AODISSEIA
Filmes

Viagem no Tempo: Curtindo a Vida Adoidado (1986)

16 de junho de 2013 - 05:15 - Flávio Pizzol

download

Um clássico atemporal. Essa é a melhor definição que pode ser dada para “Curtindo a Vida Adoidado”. Uma comédia simples que marcou  uma geração nos anos 80 e continua gerando risos até hoje. Um filme que capta o que é ser um adolescente de maneira completa e única partindo de uma premissa baseada no carpe diem.

O filme segue Ferris Bueller, um garoto que finge estar doente para curtir um dia de sol com sua namorada e seu melhor amigo. O filme ainda acompanha a irmã de Ferris, que sente inveja da sorte do irmão que nunca é pego durante essas confusões, e o diretor Ed Rooney, que decidiu capturar Ferris.

Esse clássico da Sessão da Tarde saiu da mente do genial John Hughes, diretor e roteirista de diversos clássicos dos anos 80, como Clube dos Cinco e Gatinhas e Gatões. Hughes sempre soube traduzir em roteiros simples várias situações cotidianas da sociedade americanas. O roteiro deste filme, que foi escrito em seis dias, é bem simples e os conflitos são resolvidos da maneira mais básica possível.Esse é um dos pontos que gera criticas negativas ao filme, mas a

o meu ver a história de Ferris não precisa de conflitos super estruturados. É uma história feita para divertir e atinge seu objetivo, já que o filme engata uma cena engraçada em outra mais ainda. E todas essas cenas são icônicas.

Outra coisa inovadora que Hughes utiliza no filme é a quebra da “quarta parede”, quando Ferris ignora tudo ao seu redor e fala diretamente com o público. Esse artifício leva o espectador para dentro do filme. Afinal de contas, quem não quer ser Ferris ou um dos seus amigos?

O elenco do filme também funciona muito bem. Matthew Broderick é o único que construiu uma carreira consistente e ele quase não foi escolhido para o papel. Johnny Depp, Tom Cruise, Jim Carrey, Robert Downey Jr. e Michael J. Fox foram cotados para interpretar Ferris antes de Broderick ganhar o papel da sua vida

mov5

Alan Ruck, que está perfeito como o neurótico Cameron, Jennifer Grey, Mia Sara e Jeffrey Jones (o personagem mais engraçado do filme…) completam o elenco sensacional dessa comédia. Infelizmente, esses atores não conseguiram ter uma carreira sólida no cinema após os anos 90. O elenco também conta com uma pequena participação de Charlie Sheen, que ficou acordado por dois dias para ficar com cara de drogado (hoje ele não teria que fazer tanto esforço…).

images (4)

images (2)

images (3)

“Curtindo a Vida Adoidado” não é um filme perfeito, mas é um filme único e peculiar recheado de cenas e falas memoráveis. Quem não gostaria de ter um teclado que imite vários tipos de tosse (aliás, essa cena foi toda improvisada por Broderick)? Quem não se lembra de Ferris cantando “Twist and Shout”, dos Beatles, da Ferrari caindo ou do diretor sendo perseguido pelo cachorro?

É um filme que vai continuar falando da adolescência de uma maneira engraçada e original para qualquer geração. Um clássico que merece ser visto e revisto por todas as pessoas.

Frases Clássicas:

* “A vida passa rápido demais, e se você não parar de vez em quando para vive-la acaba perdendo seu tempo.”

* “A pergunta não é o que vamos fazer, mas o que não vamos fazer.”

* “A tolerância é o que faz pessoas como EU conviverem com pessoas como VOCÊ.”

* “Não apoio o fascismo, ou qualquer outro “ismo”. Na minha opinião, os “ismos” não prestam. Não se deve acreditar neles, mas sim em nós mesmos. John Lennon disse: “Não acredito nos Beatles, acredito apenas em mim”, ele estava certo.”

images (1)

images

images (5)