AODISSEIA
Livros e HQ's

Livros e HQ’s: Dr. Estranho – Strange

Uma nova roupagem, o mesmo herói

12 de outubro de 2016 - 15:00 - Tiago Soares

Na semana passada nós aprendemos um pouco mais sobre a origem do Mago Supremo da Marvel que chega aos cinemas no dia 04 de novembro deste ano – em menos de um mês. Falamos também de Shamballa, uma HQ de sucesso e uma das melhores do personagem, mas também foi dito que ela não seria a preferível para se entrar no mundo mágico do herói. Ao contrário da que falaremos essa semana. Strange sim é uma ótima porta de entrada para a história de Stephen Strange, já que, mesmo que com algumas mudanças, sabemos sobre sua origem, poderes e missão.

dr-estranho-strange

 

A história que você verá em Dr. Estranho – Strange é basicamente a versão oficial da origem do Mago e a que estará no filme. Como sabemos Stephen Vicent Strange era um grande cirurgião, ambicioso e egoísta que após sofrer um grande acidente automobilístico, perde o movimento das mãos. Em busca da cura por vários lugares do mundo, no Himalaia, encontra o Ancião, que o ensina no domínio das artes místicas, para assumir seu lugar e se tornar o Mago Supremo.

Em Strange, o palco muda, e um jovem Stephen é um médico em uma espécie de “médicos sem fronteiras” no Tibete, lá ele conhece um ainda mais jovem Wong, e o ajuda em uma doença considerada “incurável”, prometendo voltar em breve para vê-lo. Seis anos se passam e Stephen é um cirurgião plástico bem sucedido, indo contra todos os princípios que jurou defender, não ajudando ninguém além de si mesmo e de seus clientes caros, ele é uma pessoa bem diferente.

1476245907307031

Após sofrer um acidente esquiando em um fim de semana em um chalé com seu amigo de infância Devon, Stephen vai em busca de sua cura, e acaba voltando ao Tibete para descobrir que Wong se tornou um médico especialista em mãos que mora em Nova York. De volta a sua terra natal, Stephen vai conhecer o Ancião, Cléa (sua futura esposa nas HQs), reencontrar seu fiel escudeiro Wong e saber que sua realidade é uma de muitas.

Muito do que você viu nos trailers de Doutor Estranho são imagens tiradas diretamente desta HQ, que tem total liberdade criativa no texto de Michael Straczynski e Sara (Samm) Barnes. Mesmo assim, mantém o caráter dos personagens. Os dilemas de Stephen estão lá, assim como sua arrogância, ego gigante e a total falta de descrença quando é apresentado ao novo mundo, ao qual é jogado com apenas um toque (mais uma vez igual nos trailers).

Os personagens coadjuvantes tem bastante destaque e funções narrativas. Devon é o melhor amigo de Strange, Cléa sua salvadora, Wong como uma espécie de mensageiro, o Ancião com seus discursos cercados de mistério no subtexto, Barão Mordo que mostra a que veio, além de Dormammu, principal inimigo de Stephen Strange.

1476245392678003

A arte de Brandon Peterson é simples e rústica na maioria das vezes não se importando em dar beleza aos personagens, algo que não é refletido em sua capacidade de desenhar a ação, que é envolvente e com ritmo, fazendo uso de infinitas tonalidades nos momentos do uso da magia, mudando-a completamente nos flashbacks com pouca cor. O uso de balões de pensamentos, é outro ótimo recurso, usado frequentemente por Frank Miller em suas obras.

Doutor Estranho – Strange é uma minissérie em 6 edições lançadas em 2004, que revitalizam a história do Mago Supremo, dando-o uma profundidade apenas sugerida em obras anteriores, com certeza umas das melhores HQ’s do herói. Até semana que vem.


Obs: Os primeiros 15 minutos de Doutor Estranho foram liberados para a imprensa e, em nome de Vishant, as críticas são positivas.