AODISSEIA
Especial

Emmy 2017: Surpresas e Esnobados

23 de julho de 2017 - 23:00 - Tiago Soares

Ontem foram divulgados os indicados ao Emmy 2017, maior premiação da TV americana. Mesmo sem Game of Thrones, a HBO segue liderando as indicações, com 110 no total, graças a recordista desse ano, Westworld com 22. O novo sucesso do canal é seguido de perto por Stranger Things e FEUD com 18, e a comédia Veep com 17 indicações. Vale lembrar que Game of Thrones e Orphan Black são exemplos de séries que não estão entre os indicados, por estrearem suas temporadas depois do tempo limite, ficando para o ano que vem.

 

A cerimônia de premiação acontecerá no dia 17 de setembro, com apresentação de Stephen Colbert (The Late Show with Stephen Colbert). No Brasil, a premiação será televisionada ao vivo pelo canal pago TNT. Separamos algumas surpresas e alguns esnobados que ficaram de fora desta premiação, se concordar ou não, deixe um comentário, vamos lá:

 

Melhor série dramática

Better Call Saul

The Crown

The Handmaid’s Tale

House of Cards

Stranger Things

This is Us

Westworld

 

Surpresas: Não chega a ser uma grande surpresa devido a qualidade de ambas, mas as novatas This is Us e The Handmaid’s Tale merecem destaque. A primeira teve 11 indicações e essa é a primeira vez em mais de 6 anos que uma série da TV aberta americana consegue tantas indicações nas categorias dramáticas, que nos últimos anos foi dominada pela TV a cabo e serviços de streaming. A segunda é o grande sucesso do serviço de streaming Hulu, e vem conquistando público e crítica, apesar de não ter chegado oficialmente por aqui. Conquistou indicações em quase todas as categorias principais e particularmente torço muito por ela.

 

 

Esnobados: Assim como ocorreu com Mad Men ano passado, esperávamos que muitas séries que tiveram seu último ano exibido nos EUA ganhassem indicações, o que não aconteceu. The Leftovers, uma das séries mais aclamadas pela crítica este ano, foi totalmente ignorada. O último ano de Bates Motel também merecia estar presente, já que teve um ano praticamente perfeito. Mr. Robot, que foi sucesso no ano passado, foi praticamente esquecida em 2017. A estreante American Gods só teve indicações em melhor abertura e melhores efeitos visuais, enquanto o último ano de Penny Dreadful só foi indicada a duas categorias técnicas, a exemplo de Vikings, indicada a 3 dessas categorias.

 

Melhor atriz em série dramática

Viola Davis – How to Get Away with Murder

Claire Foy – The Crown

Elisabeth Moss – The Handmaids Tale

Keri Russel – The Americans

Evan Rachel Wood – Westworld

Robin Wright – House of Cards

 

Esnobadas: Apesar de Carrie Coon estar indicada por Fargo, a atriz se destacou muito mais na última temporada de The Leftovers e merecia o reconhecimento. Evan Green, a principal estrela de Penny Dreadful merecia muito ser indicada.

 

Melhor ator em série dramática

Sterling K. Brown – This is Us

Anthony Hopkins – Westworld

Bob Odenkirk – Better Call Saul

Matthew Rhys – The Americans

Liev Schreiber – Ray Donovan

Kevin Spacey – House of Cards

Milo Ventimiglia – This is Us

 

Esnobados: Indicado incríveis 7 atores (seria um recorde?), o Emmy deixa de indicar duas das maiores atuações do ano. Justin Theroux por The Leftovers, principalmente pelo episódio 07 e Freddie Highmore que interpretou Norman Bates brilhantemente por todos os anos de Bates Motel, o jovem merecia essa indicação mais do que qualquer outro.

 

 

Melhor atriz coadjuvante em série dramática

Uzo Aduba – Orange is the New Black

Millie Bobby Brown – Stranger Things

Ann Dowd – The Handmaid’s Tale

Samira Wiley – The Handmaid’s Tale

Chrissy Metz – This is Us

Thandie Newton – Westworld

 

Esnobados: A principal ausência nesta lista é a de Vera Farmiga, que apesar do destino que teve na temporada passada, brilhou demais em Bates Motel. E pessoalmente incluiria Emily Browning que fez uma excelente temporada em American Gods.

 

Melhor ator coadjuvante em série dramática

Jonathan Banks – Better Call Saul

Michael Kelly – House of Cards

John Lithgow – The Crown

Mandy Patinkin – Homeland

David Harbour – Stranger Things

Ron Cephas Jones – This is Us

 

Esnobados: Com todo respeito ao incrível Jonathan Banks, mas quem merecia estar nessa lista este ano era Michael McKean. Chuck foi um dos personagens mais complexos da temporada recente e Mike só fez mais do mesmo. Ian Mcshane foi o principal ator de American Gods e merecia o reconhecimento também. Christopher Eccleston é outro que teve um último ano incrível por The Leftovers.

 

Melhor atriz convidada em série dramática

Cicely Tyson – How to Get Away with Murder

Laverne Cox – Orange is the New Black

Shannon Purser – Stranger Things

Alison Wright – The Americans

Alexis Bledel – The Handmaid’s Tale

Ann Dowd – The Leftovers

 

Surpresas: Apenas o hype das redes sociais explica a presença de Shannon Purser (a Barb) nesta lista. Até agora estou tentando entender. Do contrária a presença da incrível Ann Dowd rende a única indicação de The Leftovers.

 

 

Melhor direção em série dramática

Vince Gilligan pelo episódio “Witness” – Better Call Saul

Lesli Lika Glatter pelo episódio “America First” – Homeland

The Duffer Brothers pelo episódio “Chapter One: The Vanishing of Will Byers” – Stranger Things

Stephen Daldry pelo episódio “Hyde Park Corner” – The Crown

Reed Morano pelo episódio “Offred (Pilot)” – The Handmaid’s Tale

Kate Dennis pelo episódio “The Bridge” – The Handmaid’s Tale

Jonathan Nolan pelo episódio “The Bicameral Mind” – Westworld

 

Esnobados: The Leftovers merecia uma indicação aqui pelo incrível “The Most Powerful Man in the World (and His Identical Twin Brother)” dirigido por  Craig Zobel o mesmo de International Assassin. A direção do episódio é frenética e cercada de tensão. Sense 8 é outra que tinha que estar nesta categoria devido a dificuldade de dirigir cenas praticamente iguais em lugares diferentes com pessoas diferentes, a série pelo menos conseguiu ser indicada a fotografia.

 

Melhor roteiro em série dramática

Gordon Smith pelo episódio “Chicanery” – Better Call Saul

The Duffer Brothers pelo episódio “Chapter One: The Vanishing of Will Byers” – Stranger Things

Joel Fields e Joe Wesberg pelo episódio “The Soviet Division” – The Americans

Peter Morgan pelo episódio “Assassins” – The Crown

Bruce Miller pelo episódio “Offred (Pilot)” – The Handmaid’s Tale

Lisa Joy e Jonathan Nolan pelo episódio “The Bicameral Mind” – Westworld

 

Esnobados: The Leftovers pelo brilhante último episódio, The Book of Nora, escrito por Damon Lindelof – que tem um texto poderoso. Confira um pouco sobre na nossa crítica.

 

Melhor série cômica

Atlanta

Black-ish

Master of None

Modern Family

Silicon Valley

Unbreakable Kimmy Schmidt

Veep

 

Esnobados: O último ano de Girls foi uma ausência sentida pela redação, não apenas nessa, mas em todas a categorias principais.

 

Melhor atriz convidada em série cômica

Wanda Sykes – Black-ish

Carrie Fisher – Catastrophe

Becky Ann Baker – Girls

Angela Bassett – Master of None

Melissa McCarthy – Saturday Night Live

Kristen Wiig – Saturday Night Live

 

Surpresas: A indicação póstuma de Carrie Fisher, que morreu no fim do ano passado, por Catastrophe.

 

 

Melhor direção série cômica

Donald Glover pelo episódio “B.A.N.” – Atlanta

Jamie Babbit pelo episódio “Intellectual Property” – Silicon Valley

Mike Judge pelo episódio “Server Error” – Silicon Valley

Morgan Sackett pelo episódio “Blurb” – Veep

David Mandel pelo episódio “Groundbreaking” – Veep

Dale Stern pelo episódio “Justice” – Veep

 

Surpresas: É  muito mais um desejo do que uma surpresa, mas B.A.N. é o melhor episódio de Atlanta e merece levar essa.

Esnobados: A redação lamentou a ausência de Master of None, que teve uma direção primorosa em episódios memoráveis da 2ª temporada.

 

Melhor minissérie

Big Little Lies

Fargo

Feud: Bette and Joan

Genius

The Night Of

 

Esnobados: Apesar de um ano concorrido nesta categoria, será que American Horror Story – Roanoke não merecia uma indicação depois do ótimo 6º ano? Acho que a cota de Ryan Murphy é apenas uma série mesmo.

 

Melhor atriz em minissérie ou filme feito para TV

Carrie Coon – Fargo

Felicity Hoffman – American Crime

Nicole Kidman – Big Little Lies

Jessica Lange – Feud: Bette and Joan

Susan Sarandon – Feud: Bette and Joan

Reese Whitherspoon – Big Little Lies

Esnobados: Apesar da incrível Carrie Coon estar presente, a atuação de Mary Elizabeth Winstead também merecia ser reconhecida, ela chegou a ser melhor do que a indicada por Fargo.

 

 

Melhor ator coadjuvante em minissérie ou filme feito para TV

Alexander Sarsgard – Big Little Lies

David Thewlis – Fargo

Alfred Molina – Feud: Bette and Joan

Stanley Tucci – Feud: Bette and Joan

Bill Camp – The Night Of

Michael Kenneth Williams – The Night Of

 

Esnobados: Alfred Molina brilhou em Feud, mas a indicação de Stanley Tucci é mais pelo nome do que pela atuação. Michael Stuhlbarg por Fargo entraria fácil.

 

Melhor talk show e variedades

Full Frontal with Samantha Bee

Jimmy Kimmel Live!

The Late Late Show with James Corden

The Late Show with Stephen Colbert

Real Time with Bill Maher

Esnobados: The Tonight Show with Jimmy Fallon, o melhor talk show americano na minha opinião, foi ignorado.