AODISSEIA
TOP 15

TOP 15: Melhores episódios de Power Rangers

22 de março de 2017 - 09:00 - Tiago Soares

 

Alpha, Rita se libertou, recrute um grupo de adolescentes com garra!” A frase, seguida do tema musical Go Go Power Rangers é uma dose certa de nostalgia para aqueles que, assim como eu e boa parte da redação, somos fãs dos heróis de laycra que soltam faíscas. Desde 1993 no ar, exibindo atualmente sua 24ª temporada, Power Rangers pode estar no passado pra nós, mas pode ser o presente ou quem sabe o futuro de muitas crianças, dependendo de quanto tempo ainda continue. Quem não chegava do colégio louco pra ver um novo episódio? Ou brigava com o amigo (a) pra ser o ranger vermelho? Ou a rosa?

 

Aproveitando o lançamento do novo filme que estreia amanhã (23 de março de 2017), separamos os 15 melhores episódios de toda a saga até agora. Alguns tem uma importância na mitologia do seriado, ou trazem personagens marcantes, além é claro de mexer com nossas emoções. Vale lembrar que Power Rangers teve dois filme anteriores: Power Rangers – O Filme (1995) e Turbo Power Rangers 2 (1997). Bom, chega de enrolação e vamos a lista:

 


15º) Título no Brasil: O Dia da Mudança / Título Original: Day of the Dumpster / Temporada: Mighty Morphy / Episódio 01

 

 

E porque não começar nossa lista com o início de tudo? Somos apresentados pela primeira vez aos 5 protagonistas (Jason, Kimberly, Billy, Zack e Trini) e suas personalidades. Conhecemos Zordon, Alpha e Rita Repulsa. Vibramos com as faíscas, explosões e as poses seguidas de mais explosões. O episódio e o restante da temporada, apresenta elementos que veremos nas temporadas seguintes como as lutas finais, as primeiras derrotas, as novas transformações seguidas de novas armas, o segundo megazord, a inclusão de um novo ranger, enfim. Vale lembrar que aprendemos as 3 regras que não devem ser quebradas por nenhum power ranger: nunca usar o poder para fins pessoais, nunca travar batalhas ao menos que sejam forçados por Rita e manter suas identidades secretas (o que cá entre nós, era meio difícil, já que todos andavam sempre juntos com suas respectivas cores nas roupas). E já ia me esquecendo dos incríveis Bulk e Skull, os personagens mais engraçados da saga.

 


14º) Título no Brasil: Ranger Azul / Título original: Blue Ranger / Temporada: RPM / Episódio 10

 

Apesar de RPM não ser uma temporada muito memorável (não só pela demora dos rangers ao morfar, ou por se passar em outra realidade), a série trouxe um episódio interessante, tanto para um personagem carismático, como para a mitologia da série. Acompanhamos a história de Flynn McAllistair, o primeiro ranger escocês. Nos sentimos na pele do ranger azul, sobre como tomar decisões na vida, e entendemos sua motivação ao se tornar um power ranger, além disso não há como não se empolgar quando o mesmo diz “Eu sou Escocês” antes da batalha. Contendo até uma clara referência a Coração Valente, o episódio ainda questiona o motivo das explosões que se seguem após transformações e os gritos dos rangers, algo nunca sequer citado em toda na saga.

 


13º) 2 episódiosTítulos no Brasil: Ranger Azul, Perigo Duplo e Uma Última Segunda Chance / Títulos Originais: Blue Ranger, Twin Danger e One Last Second Chance / Temporada: Fúria da Selva (Jungle Fury) / Episódios: 24 e 25

 

 

A apresentação do 6º ranger é sempre um momento lindo em todas as temporadas de power rangers, seja ele branco, dourado, verde, prata ou ranger sombra (SPD). Mas Fúria da Selva resolveu fazer algo diferente aqui, em vez de apenas um, introduziu logo três. Os Spirit Rangers são na verdade os mestres do rangers manipulados pelo vilão, para invocarem as forças de rangers espíritos. Imagine três senhores de idade badass na pele de três rangers imbatíveis, e o episódio entrega algumas das melhores cenas de luta da saga. Mestre Finn (Ranger Tubarão), Mestre Phant (Ranger Elefante) e Mestre Swoop (Ranger Morcego), que é cego, o que o torna mais foda ainda. Todos começam lutando contra os rangers, para como sempre, unirem forças no episódio seguinte. Só é uma pena os morfadores parecerem óculos juliet ridículos.

 


12º) Título No Brasil: A Jornada do Samurai / Título Original: Samurai’s Jorney / Temporada: Tempestade Ninja (Ninja Storm) / Episódios 16, 17 e 18 (dividido em 3 partes)

 

 

Esse é um daqueles episódios que toca bastante no emocional, além de ter um bom apuro técnico. Os rangers tiveram seus poderes sugados por um vilão e para recuperá-los, Cam, o filho do líder sensei, deve voltar ao passado e trazer um poder maior que o dos próprios rangers para que possa libertar e devolver seus respectivos poderes. Cam enfrenta seu pai super-protetor  e a desconfiança dos amigos para retornar ao início da escola ninja, quando seu pai ainda era um simples aluno, dando um tom de De Volta Para o Futuro a produção. Além disso, Cam encontra sua mãe em um encontro emocionante, do qual ele herda uma joia, que o transforma no ranger verde. Com uma fotografia que remete aos filmes antigos de Samurai, o episódio manda bem ao falar de aceitação e valorização.

 


11º) Título No Brasil: A Força do Futuro / Título Original: Force From the Future / Temporada: Força do Tempo (Time Force) / Episódios: 1 e 2 (dividido em 2 partes)

 

 

Considerada uma das melhores temporadas por público e crítica, Força do Tempo inicia sua jornada com um episódio duplo excelente. O episódio começa causando surpresa ao nos ambientar no ano 3000, sendo a primeira temporada a mostrar o futuro. Mas logo somos surpreendidos quando os rangers precisam voltar ao longíquo ano de 2001, para capturar Ransik (um dos melhores vilões de toda a saga) que tem o poder de tirar armas do seu corpo – algo que parece doloroso e maneiro ao mesmo tempo. Focando bastante na relação do novo ranger vermelho Wes e no restante do grupo, principalmente Jen, que não confia e nem simpatiza de primeira com o garoto mimado, o episódio é um ótima introdução para uma ótima temporada.

 


10º) Título no Brasil: O Fim do Tempo / Título Original: The End of Time / Temporada: Força do Tempo (Time Force) / Episódios: 38, 39 e 40 (dividido em 3 partes)

 

 

Neste episódio triplo, que encerra a temporada Força do Tempo, os rangers precisam voltar para o futuro antes que Ransik os destrua junto com a Terra. Com apenas Wes e Eric (O ranger Quantum) lutando contra uma cidade de inimigos. Épico é pouco para traduzir toda a emoção seguinte, que resulta na volta dos rangers ao passado para ajudar Wes. Além disso, Nadira, a filha de Ransik começa a sentir um amor pela humanidade e percebe que nem todos são culpados, convencendo o pai, que acaba se entregando e alcançando a redenção. Já Wes e Jen finalmente dizem o que sentem um pelo outro, encerrando uma das melhores temporadas.

 


9º) Título no Brasil: Encontro de Super Heróis / Título Original: Shell Shock / Temporada: No Espaço (In Space) / Episódio 4

 

 

Estamos diante de um encontro épico. O episódio que une os Power Rangers e as Tartarugas Ninja, dois dos maiores sucessos dos anos 90, não poderia ficar de fora da lista. O encontro acontece depois que Astronema vai até Nova York recrutar as tartarugas e controla suas mentes, para que se passem como amigos dos rangers e depois dominar sua meganave. Com piadas pontuais e uma dublagem impagável, é uma pena que este encontro dure apenas um episódio.

 


8º) Título no Brasil: A Passagem da Tocha / Título original: Passing The Toch / Temporada: Turbo (Turbe) / Episódios 18 e 19 (dividido em 2 partes)

 

 

Meu apego com a temporada Turbo deve-se muito ao fato do grupo ter uma criança na equipe, e o episódio foca bastante no sonho de criança de ser um power ranger. A vilã Divatox deseja destruir o grupo, começando pelo líder Tommy, e acaba capturando-o. Paralelo a isso os rangers tem como sua última missão, encontrar seus substitutos, mas possuem um período de tempo pra isso. Com a presença ilustre de Zordon em uma cerimônia histórica, Tommy, Kat, Adam e Tânia passam o bastão para os novos rangers: T.J., Cassie, Carlos e Ashley. O único que permanece na equipe é o ranger azul, o menino Justin. O episódio foca no fim de um ciclo, com um dos personagens favoritos, Tommy, retornando apenas em Eternamente Vermelho (que está chegando na lista).

 


7º) Título no Brasil: Luz Branca / Título Original: White Light / Temporada: Mighty Morphin / Episódios: 17 e 18 (dividido em 2 partes)

 

 

Por falar em Tommy, este é o grande retorno do personagem. Pra quem não lembra, ele era o Ranger Verde comandado po Rita Repulsa para destruir os rangers. Tommy posteriormente acaba mudando de lado. Mas com o passar do tempo, ele vai perdendo seus poderes, já que o poder do ranger verde foi criado para o mal. Sendo assim Tommy sai de cena por um tempo. No episódio duplo, Zordon e Alpha se ausentam, deixando os rangers sem ajuda, mal sabiam eles que ambos estavam trabalhando em um novo ranger. Causando dúvida na equipe sobre quem seria o novato, ele acaba se revelando e para surpresa ou não de todos, Tommy é o ranger branco, novo líder da equipe. Um novo zord, o Tigre Zord Saba é inserido, e temos um aperto de mãos entre os zords, além do primeiro shipp da história entre Tommy e Kimberly.

 


6º) Título no Brasil: A Batalha Lendária / Título original: Legendary Battle / Temporada: Super MegaForce / Episódio 20

 

 

O especial de 20 anos da série, tinha que ter momentos especias, e eles não faltaram. Começando com ações altruístas de alguns personagens clássicos como civis, A Batalha Lendária, reune todos os power rangers de todas as temporadas em uma épica batalha contra o mal. Apesar de tudo ser mais simbólico do que real, já que os rangers de Super MegaForce usam os poderes dos rangers lendários (lê-se, rangers das temporadas anteriores). O episódio consegue ser plasticamente bonito e, apesar de alguns atores mostrarem seus rostos, você sabe que a maioria são dublês vestidos e mesmo assim se emociona. Vale a pena conferir.

 


5º) Título no Brasil: Final da Jornada / Título Original: Journey’s End / Temporada: Galáxia Perdida (Lost Galaxy) / Episódios 43, 44 e 45 (dividido em 3 partes)

 

 

Começamos o Top 5 com um episódio triplo, considerado um dos melhores finais de temporada da saga. A vilã Trakeena deseja matar o ranger vermelho Leo, por ele ter matado seu pai, o vilão Scorpius. Ao mesmo tempo, os outros rangers estão em Terra Ventura tentando impedir o ataque de Trakeena, levando as pessoas até uma espécie de terra prometida. Recheado de tensão nas três partes, é impossível tirar os olhos da telinha. O visual do episódio todo é bastante inspirado em Star Trek, e uma linda cena do capanga Villamax com um criança entra pra história como uma das melhores da saga. A batalha final de Leo contra Trakeena é emocionante e conta com o sacrifício do ranger vermelho para tentar salvar Ventura, que acaba destruída, fazendo com que a população vá pra o planeta Mirinoi. Além disso, Leo surpreendentemente volta, além de Hendrix, ranger rosa que tinha morrido no meio da temporada, e ainda estará nesta lista. Galáxia Perdida encerra a história que começou em Mighty Morphin com a série tendo temporadas antológicas até hoje.

 


4º) Título no Brasil: O Encontro no Espaço / Título original: From Out of Nowhere / Temporada: No Espaço (In Space) / Episódios 1 e 2 (dividido em duas partes)

 

 

Por muitos considerada a melhor temporada de Power Rangers. No Espaço, se inicia com novidades para a saga. Estávamos acostumados com o senso de aventura na terra, aqui, somos inseridos no espaço, com muitas referências a Star Trek e Stargate. O episódio começa com uma festa de vilões como Oivatox, Lord Zedd, Rita Repulsa, entre outros. Espectro Negro capturou Zordon e cabe aos rangers salva-lo. Para isso eles devem se unir a Andros, o ranger vermelho do espaço e salvar a Terra, Zordon e KO-35, planeta aonde Andros nasceu. Conhecemos a Astro Meganave, o Planador Galáctico e temos umas das melhores morfargens. O episódio ainda nos apresenta Andros como um dos maiores líderes da saga inteira.

 


3º) Título no Brasil: Contagem Regressiva Para a Destruição / Título Original: Countdown to Destruction / Temporada: No Espaço (In Space) / Episódios 42 e 43 (dividido em 2 partes)

 

 

Com uma linda batalha a luz do dia a la Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge, o final de Power Rangers no Espaço abre o nosso top 3. Com os rangers revelando suas identidades, após uma grande pressão popular, cabe a Andros, tentar impedir a destruição do universo, que foi dominado depois que todos os vilões se uniram. Com a liderança de Astronema – que pra quem não sabe se chama Karone e é irmã de Andros – o universo todo se rende a vilã, faltando apenas a Terra, Andros tenta convencer a irmã a mudar de lado, e acaba encontrando Zordon. Não vendo outra alternativa, Zordon pede que Andros o mate para que a sua bondade destrua todo o mal do mundo. Em uma cena emocionante, Andros mata Zordon, que acaba se transformando em bondade para todo o universo, fazendo alguns vilões sumirem, enquanto outros viram humanos.

 


2º) 2 episódiosTítulos no Brasil: Ao 10º Poder e O Poder Rosa / Títulos Originais: To the 10th Power e The Power of Pink / Temporada: Galáxia Perdida (Lost Galaxy) / Episódios: 30 e 31

 

 

O nosso segundo lugar tem como principal qualidade algo que todas as temporadas possuem e conseguem fazer coisas excelentes com ele: o crossover. Sempre, a temporada atual tem a presença de rangers anteriores em episódios especias. Aqui, os Rangers do Espaço, ajudam os Rangers da Galáxia Perdida a enfrentar os Psycho Rangers, criados por Trakeena e Deviot. Os Psycho Rangers são nada mais do que as versões malignas dos power rangers, só que piores e mais poderosos. No primeiro episódio do crossover somos apresentados a esses vilões quase imbatíveis, e no segundo acontece o que ninguém esperava: uma morte surpreendente para uma série infantil. Kendrix, a ranger rosa da Galáxia Perdida se sacrifica para salvar Cassie, a ranger rosa do Espaço. Em uma cena triste e forte a atriz Valerie Vernom se despede da série, com Karone (ex-Astronema) assumindo o manto. Vale lembrar que a atriz precisou sair para tratar de uma leucemia, mas retornou no episódio já citado, Final da Jornada.

 


1º) Título no Brasil: Eternamente Vermelho / Título Original: Forever Red / Temporada: Força Animal (Wild Force) / Episódio 34

 

 

Sim, este é o melhor episódio de Power Rangers. Se não é para você, pelo menos é um dos mais relembrados. O mais nostálgico. Para comemorar os 10 anos da série, nada melhor do que reunir 10 rangers vermelhos, de todas as fases da saga. Andros descobre que alguns generais do Império Máquina ainda estão vivos, e pretendem homenagear o Rei Mondo, desenterrando o Zord Serpentera na Lua e para destruir a terra com ele. Tommy (voltando depois de anos), resolve reunir os rangers vermelhos e impedir os generais e Serpentera ainda na Lua. Um show de nostalgia, explosões vermelhas e frases clássicas dão o tom de um dos episódios mais incríveis de Power Rangers. Os rangers vermelhos de Mighty Morphin, Zeo, Alien, Turbo, Espaço, Galáxia Perdida, Resgate, Força do Tempo e Força Animal homenageiam as melhores temporadas da Era Zordon e Pós Zordon, com direito a referências e um disputa sadia no fim. Se puder, corra pra assistir e, se já viu, reveja.

 


Obs: Todos os episódios estão disponíveis na Netflix.