AODISSEIA
Games

Especial BGS 2017: 4º Dia

15 de outubro de 2017 - 11:51 - Tiago Soares

O dia mais enxuto da BGS, pelo menos pra mim, foi também o dia em que os ingressos esgotaram e era possível sentir isso. Digo e repito: é impressionante o tamanho da BGS 2017. Eles prometeram e cumpriram, e é realmente a maior da história, e a décima edição da feira sem dúvida entra como uma das melhores.

É possível andar livremente, mesmo com o ambiente lotado – e tirando os stands mais concorridos como os da Playstation e XBOX – é possível jogar o mesmo jogo em outros stands menos concorridos. A Área Indie continua movimentada e a praça de alimentação talvez seja o único lugar realmente lotado e que a quantidade de mesas não suporte. Mas é possível entrar com comida, então o chão dos pavilhões acaba sendo uma alternativa para os mais cansados.

Stand da Warner

Ontem foi o dia de passar no stand da Warner e dar uma olhada no que rolava por lá. Além dos mais cotados Sombras da Guerra, Injustice 2 (que já jogamos) e Need For Speed, a alegria das crianças eram feita com os jogos Lego com direito a piscina de bolinhas. Decidi ficar na experiência VR de Liga da Justiça. Você escolhe um dos integrantes e jogo poucos minutos com ele, no fim ainda leva um poster do filme. Apesar do pouco tempo, a demo foi a que me deu mais uma sensação de realismo.

Depois disso a Arena Warner estava em polvorosa com as presenças do editor Gaveta + MRG (Beto Estrada, Affonso Solano e Diogo Braga). Começando com batalhas de Marvel x Capcom, eles mediaram uma espécie de painel lotado de zueira. As coincidências da vida colocaram frente a frente o ex e o atual namorado de uma moça chamada Thais. Com o ex vencendo – Thais mesmo estando grávida – foi quem subiu ao palco da arena. A disputa valia um copo do Superman, um poster de Injustice e um Box do Bluray de Mulher-Maravilha.

Em uma virada espetacular, Thais foi quem saiu vencedora e levou todos os prêmios, não se livrando de todas as brincadeiras de Didi Braguinha. Após isso, um mito criado por Didi Braguinha – Jessé – foi quem subiu ao palco para duelar com Gaveta, e venceu o editor, levando uma camiseta da Arlequina pra casa. Quando trocaram o game para Injustice 2 eu já estava deixando a arena a caminho da Brasil Game Jam.

Brasil Game Jam

Apesar de stands pouco convidativos e fechados, dei uma passada nos stands do Zero 1, aonde uma galera ansiosa esperava Tiago Leifert pra tirar aquela foto e do lado estava a Brasil Game Jam. Pra quem não sabe, a BGS em parceria com a Rede Globo escalou um time de desenvolvedores para fazer um jogo durante a feira. O jogo teoricamente já estava disponível para ser testado, mas a falta de informações que permeia o stand não facilita chegar até ele.

O melhor seria comer alguma coisa ao lado na praça de alimentação ou tirar alguma foto no Trono de Ferro, que apesar de estar em todas as feiras possíveis, ainda é bastante requisitado e gera longas filas.


Fiquem ligados nas redes sociais do Odisseia e não percam nada da Brasil Game Show 2017:

Instagram: @aodisseia

Twitter: @odisseia_site