AODISSEIA
Filmes

Pantera Negra e seu DNA

Loyalty, got royalty inside my DNA

23 de dezembro de 2017 - 11:25 - felipehoffmann

Lealdade e realeza no DNA. Assim começa o single de Kendrick Lamar, do fantástico álbum DAMN. Lançado em abril de 2017, o disco foi aclamado pela crítica e rendeu, nada mais nada menos, que 7 indicações ao Grammy americano.

Faz todo sentido a música constar na trilha sonora de Pantera Negra, novo filme da Marvel. Os dois, afinal, carregam o peso da realeza dentro do seu DNA.

A participação de Lamar no próprio filme do Pantera não é surpreendente. Esse ano, na San Diego Comic Con, a Marvel trouxe um clipe exclusivo da música. O auditório enlouqueceu com a inserção da trilha, nesse que é um dos filmes mais esperados da Casa das Ideias.

 

 

A conexão entre Pantera Negra e o trabalho de Kendrick vai além do sucesso artístico e comercial. Tanto Ryan Coogler (Creed) quanto o ator Chadwick Boseman (o Pantera) disseram sentir uma conexão pessoal com DNA assim que a faixa foi inserida no trailer.

“Na verdade, a música é extremamente literal para a proposta do trailer. Acho que vai muito da questão cultural que estamos lidando, enquanto país Wakanda e a comunidade afro-americana”, disse Coggler ao Los Angeles Times.

 

 

Assim como DNA fala sobre crescer e ficar de pé numa sociedade extremamente opressiva para os negros, Pantera Negra é sobre como um reino poderia evoluir caso não tivesse sido conquistado por outras mãos.

“Estamos falando de um mundo que existiria se os egípcios nunca tivessem sido conquistados. Se a Suméria nunca fosse dominada. Todos teriam a oportunidade de progredir, assim como Wakanda”, acrescenta Boseman.

A gente ainda não sabe como será inserido o single de Lamar em Pantera Negra, mas considerando o quando esse filme pode significar, não é difícil imaginar DNA como A MÚSICA tema para o herói.

Pantera Negra estreia dia 15 de fevereiro de 2018 nos cinemas.