0

O Dia das Mães em quarentena é diferente e resolvemos fazer uma lista reversa com algumas mães nada exemplares


Mães são seres puros. Eternizados desde sempre no nosso imaginário, seja na sociedade como cuidadoras exemplares – até na religião, com a figura da virgem Maria, a mãe de Jesus – sendo um exemplo a ser seguido. Apesar de muitas coisas em comum, como o filme “Minha Mãe é Uma Peça” deixa claro, muitas mães não seguem a cartilha.

Algumas delas inclusive parecem que não desejavam suas proles. Nossa lista vai falar de algumas mães que não foram um exemplo a ser seguido, seja pelo fato de agredirem seus filhos física ou psicologicamente, destruírem sua autoestima ou provocarem gatilhos e marcas eternas na vida deles.

Algumas são mais extremas, outras mais sutis. Algumas mais agressivas, outras mais sarcásticas, enfim. Ainda bem que é só ficção né?!

 

20ª) Pamela Voorhees | Mãe do Jason
Filme: Sexta-Feira 13 (1980)

mães

 

A mãe do Jason tocou o terror no primeiro Sexta-Feira 13. Pamela Voorhees não é um exemplo a ser seguido, pois começou aquilo que o filho ia continuar fazendo durante vários filmes. Não era melhor ter ensinado Jason a nadar?

 

19ª) Carminha | Mãe de Jorginho e Ágatha
Novela: Avenida Brasil (2012)

INFERNOOOO!!! A reprise de Avenida Brasil no “Vale a Pena Ver de Novo” foi um sucesso de audiência muito graças a Carminha, uma mãe nada exemplar. Abandonou o filho no lixão e depois o adotou, além de praticar gordofobia com a filha mais nova, Ágatha. Não dá pra defender né?

 

18ª) Fiona Goode | Mãe de Cordelia
Série: American Horror Story Coven (2013)

mães

Entre muitos cigarros dos personagens de Jessica Lange, Fiona Goode, a antiga suprema do Coven de bruxas, foi uma mãe problemática no terceiro ano da série. Ela vivia importunando e humilhando a filha, além da relação ser cercada de inveja.

 

17ª) Evelyn Harper | Mãe de Charlie e Alan
Série: Two and a Half Men (2003-2015)

Apesar de aparecer pouco, Evelyn Harper sempre esbanjou seu dinheiro e sua luxúria perante os filhos. Os episódios em que Alan ia a sua casa renderam momentos engraçadíssimos e os que conversava com Charlie, demonstravam sua fragilidade. Mesmo assim Evelyn nunca deixou a futilidade de lado, até na relação com o neto Jake.

 

16ª) Esther Mikaelson | Mãe dos Originais
Série: The Originals (2013-2018)

Como a mãe original, Esther Miakelson foi a primeira bruxa do universo de The Originals/TheVampire Diaries. Além de transformar o marido e os filhos nos primeiros vampiros, a matriarca retorna a série para fazer um inferno na vida da sua prole e ainda tentar assassinar a sua neta.

 

15ª) Beverly Hofstadter | Mãe do Leonard
Série: The Big Bang Theory (2007-2019)

Inteligente e negligente na mesma medida, a mãe de Leonard é um poço de insensibilidade e frieza. Ela rejeitou e rebaixou o filho a vida inteira e não percebeu isso. Mesmo rendendo momentos hilários ao lado de Leonard Sheldon e Penny, Beverly precisa rever seus conceitos.

 

14ª) Bárbara | Mãe do Fabinho
Filme: Que Horas Ela Volta?

Uma das primeiras frases do filme é: “Que horas ela volta?” Fabinho se referia a mãe Bárbara, que quase não está ou esteve presente na criação do filho, deixando isso a cargo de Val. O filme reflete várias famílias de classe alta/média alta, em que a criação do filho depende quase que inteira e exclusivamente da babá ou empregada da casa.

 

13ª) Gothel | Mãe da Rapunzel
Filme: Enrolados (2010)

mães

“Sua mãe…sabe mais…♪” Quem não lembra de um dos (se não o melhor) tema de um vilão da Disney, não conheceu Gothel, a mãe nada exemplar de Rapunzel. Literalmente sugando a filha, a matriarca queria impedir a felicidade da princesa perdida.

 

12ª) Norma Bates | Mãe de Norman
Filme/série: Psicose/Bates Motel (1960/2013)

mães

Norma Bates sem dúvida é uma das primeiras mães que não devem ser seguidas como exemplo. Desde a versão original em Psicose, até a mais recente em Bates Motel, Norma é super-protetora, tem uma relação doentia com Norman, e ainda acoberta todas as bobagens e crimes do filho.

 

11ª) Kate McCallister | Mãe do Kevin
Filme: Esqueceram de Mim 1 & 2 (1990/1992)

Como se não bastasse, Kate McCallister esqueceu o filho Kevin sozinho (uma vez em casa e outra no aeroporto) em dois filmes. Claro que o pai e os irmãos também tem culpa, mas duas vezes seguidas é tenso. Sem contar que a mãe quando retorna ainda exalta o filho (que quase matou dois ladrões). Uma atitude no mínimo estranha eu diria.

 

10ª) Judith e Colleen | As mães de Marie
Minissérie: Inacreditável (2019)

mães

Apenas pelo fato de suspeitarem e não acreditarem no abuso sofrido por sua filha adotiva Marie, as mães Judith e Colleen merecem lugar nessa lista. Desmerecer a própria filha obrigando-a a ter traumas quase que irreversíveis é no mínimo horrível. Que feio!

 

9ª) Annie Graham | Mãe de Charlie e Peter
Filme: Hereditário (2018)

Annie Graham primeiramente desejou nunca ter Peter. Depois desprezou sua segunda filha Charlie, que foi criada pela avó. Acordou Peter em uma noite após cobri-lo de tíner e quase acender o fósforo, além de enviar Charlie para uma festa onde ela perdeu a cabeça. Complicado.

 

8ª) Mãe sem nome | Mãe de Chris Miles
Série: Skins (2007-2013)

mães

A mãe de Chris Miles vai embora e abandona o filho sem dar nenhuma satisfação, o deixando com uma quantia limitada de dinheiro. Chris também não ajuda e dá uma festa, gastando parte da grana. No dia seguinte ele percebe que a mãe não vai voltar, e chora sozinho no guarda-roupa vazia dela. Parece que sair pra comprar cigarro, não é algo exclusivo dos pais.

 

7ª) Zinnia | Mãe de Matilda
Filme: Matilda (1996)

mães

Toda a família de Matilda podia estar na lista, mas a arrogante mãe Zinnia sempre a desprezava e só ligava para si, sempre ignorando os desejos e vontades da filha. Sem dúvida uma das piores mães da lista.

 

6ª) Eva Katchadourian | Mãe do Kevin
Filme: Precisamos Falar Sobre o Kevin (2011)

Presença polêmica na lista, Eva Katchadourian teve depressão pós-parto e isso resultou em uma relação conturbada com o filho Kevin, refletida na ausência de carinho dela para com ele, além da rejeição e da relação permissiva. Kevin também não era uma figura fácil de lidar, um psicopata, e a culpa está mais em como Eva se sente do que em sua negligência.

 

5ª) Judy Geller | Mãe da Mônica
Série: Friends (1994-2004)

Apesar de ser uma série de comédia, a mãe de Mônica, Judy Geller rendia momentos desconfortáveis a produção, sempre rebaixando a filha e preferindo Ross, ao invés de Mônica. Implicância, machismo ou simplesmente desprezo, é difícil saber o que Judy sentia, já que seu desenvolvimento era raso e mesmo aparecendo pouco, as inseguranças de Mônica são provindas dela.

 

4ª) Ruth DeWitt Bukater | Mãe de Rose
Filme: Titanic (1997)

mães

A desprezível mãe de Rose, Ruth DeWitt Bukater só liga para as dívidas que ela e sua filha adquiriram após a morte do pai. Motivo pelo qual quer casar Rose “bem” e impedir o seu romance com Jack. Além disso, na cena em que o navio está afundando, queria que os botes fossem separados por classe social. Com certeza uma das mães mais execráveis da lista.

 

3ª) Cersei Lannister | Mãe de Joffrey, Myrcella e Tommen
Série: Game of Thrones (2011-2019)

Manipuladora e controladora, Cersei Lannister amava os filhos, mas era ruim como o diabo e os prejudicava com seus conselhos pavorosos na mesma medida. Se você acha que muitas mães passam a mão na cabeça dos filhos, é porque não conheceu Cersei e sua prole psicopata e burra.

 

2ª) Margareth White | Mãe de Carrie
Filme: Carrie, A Estranha (1976)

Nas 3 versões da adaptação do livro de Stephen King, a fanática religiosa Margareth White é uma mãe nada exemplar, abusando da filha, seja fisicamente ou psicologicamente. Sem dúvida ela é uma das catalizadoras do seu massacre no baile e o surgimento de seus poderes telecinéticos.

 

1ª) Mary Lee Johnston | Mãe da Preciosa
Filme: Preciosa (2009)

mães

Uma das piores mães de todos os tempos, seja do audiovisual ou de todas as mídias possíveis e das que ainda serão inventadas. Mary Lee Johnston merecidamente lidera essa lista. Agredindo a filha de todas as formas possíveis, a mãe ainda defende o marido depois dele abusar de Preciosa, afirmando que a garota “roubou seu homem”. Se isso não é suficiente para odiá-la, eu não sei mais o que é.


Menções honrosas:
A entidade do filme MaMa (2013)
Erica Sayers | Mãe de Nina (Filme: Cisne Negro, 2010)
Thelma (Novela: Amor de Mãe, 2020)

Gostou desse conteúdo? Então nos ajude a manter o site vivo entrando para o Odisseia Club. Seja um apoiador da Odisseia e acompanhe tudo sobre filmes, séries, games, músicas e muito mais.

Tiago Cinéfilo
Estudante de Comunicação e editor deste site. Criador, podcaster e editor do "Eu Não Acredito em Nada", o podcast de terror da Odisseia.

Valéria | A amizade moderna na série espanhola da Netflix

Previous article

2 temporada de Valéria | Saiba todos os detalhes da série

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

More in Especial