudo sobre filmes, séries, games, músicas e muito mais.

Tiago Cinéfilo
Há 4 anos nessa viagem. Estudante de Rádio, TV e Internet. Ex-Clock Tower, ex-Cinema Com Rapadura e ex-fã de The Walking Dead.

Os 20 melhores episódios de LOST | Parte 1

Previous article

Eu Nunca…dei tanto spoiler

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

More in Especial